Anexo:Lista de enteógenos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Lista das principais substâncias alteradoras da consciência e enteógenos.

Princípio ativo Ocorrências na natureza Efeitos
Dimethyltryptamine-3d-sticks.png

DMT

Aya-preparation.jpg

Chacrona (Psychotria viridis), Jurema-Preta (Mimosa hostilis)

Causa uma ampliação da percepção o que faz com que a pessoa veja nitidamente a sua imaginação (o que provoca as visões, que são como um sonho acordado e consciente e outras percepções da realidade, estando sempre consciente do que acontece).

Em contexto religioso, tais fenômenos são atribuídos à clarividência, projeção da consciência ou contatos espirituais. Em outras experiências, dependendo da formulação de cada grupo e tolerância particular, o estado alterado se dá através de visões interiores próximas do estado meditativo, onde o usuário consegue distinguir as "mirações" pessoais da "realidade exterior".

Salvinorin A-sticks.png

Salvinorin A

Salvia divinorum - Herba de Maria.jpg

Salvia divinorum

Sensações de lugares e presenças familiares, sentimento de revisão de vida, alteração no tempo/espaço, visões de lugares impossíveis, sentimento de presença divina, inexplicável volta ao mundo real com um sentimento de segredo.
Mescaline-3d-CPK.png

Mescalina

Baby San Pedro.jpg

Peiote, São Pedro (Wachuma), Tocha Peruana

O principal alcaloide ocorrente no cacto Peiote (Lophophora williansii). Os usuários geralmente experimentam alucinações visuais e radicais estados alterados de consciência, tanto podendo acompanhar sensações de prazer e iluminação quanto, ocasionalmente, sentimentos de ansiedade, perseguição e outros efeitos adversos (a chamada bad trip).
Psilocybin3d.png

Psilocibina

Psilocybe semilanceata.jpg

Psilocybe semilanceata,Psilocybe cubensis

Após a ingestão da substância (através do "chá" do cogumelo, do cogumelo desidratado e moído, ou in natura, por exemplo) o indivíduo leva tipicamente cerca de 15 a 45 minutos para começar a sentir os efeitos. Os efeitos variam de pessoa para pessoa e também dependem do tipo de cogumelo ingerido. A princípio pode-se ter uma impressão de leve tontura e até mesmo um certo desconforto gástrico (que pode ocasionar vômito). Muitas vezes tem-se sensações agradáveis que incluem empatia com as outras pessoas e com o universo. Em um segundo momento é possível perceber alterações nas percepções visuais e noção de espaço. Por volta da 2º hora costuma-se alcançar o topo da "viagem". Neste ponto, dependendo da quantidade ingerida, pode-se estar em um estado totalmente desconexo da realidade. Alucinações intermitentes em todos os sentidos provocando sinestesia e desprendimento do ego são comuns. O ponto alto da "viagem" pode ser extremamente agradável e, segundo alguns usuários, de um aprendizado considerável.
Muscimol3d.png

Muscimol

Amanita muscaria 3 vliegenzwammen op rij.jpg

Amanita muscaria

Os efeitos do muscimol são substancialmente diferentes dos da psilocibina, ao passo que estes químicos afetam diferentes partes do cérebro. O muscimol tem mostrado não produzir alucinações "estruturadas" em muitos casos, e os efeitos são frequentemente comparados com um estado de sonhos lúcidos.
Ibogaine-3d-sticks.png

Ibogaine

Iboga.jpg

Tabernanthe iboga

Originária do Gabão, na África, utilizada há milênios em rituais pelas religiões Bwiti e Fang. Em baixas dosagens, a ibogaína tem um efeito estimulante leve. Em doses altas, efeitos temporários incluem alucinações, com visões de cenas da infância, e ataxia (incapacidade de coordenar os movimentos musculares, por provável ação cerebelar). Os efeitos clínicos mais estudados indicam que a Ibogaína mostra um grande potencial no tratamento da dependência de drogas, principalmente opiáceos, mas também cocaína e crack.
Bufotenin-3d-sticks.png

Bufotenina (5-OH-DMT)

Anadenanthera colubrina.jpg

Sementes de Anadenanthera colubrina

A Bufotenina é o ingrediente ativo primário das sementes das árvores de Anadenanthera colubrina e Anadenanthera peregrina (variedades de Cebil ou "angicos"). O pó insuflável chamado de Vilca ou Yopo (ou Cohoba), são feitos destas sementes. Para potencializar este rapé, muitos xamãs comumente adicionam uma forma natural de hidróxido de cálcio (ou óxido de cálcio) e um pouco de água ao pó. Este processo com o hidróxido de cálcio causa a conversão da bufotenina presente nas sementes em Cálcio Bufotenato (um derivado lipossolúvel da bufotenina com efeitos alucinogênicos ainda mais fortes que os da bufotenina em sua forma natural). Uma dose típica do rapé contém acima de 100mg de bufotenina (na forma de sal de Cálcio).
5-MeO-DMT-3d-sticks.png

Bufotoxina (5-MeO-DMT)

Bufo alvarius1.jpg

Bufo alvarius

O Bufo alvarius ou Sapo-do-Rio-Colorado, também conhecido como o Sapo-do-Deserto-de-Sonora, é um sapo psicoativo achado no sudoeste dos Estados Unidos e no norte do México. A Pele e o Veneno do Bufo alvarius contém 5-MeO-DMT e Bufotoxina.

O início dos efeitos ocorrem segundos após fumar/injetar, ou minutos depois de cheirar. A experiência é, às vezes descrita, como similar a uma experiência de quase-morte.

Tetrahydrocannabinol-3D-vdW.png

Tetraidrocanabinol (THC)

Marijuana.jpg

Cannabis sativa

THC é o princípio ativo primário de várias espécies de cannabis, preparados psicoativos de cannabis possuem outros canabinóides (estruturas semelhantes na função) presentes e participam no efeito da droga. Cannabis tem uma longa história de uso ritual. Na Índia foi usado pelos monges indus por séculos e, atualmente, o movimento rastafari adotou. Alguns historiadores e etimologistas dizem que a cannabis foi usada como um sacramento religioso por judeus, cristãos e muçulmanos da ordem sufista.
D-lysergic acid amide anim.gif

Ergina

Starr 050107-2974 Argyreia nervosa.jpg

Ipomoea tricolor, sementes de Argyreia nervosa, de Rivea corymbosa

Conhecida também por LSA ou LA-111, os efeitos tem sido comparados com o do LSD-25, no entanto, significativamente menos potentes. A experiência é atualmente reportada como psicodélica, dependendo da dosagem. Alguns distúrbios óticos de olhos abertos e conjuntos de cores com os olhos fechados ocorrem, além da amplificação/intensificação dos sentidos; noção de tempo e espaço podem ser profundamente alteradas. Contudo, as alterações mais notáveis induzidas são cognitivas e subjetivas, a nível de expansão da consciência.

Kavapyron-Grund.png Kavalactones

Youngkava.jpg

Kava

Os efeitos ao se beber Kava, em ordem de sensação, são: leve paralisia da língua e lábios, causados pela contração dos vasos sanguíneos nessas áreas (não é comum mas pode ocorrer palidez dos lábios e da pele em volta), fala rápida e comportamento eufórico, efeitos ansiolíticos ("Calmantes"), sensação de "bem-estar", pensamentos limpos e relaxamento muscular. O sono é geralmente repousante e há períodos pronunciados de sonolência correlacionado à quantidade de Kava consumida.
Aporphine.svg

Aporphine

Nymphaea caerulea.jpg

Nymphaea caerulea

Estudos recentes mostraram que a Nymphaea caerulea (Blue Water lily ou Lírio Aquático Azul) possui efeitos psicodélicos, e que fora usada para sacramento religioso no Antigo Egito e também por certas culturas antigas da América do Sul e África. Dosagens de 5 a 10 gramas de flores produzem estimulação leve, um aumento no processo de pensamento, e sensação de alegria. Doses maiores, geralmente acima de 30g podem incluir indução a estados meditativos/contemplativos, visuais leves paradisíacos de olhos fechados e embriaguez psicodélica leve. A Nymphaea caerulea muitas vezes é confundida com a Nelumbo nucifera (Lotus Sagrada), que contém o alcaloide nuciferina (não presente na Nymphaea) que possui propriedades sedativas e relaxante-musculares. Apesar dos estudos apontarem para a Aporfina (Aporphine) como sendo um dos ingredientes mais importantes da Nymphaea, ainda não foi identificado o alcaloide responsável pelos efeitos mais psicodélicos.

Escopolamina

DaturaStramonium-plant-sm.jpg

Datura

Os efeitos alucinógenos incluem visões e sensações que eram tidas como formas de comunicação com os deuses. Curandeiros e adivinhos buscavam inspiração nessas visões. Ritos de iniciação, bem como de passagem de condições de crianças para adultos, envolviam o uso de preparados dessas plantas.
Myristicin.svg

C11 H12

_____________________________

Atropina

Muscade.jpg

Myristica fragans

_____________________________

Atropa bella-donna0.jpg

Atropa Belladonna

Em baixas doses, a Noz-moscada (Myristica fragrans) não produz nenhuma resposta fisiológica ou neurológica notável. Doses grandes acima de 60g (~12 colheres de chá) são perigosos e podem induzir a convulsões, palpitações, náusea, eventual desidratação e dores generalizadas no corpo. Em quantias de 10-40g (~4-8 colheres de chá) é um moderado a alucinógeno médio, produzindo distorção visuais e uma euforia moderada. Myristica fragrans contém "myristicina", um fraco IMAO.

____________________________________________________________________________________________

Esta planta era usada por nativos americanos, pois acreditava-se que através do uso desta planta, podia-se comunicar com os deuses e até ter visões de pessoas que já morreram ou que estão distantes.

Em altas doses esta planta pode ser letal, causa alucinações, delírios, tontura, dilatação das pupilas, ressecamento da boca e da garganta, coma e a morte.

Lista de drogas sintéticas consideradas enteógenos[editar | editar código-fonte]

Nomenclatura R3 R4 Estrutura 3d
2C-C H Cl 2C-C-3d-sticks.png
2C-D H CH3 2C-D-3d-sticks.png
2C-E H CH2CH3 2C-E-3d-sticks.png
2C-G CH3 CH3 2C-G-3d-sticks.png
2C-I H I 2C-I-3d-sticks.png
2C-N H NO2 2C-N-3d-sticks.png
2C-P H CH2CH2CH3 2C-P-3d-sticks.png
2C-T H SCH3
2C-T-2 H SCH2CH3
2C-T-4 H SCH(CH3)2 2C-T-4-3d-sticks.png
2C-T-7 H S(CH2)2CH3 2C-T-7-3d-sticks.png
2C-T-8 H SCH2CH(CH2)2 2C-T-8-3d-sticks.png
2C-T-9 H SC(CH3)3 2C-T-9-3d-sticks.png
2C-T-21 H S(CH2)2F 2C-T-21-3d-sticks.png
2C-TFM H CF3
Nomenclatura Estrutura 2D Estrutura 3D
3C-E 3C-E.svg
3C-P
2C-B-FLY
5-MeO-DMT 5-MeO-DMT.svg 5-MeO-DMT-3d-sticks.png
5-MeO-MiPT 5-MeO-MiPT.svg
5-MeO-DPT 5-MeO-DPT.svg
2,5-Dimethoxy-4-methylamphetamine R-DOM chemical structure.png DOM-3d-sticks.png
2,5-Dimethoxy-4-bromoamphetamine R-DOB chemical structure.png DOB-3d-sticks.png
4-Chloro-2,5-dimethoxyamphetamine
N-Methyl-N-isopropyltryptamine MIPT.svg
2,5-Dimethoxy-4-ethylamphetamine
MMDA (psychedelic)
Proscaline
Escaline Escaline.png Escaline-3d-sticks.png
LSD LSD isomers.png

Outras substâncias não catalogadas nesta lista podem ser encontradas em trabalhos mais detalhados como a do químico Alexander Shulgin, em seu trabalho intitulado Shulgin Index, que contém inúmeras substâncias criadas e catalogadas de efeito enteógeno.