Andressa Urach

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Andressa Urach
Nome completo Andressa de Faveri Urach
Nascimento 11 de outubro de 1987 (33 anos)
Ijuí, RS
Residência Porto Alegre, RS [1]
Nacionalidade brasileira
Cônjuge Tiago Costa (2002–08) (2016–17)
Thiago Lopes (2020–presente)
Filho(s) Arthur Urach Costa (n 2005)
Ocupação
Período de atividade 2010–presente
Religião evangélica[2]
Página oficial
Andressa Urach no Instagram

Andressa de Faveri Urach (Ijuí, 11 de outubro de 1987) é uma modelo, apresentadora, repórter, escritora e cantora brasileira. Ela iniciou na carreira artística como dançarina e modelo, tendo sua primeira aparição televisiva em 2011 no Legendários. Em 2012, ganhou maior notoriedade da mídia por integrar o time de dançarinas do cantor Latino e ser "Musa do Kuduro".[3]

Em agosto de 2015, lançou sua autobiografia intitulada Morri Para Viver, que no mês de setembro do mesmo ano ocupou o primeiro lugar em vendas no ranking do site oficial das livrarias e editoras do país. O livro já vendeu mais de 1.000.000 de cópias.[4]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nascida em Ijuí, no interior do Rio Grande do Sul, teve uma infância muito humilde e conturbada: Sua mãe ficou grávida com apenas 14 anos, onde seu pai a traía e a agredia constantemente. Devido ao fato de Andressa ter nascido mais morena do que a família de seu pai, que é de origem alemã, foi abandonada por ele ainda recém nascida, acusando sua mãe de traição. Quando tinha um ano de idade, sua mãe iniciou um novo relacionamento. Aos dois anos, sua mãe a deixou para poder trabalhar e viver com o novo companheiro, e então Andressa foi criada pelos pais de seu padrasto, mas mantinha contato frequente com sua mãe, que a visitava. Revelou em entrevistas ter cultivado rancor e ódio pelo abandono paterno, mas após sua conversão, conseguiu perdoá-lo.[5] Andressa possui sete meios-irmãos por parte de pai. [6] [7]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Andressa iniciou sua carreira artística como modelo e dançarina. A primeira aparição televisiva foi no programa Legendários em 2011 na RecordTV. No ano seguinte, integrou o time de dançarinas do cantor Latino e foi "Musa do Kuduro". Também venceu o concurso de beleza Gata da Fórmula Indy e foi vice-campeã do Miss Bumbum Brasil.

Em 2013, participou da sexta temporada do reality show A Fazenda.

Em 2014, tornou-se apresentadora de televisão e comandou os programas Studio Pampa na Rede Pampa e Muito Show na RedeTV!, onde já tinha participado como repórter da tradicional cobertura Bastidores do Carnaval.[8]

Em fevereiro de 2015, foi contratada pela RecordTV e meses depois estreou como repórter do quadro "Eu Sobrevivi" no Domingo Show, onde permaneceu até janeiro de 2017.[9][10]

Em agosto de 2015, lançou sua autobiografia intitulada Morri Para Viver, que no mês de setembro do mesmo ano ocupou o primeiro lugar em vendas no ranking do site oficial das livrarias e editoras do país. O livro já vendeu mais de 1.000.000 de cópias.[11]

Em 2018, iniciou sua graduação em enfermagem.[12], entretanto desistiu do curso, formando-se como técnica em produção executiva de rádio e TV, seu primeiro diploma após o ensino médio. [13]

Em fevereiro de 2019, foi nomeada assessora parlamentar na Comissão de Cidadania e Direitos Humanos da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul. Nesta época deixou seu trabalho na televisão para dedicar-se ao cargo.[14] Entretanto, em março do mesmo ano exonerou-se dessa função e retomou seu trabalho de apresentadora e repórter na RecordTV RS, no quadro "Eu Sobrevivi" do Balanço Geral, contando novamente histórias de superação.[15][16][17]

Em outubro de 2019, lançou sua segunda autobiografia, intitulada Desejos da Alma, onde detalha sobre as grandes dificuldades para permanecer no caminho da fé depois de sua conversão, e os erros e arrependimentos que cometeu após tornar-se evangélica. Assim como sua autobiografia anterior, o livro já vendeu mais de 1.000.000 de cópias. [18] [19]

Em maio de 2020, estreou como apresentadora da série "Diário de uma ex-garota de programa", na plataforma Univervídeo, que pertence a Igreja Universal do Reino de Deus. O projeto foi desenvolvido pelo grupo Rede Record. [20]

Em 14 de agosto de 2020, lançou-se como cantora gospel, estreando com o videoclipe da música "Noite Virou Dia", que conta sua trajetória de vida antes e após a conversão, misturando os ritmos pop rock e indie folk. Em entrevistas, revelou: Faz parte da minha missão de vida. [21] [22]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Aos 15 anos, Andressa iniciou um relacionamento amoroso com Tiago Costa. Com três meses de namoro foram viver juntos na casa dele. O casal teve um único filho, Arthur Urach Costa, nascido em 19 de maio de 2005, de parto normal, em Porto Alegre. Naquela época, Andressa, após voltar a estudar e terminar o ensino médio, começou a trabalhar como auxiliar de RH em uma pequena empresa. Após divergências conjugais, o casal separou-se em 2008, após seis anos juntos. Ela, então, foi morar com seu filho na casa de sua mãe. Após seis meses de separação, perdeu o emprego, e então decidiu deixar seu filho com o pai dele para tentar uma melhor oportunidade de vida em São Paulo, porém, muito vaidosa e ambiciosa, seu grande objetivo em sair do Sul era conseguir tornar-se rica e famosa.[23] Após conseguir seu intento, passou a ajudar financeiramente a família e os visitava esporadicamente, mas continuava a morar sozinha na Capital Paulista. Naquela época, assumiu alguns romances com homens anônimos e famosos, entre eles com o cantor sertanejo Raffael Machado, em 2013, e com a modelo Camila Vernaglia, terceira colocada do concurso Miss Bumbum Brasil 2012, porém, em 2015, após ficar internada devido às infecções hematológicas decorrente do uso de hidrogel e PPMA, a própria Andressa afirmou publicamente que esses dois namoros foram inventados por ela, pois seu objetivo era se manter na mídia, entretanto afirmou que realmente manteve um caso com o jogador Cristiano Ronaldo, que era seu cliente e lhe pagava muito bem, mesmo ele sendo comprometido. Revelou que chantageava o jogador, pedindo dinheiro para não revelar o caso de ambos para a imprensa, mas como o mesmo resolveu não mais ceder as suas ameaças, contou tudo aos jornalistas, passando a ser ameaçada de morte por Cristiano Ronaldo, quando decidiu não dar mais detalhes sobre essa polêmica.[24] [25] [26]

Em 2016, já convertida ao evangelho, reatou seu relacionamento com Tiago Costa, pai de seu filho, casando-se oficialmente com ele em outubro do mesmo ano. Seis meses depois, em 2017, Andressa anunciou o divórcio via redes sociais, afirmando que o coração é enganoso, e que não é prudente seguir as emoções, mas sim a razão. Desde então solteira e praticando o celibato, Andressa revelou que irá aguardar o tempo de Deus para iniciar um novo relacionamento e que está dedicada a cuidar de causas sociais, aprender mais sobre a bíblia e conviver com seu filho, tentando resgatar o tempo que perderam juntos, e por isso o trouxe para viver com ela em São Paulo, mas após estar enfrentando dificuldades financeiras e ainda sentindo-se presa ao passado por conta de seus bens materiais conquistados com dinheiro que Andressa passou a considerar como sujo, ela acabou doando todos os seus imóveis, joias, roupas e valores financeiros para diversas obras sociais de caridade pelo Brasil, voltando a viver em Porto Alegre com seu filho, onde com o dinheiro de seu trabalho de apresentadora e repórter na Record conseguiu comprar uma casa, revelando que o custo de vida no Rio Grande do Sul é menor que em São Paulo, e agora só quer viver dignamente do seu salário. [27] [28] [29]

No livro Morri Para Viver, ela conta ter sofrido abuso sexual em toda sua infância, vítima de seu avô de criação, abusos esses que aconteceram dos 2 aos 8 anos de idade, só tendo conseguido se ver livre de tudo isso porque sua avó de criação flagrou o ato, e Andressa voltou a morar com sua mãe, que não soube do abuso sofrido, até Andressa publicar seu livro. [30] [31]

Contou em entrevistas ter realizado o que, para ela, era impossível antes de sua conversão espiritual: Perdoar seu abusador. Andressa relatou: "Tomei uma das decisões mais difíceis da minha vida, liguei para o homem que abusou de mim sexualmente. Não foi algo fácil de se fazer. Depois de muita oração, votos e jejum, disse por telefone que o perdoava e, mesmo não sendo culpada, também pedi perdão a ele. Não me justifiquei, apenas pedi perdão. [32]

Andressa começou a fumar cigarro aos 11 anos de idade, e aos 13 começou a fumar cannabis e tomar bebidas alcoólicas. Quando sua mãe descobriu que ela estava usando drogas e álcool, a levou para Porto Alegre, e a entregou para ser criada pelo pai, que até então não conhecia. No início de sua adolescência, aos 14 anos, começou a praticar incesto com um de seus meios-irmãos. O rapaz tinha dezesseis anos, e ambos bebiam e usavam drogas juntos, frequentavam baladas, e foi com ele que Andressa teve sua primeira relação sexual. Nesta época começou a praticar zoofilia com o cachorro de uma vizinha. [33] [34]

Andressa revelou que antes de ficar famosa, começou a trabalhar como stripper em boates de São Paulo, percebendo que poderia ganhar mais dinheiro na prostituição, quando então começou a trabalhar como garota de programa pelas ruas da Capital Paulista, conseguindo posteriormente ir trabalhar em um bordel, ao ver o anúncio no jornal. Seu pseudônimo como garota de programa era Ímola, por conta de suas curvas, que chamavam muita atenção. Esse nome foi escolhido por ser o mesmo da cidade italiana na qual Ayrton Senna se acidentou em 1994, na Curva Tamburello, no Grande Prêmio de San Marino de 1994. [35] [36]

A artista revelou que conseguiu ficar muito famosa quando saiu do bordel, quando, através de um cliente, iniciou-se na prostituição de luxo, quando ele a apresentou a uma agência que negociava garotas de programa com empresários ricos, o que a levou a frequentar festas de celebridades como acompanhante de luxo. Nesta época começou a frequentar bailes funks e tornou-se amante de diversos traficantes do Rio de Janeiro e de São Paulo, chegando a correr riscos de morrer ou ser presa. Nesse período passou a frequentar a quimbanda, onde praticava rituais de magia negra em cemitérios, afirmando ter feito pactos com demônios para conseguir mais dinheiro, e para também destruir a vida sentimental e financeira de seus desafetos, de quem tinha inveja. Andressa revelou que começou seu vício em álcool e drogas no início da adolescência, tendo passado por três overdoses, duas ainda antes dos dezoito anos, quando frequentava festas raves, sendo a última overdose em 2011, em uma festa com celebridades, overdoses estas decorrentes do uso diário de bebidas alcoólicas, cocaína, LSD, metanfetamina cristalizada e cola. [24] [37] [38]

Em seu livro Desejos da Alma revela suas crises de abstinência, depressão, ansiedade e pânico após a conversão, sua recaída na vida sexual promíscua, revelando ter contraído sífilis, e sua difícil caminhada na fé, quando tentou o suicídio e pensou em abandonar o caminho da retidão espiritual. [39]

Em novembro de 2020 iniciou um relacionamento amoroso com o empresário Thiago Lopes, que assim como Andressa, é evangélico, onde Andressa passou também a frequentar a mesma igreja que ele já frequentava. Após um mês juntos, casaram-se em 21 de dezembro de 2020, em uma cerimônia civil em Porto Alegre, que contou com a presença de poucos convidados, devido a pandemia. A cerimônia estava marcada para o dia 17 do mesmo mês, mas teve que ser adiada por conta das fortes chuvas no Sul do Brasil. A lua de mel ocorreu na República Dominicana. [40] O casal, vestidos com roupas tradicionais de casamento religioso, realizou um ensaio fotográfico em uma pousada de luxo em Praia Grande, Santa Catarina. Eles foram apresentados por uma amiga em comum, e com poucos dias de namoro já estavam morando juntos. Andressa e Thiago pretendem ter um filho. [41]

Em entrevistas revelou que ao deixar a função de obreira na Igreja Universal, voltou a ter crises de agressividade e de depressão, desabafando que não gostaria de voltar a ser como era antes. Andressa, então, contou ser portadora do Transtorno de Personalidade Borderline, voltando a realizar tratamento psicoterapêutico e psiquiátrico, tomando medicações para controlar suas crises de ansiedade.[42]

Experiências de quase morte e conversão espiritual[editar | editar código-fonte]

Em 2009, Andressa foi a uma clínica de estética, onde aplicou 400 ml de hidrogel e de PPMA, substâncias altamente tóxicas, nas coxas e glúteos, afim de modelá-los. Seu corpo a levou a conseguir muitos trabalhos como modelo fotográfica. Andressa foi capa de diversas revistas pelo mundo, tendo feito muitos ensaios sensuais, inclusive posando nua, ficando cada vez mais famosa. Em entrevistas sempre mentia, e dizia que seu corpo escultural era fruto de exercícios físicos diários. [43]

Em julho de 2014 começou a diariamente apresentar febre, manchas e hematomas pelo corpo. Após exames, descobriu que seu organismo estava com um grande processo infeccioso, rejeitando os produtos aplicados. Extremamente vaidosa, Andressa, sem consultar o médico, optou por fazer uma lipoaspiração para retirar os produtos, mas por ser altamente resistente, os mesmos não saíram completamente, ficando resíduos grudados nos músculos. [44]

Em 28 de novembro de 2014 voltou a apresentar um quadro infeccioso, e as dores nas pernas não passavam com nenhuma medicação. Com autorização médica, realizou no mesmo dia uma cirurgia para tentar retirar as substâncias de seus músculos, recebendo alta. No dia 30 do mesmo mês, em uma visita na casa de sua mãe, Andressa apresentou mal estar e dores nas pernas. Às dez da noite começou a vomitar, e desmaiou, tendo sido levada para o Hospital Conceição, em Porto Alegre, onde passou por uma nova cirurgia na tentativa de retirar tais produtos do corpo. Andressa passou a correr risco de morte, ou amputação das pernas. Após a cirurgia foi entubada e ficou internada na UTI, recebendo doses cada vez mais fortes de antibióticos, pois seus rins haviam paralisado momentaneamente. Andressa entrou em coma, mas conseguiu sair dois dias depois, passando a respirar sem ajuda de aparelhos, e onze dias depois recebeu transfusões de sangue devido a anemia profunda, pois perdeu muito sangue nas cirurgias que fez. Após onze dias fazendo fisioterapia respiratória, pôde sair da UTI e passar o natal com a família. Já sentindo-se melhor, não quis fazer repouso, e em uma atitude rebelde e contrariando a mãe, viajou para Santa Catarina, para passar o ano novo com alguns amigos na praia, o que posteriormente agravou muito sua infecção sanguínea. [45] [46] [47]

Em janeiro de 2015 Andressa voltou para seu apartamento na Capital Paulista, alegando melhora. Sua depressão retornou com força nesta época, voltando a tomar antidepressivos, ansiolíticos e barbitúricos para conseguir dormir. Sua mãe foi ficar com ela em São Paulo, e convenceu-a de frequentar as reuniões da igreja evangélica com ela. Andressa, que até então era ateia, decidiu aceitar. Em 1 de fevereiro de 2015 batizou-se nas águas da Igreja Universal do Reino de Deus. Em entrevistas, disse: A velha Andressa morreu. [48] Em 27 de fevereiro de 2015 apresentou novo quadro infeccioso, sentindo dores e queimação nas pernas. Andressa foi internada no Hospital Alvorada, em São Paulo, pois sua pressão arterial estava caindo e não retornava a normalidade. Suas pernas estavam com feridas, que se abriram, onde foi necessário realizar diversas cirurgias de emergência para conter a hemorragia. Após as cirurgias, ocorreu uma parada cardiorrespiratória. Ela ficou entubada na UTI, e entrou em coma, onde posteriormente teve uma paralisia renal e pulmonar, lutando pela vida. Após a família ser desenganada pelos médicos, sua mãe, que tornou-se evangélica, orava diariamente no quarto hospitalar de Andressa, até que a mesma apresentou melhora repentina, e recebeu alta em 11 de março, tendo passado mais de um ano fazendo fisioterapia para poder voltar andar sem muletas e minimizar os riscos de trombose, utilizando cateter endovenoso para continuar a tomar antibióticos, porém descobriu que as substâncias injetadas nunca sairão completamente do seu organismo, tendo que sempre ficar alerta para qualquer quadro infeccioso que possa ser apresentado.[49] [50]

Em entrevistas revelou que durante seu segundo coma, teve duas experiência de quase morte, quando se viu fora do corpo, em uma projeção astral, onde viu espíritos trevosos, mais negros que o escuro, querendo buscá-la, gritando, dizendo que sua alma era deles, onde ficou aterrorizada e se sentindo sufocada, e em sua segunda experiência de quase morte, teve outra projeção, quando viu seu corpo entubado, e posteriormente se viu nua em um lugar de paz, onde sentiu vergonha de si, vendo sua vida passar diante de seus olhos como um filme. Em entrevistas falou que sentiu que ali era seu julgamento, onde chorou, e sentiu o perdão e a misericórdia divina, sentindo uma grande força se aproximando. Revelou em entrevistas: Eu sabia que era Deus, não era alucinação, não era remédio, era Deus. Ele se aproximou muito perto e eu baixei a cabeça, senti vergonha e disse: Meu Deus, me perdoa por tudo de errado que eu fiz, me dá uma segunda chance, deixa eu cuidar do meu filho. Quando clamei, a minha alma voltou, encaixou no meu corpo e eu respirei! Em entrevistas contou: Eu não merecia uma segunda chance! [51] [52]

Em junho de 2016 seu filho também batizou-se nas águas, no mesmo templo da Igreja Universal do Reino de Deus em que sua mãe foi batizada no ano passado. Arthur vinha pedindo para ser batizado desde quando Andressa batizou-se. [53]

Após a conversão, removeu suas treze tatuagens e retirou sua prótese de silicone. Andressa também realizou uma cirurgia para diminuir sua genitália, que foi consequência do uso constante de anabolizantes ao longo de sua vida. [54]

Desde 2016 Andressa começou a dar seu testemunho de fé em palestras, tanto em igrejas quanto em presídios pelo Brasil, onde distribuiu gratuitamente seu primeiro livro para as detentas, também levando a elas a palavra de Jesus Cristo. [55]

Desde 2017 participa de um projeto social, onde passou a doar cestas básicas para moradores de rua de São Paulo [56], e também iniciou um processo de evangelização para as prostitutas do Rio de Janeiro. [57]

Em 2019 tornou-se obreira de uma Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) em Porto Alegre. Quando visita São Paulo, Andressa ministra palestras para milhares de pessoas no famoso Templo de Salomão. [58] Ela também criou um canal no YouTube onde lê versículos bíblicos, ensina receitas de culinária, e também dá conselhos cristãos sobre assuntos do dia a dia. Em entrevistas revelou: Amo ser bela, recatada e do lar!.[59] Em outubro de 2020, Andressa desistiu das funções exercidas na IURD, inclusive a de obreira.[60] Na ocasião, ela declarou:

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Ano Título Cargo Notas
2011 Legendários Legendete (assistente de palco)
2013 A Fazenda Participante (7.º lugar) Temporada 6
2014 Studio Pampa Apresentadora
2014–15 Muito Show Apresentadora
2015–17 Domingo Show Repórter Quadro: Eu Sobrevivi
2019–20 Balanço Geral Repórter Quadro: Eu Sobrevivi

Internet[editar | editar código-fonte]

Ano Título Cargo Plataforma
2017-presente Andressa Urach Oficial Apresentadora YouTube

Música[editar | editar código-fonte]

Single[editar | editar código-fonte]

Ano Detalhes Videoclipe Notas
2020 Noite Virou Dia
  • Lançamento: 14 de agosto de 2020
  • Versões: Padrão, acústico e rock
  • Gravadora: MJC Gospel
  • Estúdio: Riomar Studios
  • Produtor: Rafael Oliveira
Sim Sim

Concursos[editar | editar código-fonte]

Concurso Representou Ano Resultado
Miss Bumbum Rio Grande do Sul 2011 9.º lugar
Gatas da Indy 2012 Venceu
Miss Bumbum Santa Catarina 2012 2.º lugar

Teatro[editar | editar código-fonte]

Ano Título Personagem
2014 República das Calcinhas[61] Elizabeth

Autobiografia[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. [[1]]
  2. «Andressa Urach é batizada na Igreja Universal: 'Aquela Andressa morreu'». Globo.com. Consultado em 6 de junho de 2018 
  3. «Andressa Urach, a 'Musa do Kuduro', vence concurso Gatas da Indy». RedeTV!. 2 de maio de 2012 
  4. EGO Globo: Andressa Urach festeja biografia no topo da lista dos livros mais vendidos
  5. Maselli, Juliana. «Pai de Andressa Urach vai à Igreja pela filha e conta: 'Me pediu perdão'». Ego. Consultado em 24 de outubro de 2020 
  6. [[2]]
  7. [[3]]
  8. «"Está nascendo uma nova Hebe", diz Andressa Urach sobre ser apresentadora». UOL. 23 de abril de 2014 
  9. «Contratada há quase seis meses, Andressa Urach finalmente estreia na Record». F5. 11 de julho de 2015 
  10. «Andressa Urach é demitida da Record TV». Área Vip. 23 de fevereiro de 2017 
  11. EGO Globo: Andressa Urach festeja biografia no topo da lista dos livros mais vendidos
  12. «Andressa Urach começa a estudar enfermagem: "é uma missão"». Consultado em 6 de junho de 2018 
  13. [[4]]
  14. [[5]]
  15. «Andressa Urach apresentará quadro sobre superação na Record TV». Coletiva.net. 8 de março de 2019 
  16. «Andressa Urach renova contrato com a Record TV RS». RecordTV RS. 11 de março de 2020 
  17. [[6]]
  18. [[7]]
  19. [[8]]
  20. [[9]]
  21. [[10]]
  22. [[11]]
  23. Luciana Tecidio (5 de outubro de 2016). «Andressa Urach volta para o ex-marido e marca casamento». EGO 
  24. a b «Confira 13 escândalos revelados por Andressa Urach em sua biografia». Famosos & TV - Portal do Holanda. 20 de agosto de 2015 
  25. [[12]]
  26. [[13]]
  27. «Andressa Urach confirma fim de casamento com Tiago e diz que ele ama a ex». UOL -TV e Famosos. 8 de maio de 2017 
  28. [[14]]
  29. [[15]]
  30. [[16]]
  31. [[17]]
  32. [[18]]
  33. [[19]]
  34. [[20]]
  35. [[21]]
  36. [[22]]
  37. [[23]]
  38. [[24]]
  39. [[25]]
  40. [[26]]
  41. [[27]]
  42. [[28]]
  43. [[29]]
  44. [[30]]
  45. [[31]]
  46. [[32]]
  47. [[33]]
  48. [[34]]
  49. [[35]]
  50. [[36]]
  51. [[37]]
  52. [[38]]
  53. [[39]]
  54. [[40]]
  55. [[41]]
  56. [[42]]
  57. [[43]]
  58. [[44]]
  59. [[45]]
  60. a b «Andressa Urach desabafa sobre decisão de deixar de ser pastora». ISTOÉ Independente. 26 de outubro de 2020. Consultado em 1 de novembro de 2020 
  61. «Andressa Urach é protagonista da comédia 'República das Calcinhas'». Folha de S.Paulo. 13 de setembro de 2014 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]