Discografia de Amy Winehouse

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Discografia de Amy Winehouse
Amy Winehouse em concerto.
Álbuns de estúdio 2
Álbuns ao vivo 1
Álbuns de compilação 2
Álbuns de vídeo 1
Extended plays (EP) 2
Singles 15
Vídeos musicais 13

A discografia de Amy Winehouse, cantora e compositora britânica, consiste em dois álbuns de estúdio, um de vídeo e ao vivo, uma compilação póstuma e uma caixa para coleccionadores, compilando as edições padrão e deluxe dos seus dois discos de originais. Lançou também quinze singles (incluindo quatro como artista convidada) e treze vídeos musicais. As suas vendas discográficas são avaliadas em mais de 30 milhões de discos mundiais[1] e mais de 5 milhões apenas no Reino Unido.[2] [3] Winehouse fez a sua primeira aparência nas tabelas musicais mundiais em 2003 com o trabalho de estreia, Frank, depois de assinar contrato com a editora discográfica Island Records. "Stronger Than Me", "Take the Box", e os duplos "In My Bed"/"You Sent Me Flying" e "Fuck Me Pumps"/"Help Yourself" foram as faixas que promoveram o seu acto de estreia que falharam entrar nas tabelas musicais mundiais, à excepção da UK Singles Chart do Reino Unido.

Interpreta diversos estilos musicais diferentes, como soul, jazz e R&B. O seu disco de estreia introduziu o neo soul na carreira da artista, que resultou no alcance da quinta posição da UK Albums Chart, e mais tarde na atribuição de três platinas no Reino Unido. Em 2006, resultante de uma relação conturbada, Back to Black[4] chegou à liderança de várias tabelas musicais, em território britânico, na Alemanha, na Austrália, entre outros países. O álbum foi editado numa versão padrão e deluxe, que juntas renderam oito platinas certificadas pela BPI. "Rehab", "You Know I'm No Good", "Back to Black", "Tears Dry on Their Own", "Love Is a Losing Game" e "Just Friends" foram os singles lançados para promover o seu segundo disco de originais. Após o falecimento da cantora, foi lançada a compilação póstuma Lioness: Hidden Treasures, que vendeu mais de dois milhões de exemplares em todo o mundo. Winehouse também colaborou com outros músicos, como em "Valerie" com Mark Ronson, e ainda com Mutya Buena em "B Boy Baby", para o trabalho Real Girl.

Álbuns[editar | editar código-fonte]

Álbuns de estúdio[editar | editar código-fonte]

Título Melhor posição nas tabelas musicais Vendas Certificações
ALE
[5]
AUT
[6]
BEL
[7]
EUA
[8]
ESP
[9]
FRA
[10]
GRE
[11]
IRL
[12]
ITA
[12]
NZ
[13]
PB
[14]
POL
[15]
PRT
[16]
RU
[17] [18]
SUI
[19]
Frank 9 5 16 33 6 9 11 15 7 22 7 5 10 3 16
Back to Black
  • Lançamento: 27 de Outubro de 2006
  • Editora discográfica: Island
  • Formato(s): Vinil, CD, descarga digital
1 1 1 2 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1

Álbuns de vídeo[editar | editar código-fonte]

Título Melhores posições nas tabelas musicais Certificações Notas
BRA
[35]
FRA
[36]
PB
[37]
ITA
[38]
PRT
[39]
RU
[40]
I Told You I Was Trouble: Live in London 8 1 1 1 2 3
  • O concerto foi gravado na Shepherds Bush Empire em Londres, Inglaterra
  • Também inclui um documentário sobre a ascensão à fama da cantora.

Álbuns de compilação[editar | editar código-fonte]

Ano Detalhes Melhores posições nas tabelas musicais Vendas Certificações
ALE
[5]
AUS
[46]
AUT
[6]
CAN
[47]
CS
[48]
EUA
[8]
ESP
[49]
FRA
[10]
NZL
[13]
IRL
[12]
PB
[14]
POR
[50]
SUE
[19]
SUI
[19]
RU
[17]
2008 Frank / Back to Black 6 38 16 19 20 10
2011 Lioness: Hidden Treasures
  • Lançamento: 2 de Dezembro de 2011
  • Editora discográfica: Island Records
  • Formatos: CD, descarga digital
3 8 1 5 1 5 2 2 2 4 1 1 1 1 1
"—" Não entrou na tabela musical deste país.

Álbuns ao vivo[editar | editar código-fonte]

Título Detalhes Certificações
Amy Winehouse at the BBC Brasil ABPD: Ouro[24]

EP[editar | editar código-fonte]

Título Detalhes
Sessions@AOL
iTunes Festival: London 2007
  • Lançamento: 13 de Agosto de 2007[63]
  • Editora: Island
  • Formatos: Descarga digital
Back to Black: B-Sides
  • Lançamento: 15 de Janeiro de 2008[64]
  • Editora: Universal
  • Formatos: Descarga digital

Singles[editar | editar código-fonte]

Como artista principal[editar | editar código-fonte]

Ano Título Melhor posição nas tabelas musicais Certificação Álbum
ALE
[65]
AUS
[46]
AUT
[6]
EUA
[66]
FRA
[67]
IRL
[12]
NOR
[68]
NZ
[13]
PB
[69] [70]
POL
[71]
RU
[17]
SUI
[19] [72]
2003 "Stronger Than Me" 87 71 Frank
2004 "Take the Box" 57
"In My Bed"/"You Sent Me Flying" 43 60
"Pumps"/"Help Yourself" 69
2006 "Rehab" 23 27 19 9 11 21 1 12 13 43 7 11 Back to Black
2007 "You Know I'm No Good" 77 89 50 77 17 39 12 27 1 18 7
"Back to Black" 8 56 3 15 11 8 18 1 8 8
"Tears Dry on Their Own" 56 87 26 100 16
"Love is a Losing Game" 33 88 33
2008 "Just Friends"
2011 "Body and Soul"
(Dueto com Tony Bennett)
31 97 36 87 27 9 40 35 Lioness: Hidden Treasures
"Our Day Will Come" 54 52 27 29 69
"—" denota um título que não tenha entrado na tabela musical do respectivo país.

Como artista convidada[editar | editar código-fonte]

Ano Título Melhor posição nas tabelas musicais Álbum
ALE
[81]
AUS
[46]
AUT
[6]
BEL
[82] [83]
IRL
[12]
NZ
[13]
PB
[14]
RU
[17] [84]
SUI
[19]
2007 "Valerie"
(com Mark Ronson)
3 34 5 18 3 39 1 2 4 Version
"B Boy Baby"
(com Mutya Buena)
73 Real Girl
2010 "It's My Party"
(com Quincy Jones)
11 Q: Soul Bossa Nostra
2012 "Cherry Wine"
(com Nas)
163 Life Is Good
"—" denota um título que não tenha entrado na tabela musical do respectivo país.

Outras canções[editar | editar código-fonte]

Ano Título Melhor posição nas tabelas musicais Álbum
ALE
[65]
AUT
[6]
IRL
[12]
RU
[17]
SUI
[19]
2007 "Valerie"
(versão ao vivo a solo)
48 35 33 37 Back to Black: Deluxe Edition
2008 "Cupid" 49
2011 "Will You Still Love Me Tomorrow" 62 Lioness: Hidden Treasures, Bridget Jones: The Edge of Reason Soundtrack[85]
"—" denota um título que não tenha entrado na tabela musical do respectivo país.

Vídeos musicais[editar | editar código-fonte]

Ano Título Director
2003 "Stronger Than Me" Enrico Zanetti[86]
2004 "Take The Box" Kyle Eaton[86]
"In My Bed" Paul Gore[86]
"Fuck Me Pumps" Marlene Rhein[87]
2006 "Rehab" Phil Griffin[88] [89] [90]
2007 "You Know I'm No Good"
"Back to Black"
"Valerie" Robert Hales[86]
"Tears Dry on Their Own" David LaChapelle[91]
"Love Is a Losing Game"
(versão de montagem)
"Love Is a Losing Game"
(versão ao vivo)
2008 "Just Friends" Anthony Mathile e Robert Semmer[86]
2011 "Body and Soul"
(com Tony Bennett)
Dion Beebe[92]
"Our Day Will Come"[93]
(versão de montagem)

Outras aparências[editar | editar código-fonte]

As canções listadas abaixo não foram lançadas em trabalhos por Amy Winehouse.

Ano Título Álbum
2005 "Best for Me"[94] The Unlikely Lad
2008 "Fool's Gold"[95] Sex and the City, Vol. 2: More Music
2012 "Cherry Wine"[96]
(Nas com a participação de Amy Winehouse)
Life Is Good

Referências

  1. Augusto Gomes (21 de Setembro de 2012). «Amy Winehouse: após a morte, cantora vendeu 2 milhões de discos». iG. Consultado em 23 de Julho de 2012. 
  2. Brand Barstein e Lauren Kreisler (23 de Julho de 2011). «Amy Winehouse: 1 year on, the Lioness still roars in the charts» (em inglês). Official Charts Company. Consultado em 11 de Maio de 2013. 
  3. Music Week. «Official Album Chart Analysis: Sales hit new 2011 high» (em inglês). Consultado em 9 de Abril de 2013. 
  4. «O adeus de uma voz maior». Diário de Notícias (DN). Consultado em 2 de Agosto de 2011. 
  5. a b «Chartverfolgung / Winehouse,Amy / Longplay» (em alemão). musicline.de PhonoNet. Consultado em 31 de Julho de 2011. 
  6. a b c d e «Austrian Charts > Amy Winehouse Albums» (em alemão). Hung Medien. Consultado em 1 de Agosto de 2011. 
  7. «Belgian Albums Chart (Flanders) > Amy Winehouse» (em alemão). Hung Medien. Consultado em 1 de Agosto de 2011. 
  8. a b «Amy Winehouse - Chart History > Billboard 200» (em inglês). Billboard. Consultado em 31 de Julho de 2011. 
  9. «Amy Winehouse - Albums». Productores de Música de España. Consultado em 12 de Maio de 2013. 
  10. a b «French Charts > Amy Winehouse Albums» (em francês). Hung Medien. Consultado em 1 de Agosto de 2011. 
  11. «Official Cyta - IFPI Charts: Top-75 Albums Sales Chart» (em holandês). Hung Medien. Consultado em 1 de Agosto de 2011. 
  12. a b c d e f «Irish Charts > Amy Winehouse» (em inglês). Hung Medien. Consultado em 1 de Agosto de 2011.  Erro de citação: Invalid <ref> tag; name "IRL" defined multiple times with different content
  13. a b c d «New Zealand Charts > Amy Winehouse Albums» (em inglês). Hung Medien. Consultado em 1 de Agosto de 2011.  Erro de citação: Invalid <ref> tag; name "NZ" defined multiple times with different content
  14. a b c «Dutch Charts > Amy Winehouse Albums» (em holandês). Hung Medien. Consultado em 1 de Agosto de 2011. 
  15. «Oficjalna lista sprzedaży» (em holandês). OLiS. Consultado em 1 de Agosto de 2011. 
  16. «Amy Winehouse - Albums». Hung Medien. Consultado em 6 de Janeiro de 2012. 
  17. a b c d e «UK Charts > Amy Winehouse» (em inglês). Official Charts Company. Consultado em 1 de Agosto de 2011. 
  18. «UK Charts - 13th August 2011» (em inglês). Official Charts Company. Consultado em 1 de Agosto de 2011. 
  19. a b c d e f «Swiss Charts > Amy Winehouse Albens» (em inglês). Hung Medien. Consultado em 1 de Agosto de 2011. 
  20. Justin Myers (6 de setembro de 2014). «Official Charts Pop Gem #72: Amy Winehouse – Back To Black» (em inglês). Official Charts Company. Consultado em 6 de fevereiro de 2015. 
  21. Paul Grein (27 de Julho de 2011). «Week Ending July 24, 2011. Albums: Amy & Adele» (em inglês). Yahoo!. Consultado em 1 de Agosto de 2011. 
  22. Victoria Bessell (24 de novembro de 2010). «Amy Winehouse: Relembre os momentos mais marcantes da vida e carreira da cantora». Revista Quem. Consultado em 1 de agosto de 2013. 
  23. a b c «Gold-/Platin-Datenbank (Amy Winehouse)» (em alemão). Bundesverband Musikindustrie. Consultado em 7 de Abril de 2013. 
  24. a b c d e f «Certificações (Brasil) – Amy Winehouse». Associação Brasileira dos Produtores de Discos. Consultado em 7 de Abril de 2013. 
  25. a b «Top 30 Artistas – SEMANA 36 de 2011». Associação Fonográfica Portuguesa. Arquivado desde o original em 26 de Abril de 2012. Consultado em 6 de Janeiro de 2011. 
  26. «Certificações (Reino Unido) – Frank» (em inglês). British Phonographic Industry. Consultado em 7 de Abril de 2013. 
  27. a b «The Official Swiss Charts and Music Community: Awards 2011» (em inglês). Hung Medien. Consultado em 7 de Abril de 2013. 
  28. Erro de citação: Tag <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs chamadas OES
  29. «Best-Selling Studio Albums in Selected Countries: The United Kingdom» (em inglês). Music Canada. 7 de setembro de 2013. Consultado em 4 de agosto de 2014. 
  30. Rob Tannenbaum (16 de Janeiro de 2015). «Billboard Cover: Mark Ronson on His Surprise No. 1 Hit, Amy Winehouse and His Neurotic Ways» (em inglês). Billboard. Consultado em 6 de fevereiro de 2015. 
  31. David Bauder (19 de Junho de 2012). «Amy Winehouse: Singer’s father details cycle of addiction» (em inglês). The Washington Times. Consultado em 6 de Abril de 2013. 
  32. Ed Cumming (27 de Novembro de 2012). «Amy Winehouse home sale: calculating the price of fame» (em inglês). The Daily Telegraph. Consultado em 6 de Abril de 2013. 
  33. «Certificações (Estados Unidos) – Amy Winehouse – Back to Black» (em inglês). Recording Industry Association of America. Consultado em 7 de Abril de 2013. 
  34. British Phonographic Industry. «Certified Awards: Amy Winehouse - Back to Black» (em inglês). Consultado em 20 de abril de 2013. 
  35. «DVD - TOP 10 Semanal » De 20 a 26 de Julho de 2009». ABPD. Consultado em 1 de Agosto de 2011. 
  36. «Classement officiel des ventes de DVD Musicaux» (em francês). Syndicat National de l'Édition Phonographique. Consultado em 4 de agosto de 2014. 
  37. MegaCharts. «DVD Music Top 30» (em holandês). Consultado em 9 de janeiro de 2013. 
  38. «Classifica settimanale WK 31/2011» (em italiano). Federazione Industria Musicale Italiana. Consultado em 4 de agosto de 2014. 
  39. a b c «TOP OFICIAL DA ASSOCIAÇÃO FONOGRÀFICA PORTUGUESA». AFP. Consultado em 1 de Agosto de 2011.  Erro de citação: Invalid <ref> tag; name "AFP" defined multiple times with different content
  40. «2011 Top 40 Music Video, 13th August 2011» (em inglês). Official Charts Company. Consultado em 1 de Agosto de 2011. 
  41. «Certificações (Argentina) (vídeo) – Amy Winehouse – I Told You I Was Trouble: Live in London» (em castelhano). Cámara Argentina de Productores de Fonogramas y Videogramas. Consultado em 7 de Abril de 2013. 
  42. «ARIA Charts – Accreditations – 2007 DVDs». Australian Recording Industry Association. Consultado em 7 de Abril de 2013. 
  43. IFPI Áustria. «Gold & Platin» (em alemão). Consultado em 7 de Abril de 2013. 
  44. «Latest Gold / Platinum DVDs» (em inglês). Radioscope. Arquivado desde o original em 24 de Julho de 2011. Consultado em 1 de Agosto de 2011. 
  45. British Phonographic Industry. «Certified Awards: Amy Winehouse - I Told You I Was Trouble: Live in London» (em inglês). Consultado em 2 de fevereiro de 2013. 
  46. a b c «Australian Charts > Amy Winehouse» (em inglês). Hung Medien. Consultado em 31 de Julho de 2011. 
  47. «Amy Winehouse - Chart History > Canadian Albums» (em inglês). Billboard. Consultado em 6 de Janeiro de 2012. 
  48. «<Amy Winehouse> 에 대한 검색결과 입니다» [Search for <Amy Winehouse>] (em coreano). Gaon Music Chart. Consultado em 6 de Janeiro de 2012. 
  49. «Amy Winehouse - Lioness: Hidden Treasures». Hung Medien. Consultado em 6 de Janeiro de 2012. 
  50. «Amy Winehouse - Albums». Hung Medien. Consultado em 6 de Janeiro de 2012. 
  51. «Official Album Chart Analysis: Sales hit new 2011 high» (em inglês). Music Week. Consultado em 9 de Janeiro de 2012. 
  52. «Amy Winehouse: 1 year on, the Lioness still roars in the charts» (em inglês). The Official Charts Company. 23 de Julho de 2012. Consultado em 6 de Abril 2012. 
  53. Keith Caulfield (23 de Julho de 2012). «Amy Winehouse's Death Led to Surge in Sales, Chart Moves» (em inglês). Billboard. Consultado em 6 de Abril de 2013. 
  54. Gazeta do Povo (23 de julho de 2012). «A lacuna deixada por Amy Winehouse». Consultado em 11 de maio de 2013. 
  55. «Vivendi Annual Sales Report» (PDF) (em inglês). Vivendi. Consultado em 11 de Maio de 2013. 
  56. «Gold-/Platin-Datenbank (Amy Winehouse; 'Lioness: Hidden Treasures')» (em alemão). Bundesverband Musikindustrie. Consultado em 6 de Janeiro de 2011. 
  57. «Certificações (Dinamarca)» (em dinamarquês). Federação Internacional da Indústria Fonográfica (Dinamarca). Consultado em 7 de Abril de 2013. 
  58. «Certificações (Espanha) (álbum)» (PDF) (em espanhol). Productores de Música de España. Consultado em 7 de Abril de 2013. 
  59. «Certificações (Nova Zelândia) (álbum)» (em inglês). Recorded Music NZ. Consultado em 7 de Abril de 2013. 
  60. «Certificações (Reino Unido) – Lioness Hidden Treasures» (em inglês). British Phonographic Industry. Consultado em 6 de Janeiro de 2011. 
  61. «Amy Winehouse at the BBC - Amy Winehouse» (em inglês). Allmusic. Consultado em 12 de Junho de 2013. 
  62. «Sessions@AOL - EP by Amy Winehouse» (em inglês). iTunes Store. Consultado em 1 de Agosto de 2011. 
  63. «iTunes Festival: London 2007 - EP by Amy Winehouse» (em inglês). iTunes Store. Consultado em 1 de Agosto de 2011. 
  64. «Back To Black The B-Sides» (em inglês). Amazon.com. Consultado em 6 de Abril de 2013. 
  65. a b «"Chartverfolgung / Winehouse, Amy / Single» (em alemão). Media Control GfK International. Consultado em 29 de Julho de 2011. 
  66. «Amy Winehouse - Chart History > Hot 100» (em inglês). Billboard. Consultado em 29 de Julho de 2011. 
  67. «France Singles Charts > Amy Winehouse» (em inglês). SNEP. Consultado em 12 de Maio de 2011. 
  68. Norwegian Singles Chart. «Norwegian Singles Chart > Amy Winehouse» (em al). Consultado em 13 de janeiro de 2013. 
  69. «Dutch Singles Charts > Amy Winehouse Singles» (em holandês). Stichting Nederlandse Top 40. Consultado em 29 de Julho de 2011. 
  70. MegaCharts. «Amy Winehouse - Stronger Than Me (Nummer)» (em inglês). Consultado em 12 de Maio de 2013. 
  71. Polish Music Charts. «Amy Winehouse - Utwory na liście» (em inglês). Consultado em 7 de Julho de 2013. 
  72. Schweizer Hitparade. «Amy Winehouse - Back to Black» (em inglês). Consultado em 11 de Maio de 2013. 
  73. «Certificações (Dinamarca)» (em dinamarquês). Federação Internacional da Indústria Fonográfica (Dinamarca). Consultado em 7 de Abril de 2013. 
  74. «Certificações (Estados Unidos) – Amy Winehouse – Rehab» (em inglês). Recording Industry Association of America. Consultado em 7 de Abril de 2013. 
  75. a b «Certificações (Itália) (single)» (em italiano). Federazione Industria Musicale Italiana. Consultado em 11 de Abril de 2013. 
  76. «Certificações (Nova Zelândia) (single)» (em inglês). Recorded Music NZ. Consultado em 7 de Abril de 2013. 
  77. a b c British Phonographic Industry. «Certified Awards: Amy Winehouse - Singles» (em inglês). Consultado em 2 de fevereiro de 2013. 
  78. «The Official Swiss Charts and Music Community: Awards ('Rehab')» (em inglês). Hung Medien. Consultado em 7 de Abril de 2013. 
  79. a b «The Official Swiss Charts and Music Community: Awards 2011» (em inglês). Hung Medien. Consultado em 11 de Maio de 2013. 
  80. «Top 50 Singles» (em inglês). IFPI Greece. Consultado em 16 de Junho de 2013. 
  81. «Chartverfolgung / Ronson, Mark Featuring Winehouse, Amy / Single» (em alemão). musicline.de PhonoNet. Consultado em 1 de Agosto de 2011. 
  82. «Belgian Albums Chart (Flanders) > Amy Winehouse» (em alemão). Hung Medien. Consultado em 1 de Agosto de 2011. 
  83. «Quincy Jones feat. Amy Winehouse - It's My Party» (em alemão). Hung Medien. Consultado em 1 de Agosto de 2011. 
  84. «UK Charts > Mutya Buena» (em inglês). Official Charts Company. Consultado em 1 de Agosto de 2011. 
  85. «Bridget Jones > The Edge of Reason > iTunes Preview» (em inglês). iTunes Store. Consultado em 1 de Agosto de 2011. 
  86. a b c d e «Os videoclipes de Amy Winehouse». Yahoo Notícias. Consultado em 18 de Agosto de 2011. 
  87. «Fuck Me Pumps. Videoclip di Amy Winehouse» (em inglês). Cultframe. Consultado em 1 de Agosto de 2011. 
  88. «Amy Winehouse > 'Rehab'» (em inglês). MTV Networks. Consultado em 1 de Agosto de 2011. 
  89. «Amy Winehouse > 'You Know I'm No Good'» (em inglês). MTV Networks. Consultado em 1 de Agosto de 2011. 
  90. «Amy Winehouse > 'Back to Black'» (em inglês). MTV Networks. Consultado em 1 de Agosto de 2011. 
  91. «Amy Winehouse > 'Tears Dry on Their Own'» (em inglês). Consultado em 1 de Agosto de 2011.  Parâmetro desconhecido |publlicado= ignorado (Ajuda)
  92. Caryn Ganz (14 de Setembro de 2011). «Hear Amy Winehouse’s Final Song: Tony Bennett Duet ‘Body and Soul’» (em inglês). Yahoo| Music. Consultado em 19 de Dezembro de 2011. 
  93. «Amy Winehouse | clipe "Our Day Will Come"». UOL. Consultado em 19 de Dezembro de 2011.  delete character character in |título= at position 15 (Ajuda)
  94. «Tyler James > The Unlikely Lad > Album Review» (em inglês). Yahoo!. Arquivado desde o original em 6 de Setembro de 2008. Consultado em 1 de Agosto de 2011. 
  95. «Sex and the City, Vol. 2 (More Music from the Movie)» (em inglês). iTunes. Consultado em 10 de Janeiro de 2012. 
  96. «Life Is Good - Nas» (em inglês). Allmusic. Consultado em 2 de Janeiro de 2013. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]