Ananda (estado de consciência)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados de Ananda, veja Ananda (desambiguação).

Ananda (sânscrito आनन्द, ānanda) é um termo sânscrito que significa êxtase (sentimento) ou felicidade suprema, sendo frequentemente usado no hinduísmo. No Vedanta, ananda é uma das três características do Absoluto ou Brahman: Sat (realidade), Cit (consciência) e Ananda (beatitude).[1]

A palavra ananda pode também se referir a um dos níveis ou camadas do ser humano, de acordo com a Taittiriya Upanishad; e à vivência que pode ser atingida em estados de samadhi nos quais a pessoa ultrapassou toda dualidade e se sente completa, ou seja, já não deseja mais nada.[2]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. BIANCHINI, Flávia. Brahman é Ānanda. Pp. 101-125, in: GNERRE, Maria Lúcia Abaurre; POSSEBON, Fabrício (orgs.). Cultura oriental: língua, filosofia e crença. Vol. 2. João Pessoa: Editora da UFPB, 2012.
  2. MARTINS, Roberto de Andrade. Muṇḍaka-Upaniṣad: o conhecimento de Brahman e do Ātman. Rio de Janeiro: Corifeu, 2008. Pp. 86-90.


Ícone de esboço Este artigo sobre Hinduísmo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.