André Téchiné

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Searchtool.svg
Esta página foi marcada para revisão, devido a incoerências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a coerência e o rigor deste artigo.
Translation to english arrow.svg
A tradução deste artigo está abaixo da qualidade média aceitável. É possível que tenha sido feita por um tradutor automático ou por alguém que não conhece bem o português ou a língua original do texto. Caso queira colaborar com a Wikipédia, tente encontrar a página original e melhore este verbete conforme o guia de tradução.
André Téchiné
Em 2018, no Festival de Cabourg
Nascimento 13 de março de 1943 (76 anos)
Valence d'Agen, França
Nacionalidade francês
Ocupação Realizador
César
César de melhor realizador
1995
Festival de Cannes
Prémio de realização
1985

André Téchiné (Valence d'Agen, 13 de março de 1943) é um realizador e argumentista francês.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Antes de passar à realização, Téchiné fez-se notar como jornalista e crítico nos Cahiers du Cinéma durante a década de sessenta. Iniciou-se em 1969 com Pauline s'en va. Alcançou popularidade internacional com Barocco (1976), um policial extremamente conseguido e bem desempenhado por Gérard Depardieu e Isabelle Adjani.

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Realizador[editar | editar código-fonte]

Argumentista[editar | editar código-fonte]

Les Impardonables

Actor[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre um cineasta é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre André Téchiné