Anderson de Oliveira Gomes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Dedé Panterinha
Informações pessoais
Nome completo Anderson de Oliveira Gomes
Data de nasc. 26 de maio de 1980 (39 anos)
Local de nasc. Vitória, Espírito Santo (estado),  Brasil
Nacionalidade brasileira
Informações profissionais
Posição Atacante
Clubes de juventude
Brasil Vasco da Gama
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
19982001
19992000
20012003
2003
20042005
20062009
Brasil Vasco da Gama
Brasil Bahia (emp.)
Bulgária Litex Lovech
Suécia Hammarby IF
Suécia Kalmar Fotbollsförening
Noruega Aalesunds Fotballklubb
000 50 00(14)
000 21 00(5)
000 21 00(5)
000 12 00(8)
000 35 0(15)
000 20 0(14)

Anderson de Oliveira Gomes, mais conhecido como Dedé ou Dedé Panterinha (Vitória, 26 de maio de 1980), é um ex-futebolista brasileiro que atuava como atacante.[1]

O apelido de "Panterinha" veio por ter características semelhantes ao de Donizete, com quem formou dupla de ataque em 1998, no Vasco da Gama.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Vasco da Gama[editar | editar código-fonte]

Criado nas divisões de base do Vasco da Gama, Dedé é um dos 5 jogadores mais jovens a marcar pelo Cruzmaltino na Copa Libertadores, já que marcou seu primeiro gol na competição com 20 anos, 10 meses e 26 dias.[2] Esteve também presente nas 2 partidas da final do Carioca de 2001, quando o Vasco foi superado pelo Flamengo. Em ambas, entrou no segundo tempo.

Bahia[editar | editar código-fonte]

Em 2000, foi emprestado ao Bahia, clube pelo qual marcou 5 gols em 21 partidas.

Retorno ao Vasco da Gama[editar | editar código-fonte]

Retornou ao Vasco em 2001, quando teve sua melhor passagem pela equipe, e esteve inclusive presente nas 2 partidas da final do Carioca de 2001, quando o Vasco foi superado pelo Flamengo. Em ambas, entrou no segundo tempo. Foi afastado da equipe no final do ano após viajar à Bulgária para fazer teste em outra equipe sem autorização da diretoria vascaína. Isto irritou o então presidente Eurico Miranda que o dispensou e entrou na justiça contra o atacante.[1]

No total, fez 50 partidas e 14 gols pelo clube carioca.[1]

Europa[editar | editar código-fonte]

Do Vasco, se transferiu para o Litex Lovech, da Bulgária.[1] Depois, foi jogar na Suécia, onde defendeu o Hammarby IF e o Kalmar. Neste último, formou dupla de ataque com Afonso Alves.[1]

Em 2006 foi para o Allesund, da Noruega, onde acabou ganhando destaque por ter sumido durante mais de 700 dias, e se reapresentando apenas na temporada 2009.[3]

Referências

  1. a b c d e lancenet.com.br/ Lembra dele no Vasco? – Dedé Panterinha
  2. foxsports.com.br/ Novo 10, Evander bate recorde de ídolo do Vasco que já durava 40 anos; confira
  3. Mauren, Arnfinn (5 de janeiro de 2009). «Så var to års juleferie over». Aftenposten (em Norwegian). Consultado em 13 de janeiro de 2013. Arquivado do original em 23 de fevereiro de 2013