Anarquistas, Graças a Deus

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para pela minisérie, veja Anarquistas, Graças a Deus (minissérie).
Anarquistas, Graças a Deus
Capa, ed. Círculo do Livro.
Autor(es) Zélia Gattai
Idioma Português
País  Brasil
Assunto Memórias
Arte de capa foto de Gioconda Rizzo
Editora Editora Record
Lançamento 1979
ISBN 9788535913910
Cronologia
Um Chapéu Para Viagem

Anarquistas, Graças a Deus é o livro de estreia da escritora brasileira Zélia Gattai, publicado em 1979. Nele a autora, filha de imigrantes italianos, traz reminiscências do país na primeira metade do século XX, bem como histórias de sua infância.

Zélia Gattai é filha de Ernesto Gattai, anarquista italiano que participou ativamente do movimento operário da cidade de São Paulo. Fez parte, também, da Colônia Cecília, reduto anarquista na cidade de Palmeira no interior do estado do Paraná que durou de 1890 a 1894. Idealizado por Giovanni Rossi, anarquista italiano.

Zélia Gattai recebeu pelo livro o Prêmio Paulista de Revelação Literária de 1979.

Televisão[editar | editar código-fonte]

A Rede Globo produziu uma minissérie de mesmo nome, com direção-geral de Walter Avancini. A produção foi realizada pelo Núcleo da TV Globo em São Paulo, em 1982. A minissérie foi vendida para vários países, como Angola, Argentina, Bolívia, Estados Unidos, Itália, Honduras, Portugal, Suíça e Venezuela.[1]

Referências

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • ROSSI, Giovanni. Colônia Cecília e outras utopias. ed.20. Curitiba: Imprensa oficial, 2000.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um livro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.