Andres Fernandes Gonçalves

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Baraka
Informações pessoais
Nome completo Andres Fernandes Gonçalves
Data de nasc. 21 de julho de 1986 (31 anos)
Local de nasc. Avaré (SP),  Brasil
Altura 1,81 m
Destro
Apelido Baraka, Barakross
Informações profissionais
Clube atual Brasil Guarani
Número 5
Posição Volante
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
2006
2007
2008
2009
20102015
2010
2011
20122014
2014
2015
20152016
2017
2017
Brasil Penapolense
Brasil Linense
Brasil Oeste
Brasil Flamengo-SP
Brasil Mogi Mirim
Brasil Figueirense (emp.)
Brasil Criciúma (emp.)
Brasil Ponte Preta (emp.)
Brasil Coritiba
Brasil Mirassol
Brasil Ceará
Brasil Santo André
Brasil Guarani




0049 0000(1)
0017 0000(0)
0020 0000(1)
0101 0000(1)
0021 0000(0)
0005 0000(0)
0065 0000(0)
0006 0000(0)
0035 0000(1)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 18 de maio de 2018.

Andres Fernandes Gonçalves (Avaré, 21 de julho de 1986), mais conhecido como Baraka, é um futebolista brasileiro, que começou a carreira no XV de Jaú. Atualmente, joga pelo Guarani.

Assinou contrato com o Coritiba no começo de 2014, tendo contrato com o clube até o final da temporada. Mas o clube alviverde tem direito de prolongar o contrato com o volante.

Anteriormente veio da Ponte Preta, na qual foi um dos que mais se destacaram devido a sua grande qualidade em roubadas de bola [1] (125 em 2012 e 123 em 2013).

Na sua estreia no Coritiba, o clube alviverde conseguiu uma vitória e uma classificação contra o Cene no Couto Pereira.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Mogi Mirim (2010)[editar | editar código-fonte]

Aos 23 anos de idade, Baraka disputa o Campeonato Paulista de 2010 pelo Mogi Mirim. E, se torna uma das maiores revelações do campeonato.

Figueirense (2010)[editar | editar código-fonte]

Após o bom campeonato estadual disputado pela equipe paulista, os dirigentes do Figueirense gostaram do volante e contrataram para a temporada 2010[2]. Mas o volante no final da temporada, voltou ao Mogi Mirim no qual tinha contrato até o final de 2012. O clube paulista propôs ao clube catarinense que Baraka jogasse no Campeonato Paulista, e voltasse para o Figueirense. Mas, o clube catarinense não aceitou a proposta. Jogou o Campeonato Brasileiro da Série B pelo Figueirense, e conseguiu acesso à divisão principal quando voltou ao time paulista.

Mogi Mirim (2011)[editar | editar código-fonte]

Após as boas atuações, Baraka volta ao time paulista para disputar o Campeonato Paulista. No campeonato estadual de 2011, conseguiu mais destaque ainda por ser um dos maiores "ladrões" de bola do campeonato e recebendo apenas um cartão amarelo[3].

Criciúma (2011)[editar | editar código-fonte]

O volante volta ao futebol catarinense após as boas atuações no Campeonato Paulista de 2011. O jogador foi apresentado em junho de 2011, para disputar o Campeonato Brasileiro da Série B. Mas, não conseguiu repetir o feito realizado no Figueirense, e o jogador foi dispensado após não conseguir levar o time para a divisão principal[4].

Mogi Mirim (2012)[editar | editar código-fonte]

Novamente, Baraka volta para o time paulista para a disputa do Campeonato Paulista. Joga, novamente, o Campeonato Paulista apenas pelo clube. Quando chama a atenção de outro time paulista a Ponte Preta, que o contrata[5].

Ponte Preta (2012-2013)[editar | editar código-fonte]

O clube paulista se interessou no jogador Baraka para a disputa do Campeonato Brasileiro[6].

O jogador em sua passagem pelo clube paulista se destacou chamando atenção de vários outros clubes grandes do Brasil, e no final de 2012, devido à uma confusão em seu acordo salarial, houve boatos que o atleta seria contratado pelo São Paulo para a temporada 2013[7].

Mas, antes do contrato, a confusão foi resolvida e o atleta continua a jogar pelo clube alvinegro na temporada 2013[8].

Durante sua campanha no Ponte Preta, Baraka foi um dos destaques da temporada que levou o time alvinegro a grande final da Sul-Americana.

Devido a queda do time para a Série B na temporada 2013, e o interesse de outros times no jogador, Baraka acaba seu contrato com a Ponte Preta[9].

Mogi Mirim (2014)[editar | editar código-fonte]

Após o cancelamento do contrato com a Ponte Preta, Baraka volta ao Mogi Mirim pois tem contrato com o clube. Mas, atuou apenas algumas semanas quando fechou contrato com o Coritiba.

Coritiba (2014)[editar | editar código-fonte]

A contratação do jogador, além de suas campanhas anteriores foram a necessidade de um bom volante já que tinha vendido Júnior Urso e Willian Farias.

Mirassol (2015)[editar | editar código-fonte]

Em 2015, após ser especulado no Vasco da Gama, Baraka acertou com o Mirassol, até o final do Paulistão.

Ceará (2015-2016)[editar | editar código-fonte]

Em maio de 2015, após não ser aproveitado no Mirassol, Baraka acertou para o restante da temporada, com o Ceará.[10]

Após ter exibições sem muita notoriedade e criticado por grande parte da torcida, Baraka teve o contrato rescindido com o Ceará.[11]

Santo André[editar | editar código-fonte]

Em dezembro de 2016, foi anunciado como novo reforço do Santo André para a temporada de 2017.[12]

Apelido[editar | editar código-fonte]

Segundo o jogador, o apelido "Baraka" foi dado em sua infância, quando era um ávido jogador do game Mortal Kombat II, do qual o personagem de mesmo nome fazia parte[3].

Títulos[editar | editar código-fonte]

Mogi Mirim
Guarani

Referências

Links Externos[editar | editar código-fonte]