Grammy Award para Album of the Year

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo ou secção necessita de referências de fontes secundárias fiáveis publicadas por terceiros (desde dezembro de 2014).
Por favor, melhore-o, incluindo referências mais apropriadas vindas de fontes fiáveis e independentes.
Fontes primárias, ou que possuem conflito de interesse geralmente não são suficientes para se escrever um artigo em uma enciclopédia.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde fevereiro de 2013). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
Grammy Award para Album of the Year
Descrição Prêmio atribuído ao melhor álbum do ano
Apresentação National Academy of Recording Arts and Sciences
País Estados Unidos
Primeira cerimónia 1959
Sítio oficial

O Grammy Award para Album of the Year é uma categoria apresentada no Grammy Awards, uma cerimônia criada em 1958 e chamada originalmente de Gramophone Awards, que presenteia artistas pela qualidade de seus álbuns, independentemente do gênero musical. As várias categorias são apresentadas anualmente pela National Academy of Recording Arts and Sciences dos Estados Unidos em "honra da realização artística, proficiência técnica e excelência global na indústria da gravação, sem levar em conta as vendas de álbuns ou posições nas paradas musicais[1] ".

Inicialmente, o prêmio era entregue apenas ao artista principal. Atualmente, conforme descrito na 53 Grammy Awards, o troféu é concedido "ao artista, produtores, engenheiros de masterização, mixers e artistas convidados de um álbum contendo pelo menos 51% de gravações inéditas, sendo vocais ou instrumentais[2] ." Essa é considerada a categoria mais importante e prestigiosa da premiação.

O primeiro prêmio foi entregue à Henry Mancini, pelo álbum The Music from Peter Gunn, em 1959[3] . A partir de 2012, álbuns clássicos passaram a ser elegíveis para esta categoria, apesar disso, nenhum álbum clássico conseguiu ainda ser indicado.

Recordes[editar | editar código-fonte]

Frank Sinatra, Stevie Wonder, Paul Simon, Daniel Lanois (como produtor) e Bob Ludwig (como engenheiro de masterização) são os maiores vencedores da categoria, tendo vencido três vezes cada. Bob Luwig é também a única pessoa a vencer por três anos consecutivos (2013-2015). Em número de indicações, Paul McCartney lidera com nove indicações: cinco como membro dos The Beatles, três por álbuns solo e uma como membro dos Wings. Paul McCartney e Paul Simon conseguiram também pelo menos uma indicação em todas as décadas de 1960 a 2000.

Taylor Swift foi a primeira mulher a vencer duas vezes com seus próprios álbuns, nomeadamente Fearless e 1989, sendo também indicada com Red. Outras três mulheres conseguiram vencer a categoria mais de uma vez, todas com trabalhos de outros artistas Lauryn Hill (com o álbum The Miseducation of Lauryn Hill e como produtora no álbum Supernatural da banda Santana), Alison Krauss (com álbum Raising Sand e como convidada na trilha sonora do filme  O Brother, Where Art Thou?) e Norah Jones (com o álbum Come Away with Me e como convidada no álbum River: The Joni Letters de Herbie Hancock). Norah Jones ainda aparece como convidada nos álbuns vencedores Speakerboxxx/The Love Below da banda OutKast e Genius Loves Company de Ray Charles, porém não recebeu o prêmio, já que artistas convidados em álbuns que não são trilhas sonoras só passaram a ser premiados a partir de 2008.

Swift é também a mais jovem a vencer esta categoria, conquistando o troféu em 2010, aos 20 anos de idade, com o álbum Fearless. O trio The Peasall Sisters, composto pelas irmãs Sarah, Hannah e Leah, venceram como artistas convidadas pela trilha sonora do filme O Brother, Where Art Thou? aos 13, 9 e 7 anos de idade respectivamente, fazendo com que Leah Peasall seja a pessoa mais jovem a vencer um Grammy na história.

The Beatles têm o recorde de maior número de indicações consecutivas, com cinco. Frank Sinatra, Barbra Streisand, e Lady Gaga conseguiram ser indicados a essa categoria por três anos consecutivos, com Lady Gaga sendo a única artista solo a ser indicada consecutivamente por seus três primeiros álbuns.

Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band dos Beatles foi o primeiro álbum de rock a vencer, em 1968. No ano seguinte, Glenn Campbell se tornou o primeiro artista country a vencer, com o álbum By the Time I Get to Phoenix. Em 1999, Lauryn Hill se tornou a primeira artista de hip hop a vencer, com o álbum The Miseducation of Lauryn Hill. The Suburbs, da banda Arcade Fire, se tornou o primeiro álbum indie a vencer, em 2011. Em 2014, Daft Punk se tornou o primeiro artista de música eletrônica a vencer, com o álbum Random Access Memories.

Até o momento, apenas dois álbuns ao vivo venceram a categoria (Judy at Carnegie Hall e The Concert of Bangladesh), dois álbuns de comédia saíram vitoriosos (The Button-Down Mind of Bob Newhart e The First Family), uma trilha sonora da televisão venceu (The Music from Peter Gunn) e três trilhas sonoras de cinema foram bem sucedidas (Saturday Night FeverThe Bodyguard e O Brother, Where Art Thou?).

Vencedores[editar | editar código-fonte]

Década de 1950[editar | editar código-fonte]

Frank Sinatra, vencedor em 1960, 1966 e 1967.
Ano Vencedor Indicações
1959 The Music from Peter Gunn por Henry Mancini
1960 Come Dance with Me! por Frank Sinatra

Década de 1960[editar | editar código-fonte]

Barbra Streisand, vencedora em 1964 com o álbum The Barbra Streisand Album.
João Gilberto, único brasileiro vencedor da catergoria, em 1965.
The Beatles, vencedores em 1968 com o álbum Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band.
Ano Vencedor Indicações
1961 The Button-Down Mind of Bob Newhart por Bob Newhart
1962 Judy at Carnegie Hall por Judy Garland
1963 The First Family por Vaughn Meader
1964 The Barbra Streisand Album por Barbra Streisand
1965 Getz/Gilberto por Stan Getz & João Gilberto
1966 September of My Years por Frank Sinatra, produzido por Sonny Burke
1967 A Man and His Music por Frank Sinatra, produzido por Sonny Burke
1968 Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band por The Beatles, produzido por George Martin
1969 By the Time I Get to Phoenix por Glen Campbell, produzido por Al De Lory

Década de 1970[editar | editar código-fonte]

Stevie Wonder, vencedor em 1974, 1975 e 1977.
Bee Gees, vencedores em 1979 pela trilha sonora do filme Saturday Night Fever.
Ano Vencedor Indicações
1970 Blood, Sweat & Tears por Blood, Sweat & Tears, produzido por James William Guercio
1971 Bridge over Troubled Water por Simon & Garfunkel; produzido por Art Garfunkel, Paul Simon & Roy Halee
1972 Tapestry por Carole King, produzido por Lou Adler
1973 The Concert for Bangladesh por George Harrison, Ravi Shankar, Bob Dylan, Leon Russell, Ringo Starr, Billy Preston, Eric Clapton & Klaus Voormann; produzido por George Harrison & Phil Spector
1974 Innervisions por Stevie Wonder, produzido por Stevie Wonder
1975 Fulfillingness' First Finale performed by Stevie Wonder, produced by Stevie Wonder
1976 Still Crazy After All These Years por Paul Simon, produzido por Paul Simon & Phil Ramone
1977 Songs in the Key of Life por Stevie Wonder, produzido por Stevie Wonder
1978 Rumours por Fleetwood Mac; produzido por Fleetwood Mac, Ken Caillat & Richard Dashut
1979 Saturday Night Fever: The Original Movie Sound Track por Bee Gees, David Shire, KC and the Sunshine Band, Kool & the Gang, MFSB, Ralph MacDonald, Tavares, The Trammps, Walter Murphy & Yvonne Elliman; produzido por Albhy Galuten, Arif Mardin, Bee Gees, Bill Oakes, Bobby Martin, Broadway Eddie, David Shire, Freddie Perren, Harry Wayne Casey, K.G. Productions, Karl Richardson, Ralph MacDonald, Richard Finch, Ron Kersey, Thomas J. Valentino & William Salter[4]

Década de 1980[editar | editar código-fonte]

John Lenon, vencedor em 1982 e em 1968 (com os The Beatles).
Michael Jackson, vencedor em 1984 com o álbum Thriller.
Lionel Richie, vencedor em 1985.
Ano Vencedor Indicações
1980 52nd Street por Billy Joel, produzido por Phil Ramone
1981 Christopher Cross por Christopher Cross; produzido por Michael Omartian
1982 Double Fantasy por John Lennon & Yoko Ono; produzido por Jack Douglas, John Lennon & Yoko Ono
1983 Toto IV por Toto, produzido por Toto
1984 Thriller por Michael Jackson, produzido por Michael Jackson & Quincy Jones
1985 Can't Slow Down por Lionel Richie, produzido por James Anthony Carmichel & Lionel Richie
1986 No Jacket Required por Phil Collins, produzido por Hugh Padgham & Phil Collins
1987 Graceland por Paul Simon, produzido por Roy Halee & Paul Simon
1988 The Joshua Tree por U2, produzido por Brian Eno & Daniel Lanois
1989 Faith por George Michael, produzido por George Michael

Década de 1990[editar | editar código-fonte]

Whitney Houston, vencedora em 1994 com a trilha sonora do filme The Bodyguard.
Alanis Morissette, vencedora em 1996 com o álbum Jagged Little Pill.
Lauryn Hill, a primeira artista de hip hop a vencer o prêmio, recebeu o troféu em 1999 e 2000.
Ano Vencedor Indicações
1990 Nick of Time por Bonnie Raitt; produzido por Don Was
1991 Back on the Block por Quincy Jones e Vários Artistas

produzido por Quincy Jones

1992 Unforgettable... with Love por Natalie Cole; produzido por Andre Fischer, David Foster & Tommy LiPuma
1993 Unplugged por Eric Clapton; produzido por Russ Titelman
1994 The Bodyguard: Original Soundtrack Album por Whitney Houston produzido por Babyface, BeBe Winans, David Cole, David Foster, L.A. Reid, Narada Michael Walden & Robert Clivilles[nb-90s 1]
1995 MTV Unplugged por Tony Bennett; produzido por David Kahne
1996 Jagged Little Pill por Alanis Morissette; produzido por Glen Ballard
1997 Falling into You por Celine Dion; produzido por Aldo Nova, Billy Steinberg, Dan Hill, David Foster, Humberto Gatica, Jean-Jacques Goldman, Jeff Bova, Jim Steinman, John Jones, Ric Wake, Rick Hahn, Rick Nowels, Roy Bittan & Steven Rinkoff
1998 Time out of Mind por Bob Dylan; produzido por Daniel Lanois
1999 The Miseducation of Lauryn Hill por Lauryn Hillparticipação de Carlos Santana, Mary J. Blige, D'Angelo;

engnheiro/mixagem por Chris Theis, Comissário Gordon, Johnny Wydrycz, Ken Johnston, Matt Howe, Storm Jefferson, Tony Prendatt & Warren Riker; produzido por Lauryn Hill

Notas:

  1. Apenas Whitney Houston e os produtores de suas faixas receberam o prêmio.[5] Ao contrário dos outros dois álbuns de trilha sonora para ganhar este prêmio, nenhum dos outros artistas que apareceram no The Bodyguard soundtrack (Kenny G, Aaron Neville, Aaron Neville, Lisa Stansfield, The S.O.U.L. S.Y.S.T.E.M., Curtis Stigers, Joe Cocker, Sass Jordan e o elenco intrumental não-creditado realizado pelo tema de Alan Silvestri) compartilharam o prêmio, nem os produtores dessas faixas (exceto Cole, Foster & Clivilles que também produziram algumas das faixas de Whitney Houston).

Década de 2000[editar | editar código-fonte]

Carlos Santana, membro da banda Santana, vencedor em 2000 com o álbum Supernatural.
Norah Jones, vencedora em 2003 e 2008
Bono Vox, da banda U2, vencedora em 1988 e 2006
Ray Charles, vencedor em 2005 com o álbum Genius Loves Company
Ano Vencedor Indicações
2000 Supernatural por Santana; engenharia/mixado por Alvaro Villagra, Andy Grassi, Anton Pukshansky, Benny Faccone, Chris Theis, Commissioner Gordon, David Frazer, David Thoener, Glenn Kolotkin, Jeff Poe, Jim Gaines, Jim Scott, John Gamble, John Karpowich, John Seymour, Matty Spindel, Mike Couzzi, Steve Farrone, Steve Fontano, T-Ray, Tom Lord-Alge, Tony Prendatt & Warren Riker; produzido por Alex Gonzales, Art Hodge, Charles Goodan, Clive Davis, Dante Ross, Dust Brothers, Fher Olvera, Jerry 'Wonder' Duplessis, K. C. Porter, Lauryn Hill, Matt Serletic, Stephen M. Harris & Wyclef Jean
2001 Two Against Nature por Steely Dan; engenharia/mixado por Dave Russell, Elliot Scheiner, Phil Burnett & Roger Nichols; produzido por Donald Fagen & Walter Becker
2002 O Brother, Where Art Thou? Soundtrack por Alison Krauss e Union Station, Chris Sharp, Chris Thomas King, Emmylou Harris, Gillian Welch, Harley Allen, John Hartford, Mike Compton, Norman Blake, Pat Enright, Peasall Sisters, Ralph Stanley, Sam Bush, Stuart Duncan, The Cox Family, The Fairfield Four, The Whites e Tim Blake Nelson[nb-00s 1] engineered/mixed by Mike Piersante & Peter Kurland; master engineered by Gavin Lurssen; produced by T-Bone Burnett
2003 Come Away with Me por Norah Jones; engenharia/mixado por Jay Newland & S. Husky Höskulds; master engineered by Ted Jensen; produced by Arif Mardin, Craig Street, Jay Newland & Norah Jones
2004 Speakerboxxx/The Love Below por OutKast; engenharia/mixado por Brian Paturalski, Chris Carmouche, Darrell Thorp, Dexter Simmons, John Frye, Kevin Davis, Matt Still, Moka Nagatani, Neal H. Pogue, Padraic Kernin, Pete Novak, Reggie Dozier, Robert Hannon, Terrence Cash & Vincent Alexander; engenharia principal por Bernie Grundman & Brian Gardner; produzido por André 3000, Big Boi & Carl Mo
2005 Genius Loves Company por Ray Charles & Vários Artistas engenharia/mixado por Al Schmitt, Ed Thacker, Joel W. Moss, John Harris, Mark Fleming, Pete Karam, Robert Fernandez, Seth Presant & Terry Howard; principal engenharia por Doug Sax & Robert Hadley; produzido por Don Mizell, Herbert Waltl, John R. Burk, Phil Ramone & Terry Howard
2006 How to Dismantle an Atomic Bomb por U2; engenharia/mixado por Carl Glanville, Flood, Greg Collins, Jacknife Lee, Nellee Hooper, Simon Gogerly & Steve Lillywhite; principal engenharia por Arnie Acosta; produzido por Brian Eno, Chris Thomas, Daniel Lanois, Flood, Jacknife Lee & Steve Lillywhite
2007 Taking the Long Way por Dixie Chicks; engenheria/mixado por Chris Testa, Jim Scott & Richard Dodd; principal engenharia por Richard Dodd; produzido por Rick Rubin
2008 River: The Joni Letters por Herbie Hancock; participação de Norah Jones, Joni Mitchell, Corinne Bailey Rae, Tina Turner; produzido por Herbie Hancock & Larry Klein; engenharia/mixado por Helik Hadar; principal engenharia por Bernie Grundman
2009 Raising Sand por Robert Plant & Alison Krauss; produzido por T Bone Burnett; engenharia/mixado por Mike Piersante; principal engenharia por Gavin Lurssen

Notas:

  1. James Carter and the Prisoners, Harry McClintock & The Stanley Brothers não foram incluídos quanto às suas gravações bastante antecipadas da trilha sonora; os únicos membros ainda vivos naquela época do prêmio era James Carter (somente o "Prisoner" a partir da gravação de Alan Lomax, que estava localizado) e Ralph Stanley (creditado separadamente para a gravação "O, Death", especificamente para a trilha sonora). O Soggy Bottom Boys (Os três irmãos foragidos) não são creditados como um grupo, mas Dan Tyminski (a voz cantada por George Clooney no filme) é creditado como membro da Union Station, enquanto que os outros dois membros (Harley Allen e Pat Enright) são creditados individualmente. Chris Sharp, Mike Compton, Sam Bush e Stuart Duncan não estão listados como artistas líderes ou apresentado qualquer trilha, mas foram incluídos para os créditos insntrumentais do álbum.[6]

Década de 2010[editar | editar código-fonte]

Taylor Swift conquistou dois troféus durante a década de 2010. Com a vitória de Fearless em 2010, tornou-se a artista mais jovem a receber o prêmio. Seis anos mais tarde, com 1989, se tornou a primeira mulher a vencer mais de uma vez com seus próprios álbuns.
Random Access Memories, da dupla Daft Punk, se tornou o primeiro álbum de música eletrônica a vencer o prêmio.
Data Vencedor Indicações
2010 Fearless por Taylor Swift
 

· Colbie Caillat, artista participante
  · Nathan Chapman & Taylor Swift, produtores
  · Chad Carlson, Nathan Chapman & Justin Neibank, engenheiros/mixers

2011 The Suburbs por Arcade Fire
 

· Arcade Fire & Markus Dravs, produtores
  · Arcade Fire, Markus Dravs, Mark Lawson & Craig Silvey, engenheiros/mixers
  · George Marino, engenheiro de masterização

2012 21 por Adele
 

· Jim Abbiss, Adele, Paul Epworth, Rick Rubin, Fraser T Smith, Ryan Tedder & Dan Wilson, produtores
  · Jim Abbiss, Philip Allen, Beatriz Artola, Ian Dowling, Tom Elmhirst, Greg Fidelman, Dan Parry, Steve Price, Mark Rankin, Andrew Scheps, Fraser T Smith & Ryan Tedder, engenheiros/mixers
  · Tom Coyne, engenheiro de masterização

2013 Babel por Mumford & Sons
 

· Markus Dravs, produtor
  · Robin Baynton & Ruadhri Cushnan, engenheiros/mixers
  · Bob Ludwig, engenheiro de masterização

2014 Random Access Memories por Daft Punk
 

· Julian CasablancasDJ Falcon, Todd Edwards, Chilly Gonzales, Giorgio MoroderPanda BearNile RodgersPaul Williams e Pharrell Williams, artistas participantes
  · Thomas Bangalter, Julian Casablancas, Guy-Manuel De Homem-Christo, DJ Falcon & Todd Edwards, produtores
  · Peter Franco, Mick Guzauski, Florian Lagatta, Guillaume Le Braz & Daniel Lerner, engenheiros/mixers
  · Antoine "Chab" Chabert & Bob Ludwig, engenheiros de masterização

2015 Morning Phase por Beck
 

· Beck Hansen, produtor
  · Tom Elmhirst, David Greenbaum, Florian Lagatta, Cole Marsden Greif-Neill, Robbie Nelson, Darrell Thorp, Cassidy Turbin & Joe Visciano, engenheiros/mixers
  · Bob Ludwig, engenheiro de masterização

2016 1989 por Taylor Swift

Max Martin, Taylor Swift, Jack Antonoff, Nathan Chapman, Imogen Heap, Greg Kurstin, Mattman & Robin, Ali Payami, Shellback, Ryan Tedder & Noel Zancanella, produtores
  · Serban Ghenea, John Hanes, Peter Carlson & Smith Carlson, engenheiros/mixers
  · Tom Coyne, engenheiro de masterização

Referências

Links externos[editar | editar código-fonte]