Anatoliy Bibilov

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Anatoly Bibilov
4.º Presidente da Ossétia do Sul
Período 21 de abril de 2017
a atualidade
Antecessor Leonid Tibilov
Presidente do Parlamento
Período 24 de junho de 2014
a 21 de abril de 2017
Antecessor Stanislav Kochiev
Sucessor Inal Mamiev
Dados pessoais
Nome completo Anatoly Ilyich Bibilov
Nascimento 13 de janeiro de 1970 (50 anos)
Ossétia do Sul, União Soviética
Alma mater Escola Superior de Comando Aerotransportado de Ryazan
Partido Ossétia Unida

Anatoly Bibilov (Ossétia do Sul, 13 de janeiro de 1970) é um político Osseto. Atualmente serve como o 4º Presidente da Ossétia do Sul, um estado independente, parcialmente reconhecido, mas de fato independente, sucedendo Leonid Tibilov como Presidente desde 21 de abril de 2017, após sua vitória nas eleições presidênciais.[1][2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Bibilov nasceu Ossétia do Sul, União Soviética.[3] Depois da oitava série, ele foi para um internato em Tbilisi, onde teve intenso treinamento militar e físico, depois ingressou na Escola Superior de Comando Aerotransportado de Ryazan. Depois de se formar, Bibilov foi enviado para a 76ª Divisão de Ataques Aéreos da Guarda. Sua divisão foi incluída no batalhão consolidado de forças de paz na Ossétia do Sul. Posteriormente, ele se juntou ao Exército da Ossétia do Sul, comandando uma unidade de forças especiais. Entre o período 1998-2008, ele voltou às forças de manutenção da paz, desta vez em um batalhão da Ossétia do Norte. Bibilov participou ativamente da guerra da Ossétia do Sul em 2008, organizando a defesa de um dos distritos de Tskhinvali contra as Forças Armadas da Geórgia.[4][5]

Em outubro de 2008, foi nomeado Ministro de Situações de Emergência da Ossétia do Sul. Bibilov foi o candidato presidencial do Partido da Unidade nas eleições presidenciais da Ossétia do Sul, em 2011. Ele venceu o primeiro turno, mas perdeu o segundo turno para Alla Dzhioyeva.[6][7]

Logo, porém, o parlamento da Ossétia do Sul declarou as eleições inválidas.[8] Leonid Tibilov foi eleito presidente depois de vencer a eleição presidencial da Ossétia do Sul em 2012, da qual Bibilov não participou. Em junho de 2014, ele foi eleito presidente do parlamento da Ossétia do Sul. Atualmente, ele é o chefe do partido Ossétia Unida, que o nomeou como candidato à eleição presidencial da Ossétia do Sul em 2017.[9] Bibilov venceu a eleição no primeiro turno com 54,8% dos votos e assumiu o cargo de 4º presidente da Ossétia do Sul em 21 de abril de 2017.[10] Durante a sua posse, estiveram presentes delegações da República de Nagorno-Karabakh, das Repúblicas Populares de Donetsk e Lugansk e da Rússia.[11][12]


Bibilov apoia a anexação da Ossétia do Sul pela Federação Russa.[13]

Referências

  1. «Putin relembra papel da Rússia para a independência da Ossétia do Sul». sputniknews. Consultado em 21 de novembro de 2019 
  2. «Anatoly Bibilov: South Ossetia Must Become Part of Russia». georgia today. Consultado em 21 de novembro de 2019 
  3. «The new head of South Ossetia, Bibilov: from peacemaker to the President». chelorg. Consultado em 21 de novembro de 2019 
  4. «The new head of South Ossetia, Bibilov: from peacemaker to the President». chelorg. Consultado em 21 de novembro de 2019 
  5. «Meeting with President of South Ossetia Anatoly Bibilov». kremlin.ru. Consultado em 21 de novembro de 2019 
  6. «Medvedev Endorses Kremlin's Candidate In South Ossetian Presidential Run Off». rferl.org. Consultado em 21 de novembro de 2019 
  7. «South Ossetia Says Bibilov Leads Vote In Election Condemned By Georgia, U.S. As 'Iillegitimate'». rferl.org. Consultado em 21 de novembro de 2019 
  8. «South Ossetia unrest after election result is annulled». BBC News. Consultado em 21 de novembro de 2019 
  9. «"United Ossetia" Party nominates Anatoly Bibilov as presidential candidate». kavkaz-uzel. Consultado em 21 de novembro de 2019 
  10. «Бибилов сложил полномочия спикера парламента Южной Осетии». kavkaz-uzel. Consultado em 21 de novembro de 2019 
  11. «South Ossetia does not refuse joining Russian Federation, but this decision may be postponed - Anatoly Bibilov». archive.org. Consultado em 21 de novembro de 2019 
  12. «Bibilov Says Breakaway South Ossetia Belongs to Russia». georgia today. Consultado em 21 de novembro de 2019 
  13. «A Ossétia do Sul planeja realizar referendo sobre adesão à Rússia em 2017.». sputniknews. Consultado em 21 de novembro de 2019