Andrea Alciato

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Andrea Alciati)
Andrea Alciato
Nascimento 8 de maio de 1492
Milão
Morte 12 de janeiro de 1550 (57 anos)
Pavia
Etnia Italianos
Alma mater
Ocupação jurista, historiador, professor(a) universitário(a), escritor
Empregador Universidade de Bolonha, Universidade de Pavia
Obras destacadas Emblemata

Andrea Alciato (Alzate Brianza, 8 de maio de 1492Pávia, 12 de janeiro de 1550) foi um jurista e escritor italiano radicado na França.[1]

Em 1518 tornou-se professor de direito em Avinhão. Em 1529 foi chamado para a academia de Burges. Desprezava o estilo pomposo que encontrou no seu meio académico em França: "Há pessoas que me acusam de um estilo prosaico e pedem mais riqueza de expressão. Eu respondo-lhes que eu aspiro conscientemente ao primeiro. Mais ainda, rio de quem escreve de outra forma. Parece-me que todos os autores, com a excepção de Cícero, no qual se reconhece não menos a riqueza de pensamentos do que a nobreza de forma linguística, são melhor aconselhados a preocuparem-se com a concisão".

João Calvino assistiu a aulas suas em Burges em 1529. Foi professor das universidades de Bolonha e Pavia.

Obras[editar | editar código-fonte]

  • Annotationes in tres libros Codicis (1515)
  • Emblematum libellus (1531)
  • Opera omnia (Basileia 1546-49)
  • Rerum Patriae, seu Historiae Mediolanensis, Libri IV (Milão, 1625)
  • De formula Romani Imperii (1559, editio princeps)

Referências

  1. «Andrea Alciato». Encyclopædia Britannica Online (em inglês). Consultado em 1 de outubro de 2020 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Andrea Alciato