Andrea Dworkin

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde dezembro de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Andrea Dworkin
Dworkin on After Dark.JPG
Andrea Dworkin em um programa de discussão britânico, maio de 1988.
Conhecido(a) por Feminismo radical, ativismo anti-pornografia
Nascimento 26 de setembro de 1946
Camden, Nova Jérsei  Estados Unidos
Morte 9 de abril de 2005 (58 anos)
Washington, D.C.  Estados Unidos
Cônjuge Cornelius (Iwan) Dirk de Bruin (1969–1972)
John Stoltenberg (1998-2005, sua morte)
Alma mater Bennington College
Ocupação Escritora
Período de atividade 1966–2005
Movimento literário Feminismo
Página oficial
Portal para os websites de Andrea Dworkin

Andrea Rita Dworkin (Nova Jérsei, 26 de setembro de 1946Washington, D.C., 9 de abril de 2005) foi uma escritora feminista norte-americana conhecida por sua ferrenha oposição à pornografia, pois considera o assunto um estupro e outras formas de violência contra a mulher.

Pacifista e anarquista no final dos anos 60, virou feminista radical depois de escapar de um casamento violento e começou a publicar livros sobre o feminismo radical na teoria e prática. Durante meados dos anos 70 e 80, ela ganhou destaque nacional por ser oradora do movimento feminista anti-pornografía e por suas obras sobre pornografía e sexualidade, particularmente Pornography: Men Possessing Women e Intercourse, que são seus livros mais conhecidos.

Publicações[editar | editar código-fonte]

Além dos livros, artigos e palestras listados aqui, ela escreveu antalogias e artigos adicionais, alguns deles traduzidos para outros idiomas.[1] Ela também publicou na Gay Community News.[2]

Não-ficção[editar | editar código-fonte]

Livros[editar | editar código-fonte]

Contains:
Extracted in Pornography and Censorship, in Doing Ethics by Lewis Vaughn, second edition, ISBN 9780393934281

Capítulos em livros[editar | editar código-fonte]

  • Dworkin, Andrea (1995), «Pornography happens to women», in: Lederer, Laura; Delgado, Richard, The price we pay: the case against racist speech, hate propaganda, and pornography, ISBN 9780809015771, New York: Hill and Wang. 
  • Dworkin, Andrea (1996), «Biological superiority: the world's most dangerous and deadly idea», in: Jackson, Stevi; Scott, Sue, Feminism and sexuality: a reader, ISBN 9780231107082, New York: Columbia University Press, pp. 57–61. 
  • Dworkin, Andrea (1996), «Pornography», in: Jackson, Stevi; Scott, Sue, Feminism and sexuality: a reader, ISBN 9780231107082, New York: Columbia University Press, pp. 297–299. 
  • Dworkin, Andrea (2004), «Pornography, prostitution and a beautiful and tragic recent history», in: Whisnant, Rebecca; Stark, Christine, Not for sale: feminists resisting prostitution and pornography, ISBN 9781876756499, North Melbourne, Victoria: Spinifex Press, pp. 137–158 
  • Dworkin on Dworkin, ca. 1980[3]
Outros[editar | editar código-fonte]

Ficção e Poesia[editar | editar código-fonte]

  • Dworkin, Andrea (1966). Child. Crete: Heraklion. OCLC 4708955 
  • Dworkin, Andrea (1967). Morning hair. Philadelphia: Philadelphia College of Art. OCLC 9290267 
  • Dworkin, Andrea (1980). The new womans broken heart: short stories. East Palo Alto, California: Frog in the Well. ISBN 9780960362806 
  • Dworkin, Andrea (1986). Ice and fire: a novel. London: Secker & Warburg. ISBN 9780436139604 
  • Dworkin, Andrea (1991). Mercy. New York: Four Walls Eight Windows. ISBN 9780941423694 

Artigos[editar | editar código-fonte]

Page 1 of 4. Page 2 of 4. Page 3 of 4. Page 4 of 4.
Page 1 of 2. Page 2 of 2.
Page 1 of 2. Page 2 of 2.
Excerpt with Note from John Stoltenberg, 25 May 2007.
Review of Lucky by Alice Sebold, ISBN 9780684857824
Review of Normal: transsexual CEOs, cross-dressing cops, and hermaphrodites with attitude by Amy Bloom, ISBN 9780679456520

Trabalhos relacionados[editar | editar código-fonte]

Ela foi membra da The American Heritage Dictionary's Usage Panel.[5]

Referências

  1. Richards, Deborah, Andrea Dworkin September 26, 1946 – April 9, 2005, Apr. 12, 2005, in H-Women, on Humanities and Social Sciences Net Online (discussion list message) ("John Stoltenberg has sent these items this morning; they were prepared by Andrea Dworkin"), as accessed Oct. 8, 2010.
  2. 300 Women Who Changed the World: Encyclopædia Britannica Profiles: Andrea Dworkin, as accessed February 15, 2013.
  3. Dworkin, Andrea, Dworkin on Dworkin, in Bell, Diane, & Renate Klein, eds., Radically Speaking: Feminism Reclaimed (N. Melbourne, Vic., Australia: Spinifex, 1996 (ISBN 1 875559 38 8)), pp. 203–217 (ed. Bell then prof. religion, economic development, & social justice, Coll. of the Holy Cross, Mass., U.S., & ed. Klein then sr. lecturer & dep. dir., Australian Women's Research Centre, Deakin Univ., as reprinted from Dworkin on Dworkin, in Trouble and Strife, vol. or no. 19 (Summer, 1990), pp. 2–13 (itself from Braeman, Elizabeth, and Carol Cox, title not stated, in Off Our Backs (probably off our backs) (10th birthday issue).
  4. «Library Resource Finder: Table of Contents for: Sisterhood is forever: the women's anthology for a new millennium». vufind.carli.illinois.edu. DePaul University. Consultado em 15 October 2015  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  5. The American Heritage Dictionary of the English Language (Boston, Mass.: Houghton Mifflin, 3d ed. 1992 (ISBN 0-395-44895-6)), p. xii (The Usage Panel); the panel is discussed at id., p. vi (Introduction).

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Andrea Dworkin

Discursos e entrevistas[editar | editar código-fonte]

Resenhas sobre os trabalhos de Dworkin[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre a biografia de um anarquista é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.