Android Nougat

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Android Nougat
Versão do sistema operativo Android
Logótipo
Captura de tela
Tela inicial do Android Nougat com alguns apps stock da Google.
Produção Google
Modelo Open Source
Lançamento 22 de Agosto de 2016
Versão estável 7.1.2 (4 de Abril de 2017)
Gestão de pacotes APK
Núcleo Linux (núcleo)
Interface Material Design
Licença Licença Apache 2.0, GNU General Public License para as modificações do kernel Linux
Página oficial www.android.com/versions/nougat-7-0/
Estado de desenvolvimento
Ativo
Cronologia
Android Marshmallow
Android O

Android "Nougat" é a 7ª versão principal do sistema operacional Android. Primeiramente lançado como uma versão beta em 9 de março de 2016,[1] foi lançado oficialmente em 22 de agosto de 2016, com os dispositivos Nexus sendo os primeiros a receberem a atualização.[2]

O Nougat introduz mudanças notáveis para o sistema operacional e sua plataforma de desenvolvimento, incluindo a capacidade de exibir vários aplicativos na tela de uma só vez em uma visualização em tela dividida, suporte a respostas direto das notificações, bem como um ambiente e suporte Java baseado em OpenJDK para a API de renderização de gráficos Vulkan, e atualizações do sistema "seamless" em dispositivos suportados.

Recursos[editar | editar código-fonte]

Android Nougat introduz um modo de tela dividido multi-janela, em que dois aplicativos podem ser encaixados para ocupar metades da tela. O modo multi-window de forma livre experimental também está disponível como um recurso oculto, onde vários aplicativos podem aparecer simultaneamente na tela.

O painel de notificações também foi redesenhado, que caracteriza uma fileira menor de ícones para as configurações, substituindo cartões de notificação com uma "folha de design", e permitindo respostas em linha para notificações implementadas por meio de APIs existentes utilizados com Android Wear. Notificações de um único aplicativo pode também ser "empacotados". [1]

Agora no painel de notificações basta puxar uma vez a barra para aparecer uma prévia das ferramentas Principais. Puxando mais uma vez, todas as ferramentas são exibidas.

Mensagens de aplicativos como o Hangouts podem ser respondidas diretamente da notificação, sem precisar sair da pagina ou aplicativo usado no momento.

Há também mudanças no menu de Configurações, aprimoramento do recurso de economia de bateria Doze, e a adição de um Modo Noturno.

Escolha do nome[editar | editar código-fonte]

Durante sua apresentação no "Google I/O 2016", o Google afirmou que "Precisa da sua ajuda para escolher o nome do novo Android N". Para isso a empresa abriu um site apenas para que o público pudesse enviar suas sugestões de nomes. O publico pôde votar até o dia 8 de junho.[3]

Em 30 de junho de 2016, o Google confirmou que a próxima versão do sistema se chamará "Nougat".[4]

Plataforma de desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

Em dezembro de 2015, o Google anunciou que o Android N iria mudar seu Java Runtime Environment a partir da extinta Apache Harmony para o OpenJDK -a implementação oficial open source da plataforma Java mantido pela Oracle Corporation e da comunidade Java. Google afirmou que a mudança foi parte de um esforço para criar uma "base de código comum" entre Java no Android e outras plataformas e permitir o uso de populares Java 8 recursos no código, mas é, na verdade, para resolver o litígio em curso com a Oracle em torno da sua utilização de direitos de autor Java APIs como parte da plataforma Android, como o OpenJDK é expressamente licenciado sob a GNU GPL.[5]

Referências

  1. a b Amadeo, Ron (10 de março de 2016). «Surprise! The Android N Developer Preview is out right now». Ars Technica. Condé Nast. Consultado em 1º de julho de 2016 
  2. «Android 7.0 Nougat: a more powerful OS, made for you». Android Developers Blog. 22 de agosto de 2016. Consultado em 23 de agosto de 2016 
  3. «Help name Android Nougat». www.android.com. Consultado em 3 de junho de 2016 
  4. Aline Batista (30 de junho de 2016). «Android Nougat: Google revela nome do próximo sistema para smartphones». TechTudo. Consultado em 3 de julho de 2016 
  5. Ron Amadeo (1 de Junho de 2016). «ndroid N switches to OpenJDK, Google tells Oracle it is protected by the GPL» (em inglês). Ars Technica. Consultado em 22 de Agosto de 2017