Anel planetário

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
As luas Prometheus e Pandora guiando o anel F de Saturno.

Um anel planetário é um anel formado de poeira interestelar e outras pequenas partículas que orbitam em torno de um planeta em uma aparência achatada de disco. Os mais complexos anéis planetários conhecidos são os anéis de Saturno, mas outros gigantes gasosos do sistema solar (Júpiter, Urano e Netuno) possuem sistemas de anéis

No dia 26 de março de 2014, foi anunciada a descoberta de um sistema de anéis em torno de 10199 Chariklo, a primeira descoberta de anéis em torno de um corpo menor do sistema solar.[1]

Notícias recentes[2] [3] [4] sugeriu que a lua saturniana Reia pode ter seu próprio sistema de anéis, que a torna a única lua conhecida a possuir um sistema de anéis.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «PRIMEIRO SISTEMA DE ANÉIS DESCOBERTO EM TORNO DE UM ASTERÓIDE». Consultado em 13 de novembro de 2014. 
  2. NASA - Saturn's Moon Rhea Also May Have Rings
  3. Jones, G. H.; et al. (2008-03-07). «The Dust Halo of Saturn's Largest Icy Moon, Rhea». Science AAAS [S.l.] 319 (5868): 1380–1384. doi:10.1126/science.1151524. PMID 18323452. 
  4. Lakdawalla, E. (2008-03-06). «A Ringed Moon of Saturn? Cassini Discovers Possible Rings at Rhea». The Planetary Society web site. Sociedade Planetária. Consultado em 2008-03-09.  Ligação externa em |obra= (Ajuda)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre astronomia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.