André, Duque de Iorque

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
André
Duque de Iorque
Esposa Sara Ferguson (1986–1996)
Descendência Beatriz de Iorque
Eugênia de Iorque
Casa Windsor
Nome completo
André Alberto Cristiano Eduardo
Nascimento 19 de fevereiro de 1960 (57 anos)
  Palácio de Buckingham, Londres, Reino Unido
Religião Anglicanismo
Pai Filipe, Duque de Edimburgo
Mãe Isabel II do Reino Unido
Brasão

André Alberto Cristiano Eduardo KG GCVO (Londres, 19 de fevereiro de 1960) é o segundo filho e terceira criança da rainha Isabel II do Reino Unido e do príncipe Filipe, Duque de Edimburgo. Ao nascer, era o segundo na linha de sucessão ao trono Britânico; em 2017 é o sexto na linha.

Ele detém o posto de comandante e o posto honorário de vice-almirante (desde fevereiro de 2015) na Marinha Real, no qual ele serviu como piloto e instrutor de helicóptero, e também, como um capitão de navio de guerra.

Em 1986, casou-se com Sarah Ferguson; o casamento, separação e o subsequente divórcio em 1996 atraiu a atenção da mídia. Além de diversos compromissos oficiais, atuou, até julho de 2011, como Representante Especial da Grã-Bretanha para Comércio Internacional e Investimentos.

Início de vida e educação[editar | editar código-fonte]

O Príncipe André nasceu na Suíte Belga, do Palácio de Buckingham, no dia 19 de fevereiro de 1960,[1] o terceiro filho e segundo menino da rainha Isabel II do Reino Unido e do príncipe Filipe, Duque de Edimburgo. Ele foi batizado na Sala de Música do Palácio em 8 de abril de 1960 pelo então Arcebispo da Cantuária, Geoffrey Fisher. Foi nomeado em homenagem ao seu avô paterno, o príncipe André da Grécia e Dinamarca, que morreu 16 anos antes do seu nascimento.

Ele foi o primeiro filho de um monarca reinante desde o nascimento da filha mais nova da rainha Vitória, princesa Beatrice (nome da filha mais velha do príncipe André), em 1857. Assim como os seus irmão mais velhos, André foi colocado sob os cuidados de uma governanta, que foi responsável pela sua educação inicial no Palácio de Buckingham. Ele foi enviado para a Escola Preparatória Heatherdown, próximo a Ascot, em Berkshire. Em setembro de 1973, entrou para Gordonstoun, no norte da Escócia, a mesma na qual seu pai, e seu irmão mais velho, Carlos estudaram. Enquanto estudava em Gordonstoun, participou de um intercâmbio de seis meses, de janeiro a junho de 1977, na Lakefield College School, no Canadá. Deixou a Gordonstoun dois anos depois com nível A em inglês, história, economia e ciências políticas. Não foi para a universidade, mas ingressou no Britannia Royal Naval College, em Dartmouth.

Serviço militar[editar | editar código-fonte]

Marinha Real[editar | editar código-fonte]

A Casa Real anunciou em novembro de 1978 que o príncipe se juntaria a Marinha Real Britânica no ano seguinte. Em dezembro foram realizados exames e testes esportivos na RAF Biggin Hill, juntamente com testes e entrevistas no HMS Daedalus, e entrevistas no Conselho de Entrevistas do Almirante, no HMS Sultan. Entre março e abril de 1979, o príncipe estava matriculado no Royal Naval College Flight, em treinamento de pilotos, até que foi aceito como piloto estagiário e aceito por 12 anos, a partir de 11 de maio de 1979. Em setembro do mesmo ano, o príncipe foi nomeado aspirante, e entrou no Britannia Royal Naval College.

Depois que saiu de Dartmouth, passou por treinamento elementar de voo, com a Força Aérea Real no RAF Leeming, e depois treinamento de voo na Marinha no HMS Seahawk. Depois de ser premiado com suas "asas", ele avançou para um treinamento mais avançado no helicóptero do Sea King e realizou treinamento de voo operacional até 1982. Ele ingressou no esquadrão 820 Naval Air Squadron, servindo a bordo do porta-aviões, HMS Invencible.[2]

Guerra das Malvinas[editar | editar código-fonte]

As Ilhas Malvinas ou Falkland como são chamadas pelo Reino Unido, são um território britânico ultramarino reclamados pela Argentina, foram invadidas em 2 de abril de 1982, evento que instigou a Guerra das Malvinas. O HMS Invencible era um dos dois porta-aviões disponíveis na época, e desempenhou um papel importante na retomada das ilhas.

O posto do príncipe André a bordo e a chance do filho da rainha ser morto em combate, deixou o governo britânico apreensivo e o gabinete desejava que o príncipe retornasse e ocupasse um posto seguro até o fim do conflito, porém a própria rainha insistiu para que o filho permanece-se em ação. O príncipe permaneceu a bordo do Invencible para servir como co-piloto de helicóptero Sea King. Ele voou em missões que incluíam desde guerra anti-submarina até guerra anti-superfície, chamariz de mísseis Exocet, evacuação de acidentes, transporte e resgate aéreo.[3][4][5] E testemunhou o ataque argentino ao SS Atlantic Conveyor.

No fim da guerra o Invencible retornou a Portsmouth, onde a rainha e o príncipe Filipe, se juntaram a outras famílias para recepcionarem a embarcação. O governo militar argentino, teria planejado, porém não tentou, assassinar o príncipe em Mustique em julho de 1982.

Do seu retorno da guerra, até o seu casamento com Sarah Ferguson, namorou com a atriz Koo Stark.[6]

Títulos, honras e estilos[editar | editar código-fonte]

Títulos e estilos[editar | editar código-fonte]

  • 19 de fevereiro 1960 – 23 de julho de 1986: Sua Alteza Real, o Príncipe André.
  • 23 de julho de 1986 – presente: Sua Alteza Real, o Duque de Iorque.

André é um príncipe britânico desde o seu nascimento, seu estilo atual e título completo é: "Sua Alteza Real, o Príncipe André Alberto Cristiano Eduardo, Duque de Iorque, Conde de Inverness, Barão Killyleagh, Cavaleiro Companheiro da Nobilíssima Ordem da Jarreteira, Cavaleiro da Grã-Cruz da Real Ordem Vitoriana, Ajudante de Campo de Sua Majestade."

Postos na Marinha[editar | editar código-fonte]

  • 1979 - 1981: Aspirante, Britannia Royal Naval College, HMS Seahawk.
  • 1981 - 1984: Subtenente, Piloto, 820 NAS no HMS Invincible.
  • 1984 - 1992: Tenente, Piloto, 815 NAS no HMS Brazen; Instrutor de piloto de Guerra, 702 NAS no RNAS Culdrose; Comandante de voo, 829 NAS no HMS Campbeltown.
  • 1992 - 1999: Capitão-tenente, Capitão, HMS Cottesmore; Piloto Sênior, 815 NAS no RNAS Portland; Direção de Operações Navais, Ministério da Defesa Britânico.
  • 1999 - 2005: Comandante, Seção de Diplomacia da Equipe Naval.
  • 2005 - 2010: Capitão Honorário.
  • 2010 - 2015: Contra-almilrante Honorário.
  • 2015 -: Vice-almirante Honorário.

Ordens[editar | editar código-fonte]

  • 19 de dezembro de 1979 - 2 de junho de 2003: Comendador da Real Ordem Vitoriana (CVO).[7][8]
    • 2 de junho de 2003 - 21 de fevereiro de 2011: Cavaleiro Comendador da Real Ordem Vitoriana (KCVO).[9]
    • 21 de fevereiro de 2011 - presente: Cavaleiro da Grã-Cruz da Real Ordem Vitoriana (GCVO).[10]
  • 23 de abril de 2006 - presente: Cavaleiro Real da Nobilíssima Ordem da Jarreteira (KG).[8]

Medalhas[editar | editar código-fonte]

Ordens estrangeiras[editar | editar código-fonte]

Descendência[editar | editar código-fonte]

Nome Nascimento Casamento Descendência
Beatriz de Iorque 8 de agoste de 1988
Eugénia de Iorque 23 de março de 1990

Referências

  1. «Page 1377 | Issue 41961». The London Gazette. 20 de fevereiro de 1960. Consultado em 27 de outubro de 2017 
  2. «Naval Career | The Duke of York». The Duke of York (em inglês). Consultado em 27 de outubro de 2017 
  3. «Prince Andrew Talks of His Dangerous Falklands Experiences.». MercoPress 
  4. «Prince Andrew, a hero of the Falklands war». UPI (em inglês) 
  5. «Helicopter pilot Prince Andrew is flying anti-submarine patrols in...». UPI (em inglês) 
  6. «Britain Gasps as Prince Andrew Picks a Date He'd Best Not Bring Home to Mum – Vol. 18 No. 17». PEOPLE.com (em inglês). 25 de outubro de 1982 
  7. «Page 6753 | Issue 56951». The London Gazette. 2 de junho de 2003. Consultado em 27 de outubro de 2017 
  8. a b c d e f g «Honours and Decorations | The Duke of York». The Duke of York (em inglês). Consultado em 27 de outubro de 2017 
  9. «St. George's Chapel > History > Royal Connection > Orders of Chivalry». 20 de agosto de 2008. Consultado em 27 de outubro de 2017 
  10. «Wayback Machine». 24 de fevereiro de 2011. Consultado em 27 de outubro de 2017 
  11. Reporter, Alice Johnson, Staff (26 de novembro de 2010). «Khalifa, Queen Elizabeth II exchange orders». GulfNews 
  12. «Princess Anne, Prince Andrew & Prince Harry receive Spanish Honour for their role in State Visit – Royal Central». royalcentral.co.uk (em inglês). Consultado em 27 de outubro de 2017 
Precedido por
Henrique de Gales
Linha de sucessão ao trono britânico
Sucedido por
Beatriz de Iorque