Ananda Coomaraswamy

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Ananda Kentish Coomaraswamy (Colombo, 22 de agosto de 1877 - Needham, Massachusetts, 9 de setembro de 1947) foi um filósofo e metafísico ceilonês, um historiador pioneiro e filósofo da arte indiana, particularmente de história da arte e simbolismo.

Foi um notável intérprete da cultura indiana para o Ocidente e um dos fundadores da Escola perenialista, baseada na Filosofia Perene, juntamente com René Guénon (1886-1951) e Frithjof Schuon (1907-1998).[1]

Em 1917, se tornou o primeiro curador de arte indiana do Museu de Belas Artes de Boston, onde teve a oportunidade de enfatizar o elemento espiritual na arte.

Seu filho, o filósofo católico Rama Coomaraswamy, organizou e publicou uma antologia de seus escritos: The Essential Ananda Coomaraswamy.[2]

Entre seus poucos livros publicados em português estão "Hinduísmo e Budismo", "O Que É Civilização?"[3] e "Mitos Hindus e Budistas".

Ver também[editar | editar código-fonte]


Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. V. A Inteligência de Fé, de Mateus Soares de Azevedo (Best Seller, Rio de Janeiro, 2006)
  2. World Wisdom, EUA, 2004
  3. Editora Siciliano, São Paulo, 1990