Lista de instrumentos usados em cirurgia oral básica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Esta lista apresenta os instrumentos usados na cirurgia oral básica, necessários a realização de procedimentos nas cirurgias orais de rotina. Esses instrumentos são utilizados para uma ampla variedade de finalidades, incluindo os procedimentos de tecidos moles e duro.

Incisão de tecido[editar | editar código-fonte]

Bisturi[editar | editar código-fonte]

A maioria dos procedimentos cirúrgicos começa incisão. O instrumento utilizado para fazer uma incisão é o bisturi, composto de um cabo e uma lâmina cortante estéril e descartável.

Cabo[editar | editar código-fonte]

O cabo mais comumente usado é o nº 3; mais ocasionalmente o nº 7, mais longo e fino, poderá ser usado. O cabo do bisturi é preparado para receber uma variedade de diferentes formas de lâminas, que podem ser inseridas na fenda receptora.

Lâmina[editar | editar código-fonte]

A lâmina mais utilizada para cirurgia intraoral é nº 15. É relativamente pequena e pode ser usada para fazer incisões em volta dos dentes e através do mucoperiósteo. A forma dessa lâmina se assemelha à nº 10, mais longa e utilizada nas cirurgias maiores de pele. Outras lâminas comumente usadas cirurgias intraoral são as nº 11 e 12. A nº 11 tem a ponta cortante e é usada primariamente para fazer pequenas incisões, como as utilizadas para incisar abcessos. A nº 12 é curva e é útil para procedimentos mucogengivais, nos quais precisamos fazer incisões no aspecto posterior dos dentes ou área da tuberosidade maxilar.

Deslocamento do mucoperiósteo[editar | editar código-fonte]

Após se fazer uma incisão no mucoperiósteo, a mucosa e o periósteo devem-se separar do osso subjacente em uma única camada com um destaca-periósteo. O instrumento mais comumente utilizado é o destaca-periósteo Molt nº 9, que tem uma extremidade aguda e cortante e outra maior e mais larga.

Controlar hemorragia[editar | editar código-fonte]

Quando se fazem incisões através dos tecidos, incisam-se pequenas artérias e veias, causando sangramento, que pode requerer mais do que uma simples pressão para o controle. Quando isto é necessário, usa-se um instrumento chamada de pinça hemostática. As pinças hemostáticas estão disponíveis em uma variedade de formas: podem ser relativamente pequenas e delicadas, largas, retas ou curvas. As mais comumente utilizadas em cirurgia oral são as curvas.

Apreensão de tecidos[editar | editar código-fonte]

Remoção óssea[editar | editar código-fonte]

Pinça-goiva[editar | editar código-fonte]

Cinzel e Martelo[editar | editar código-fonte]

Um dos métodos mais óbvios de remoção óssea é usar cinzel e martelo cirúrgicos. O osso é geralmente removido com um cinzel monoangulado, e dente usualmente seccionados com um cinzel biangulado. O sucesso do cinzel depende de sua afiação. Dessa maneira, é necessário afiá-lo antes de esterilizá-los para a utilização no próximo paciente. Alguns cinzéis têm ponta de carbide e podem ser usados mais de uma vez entre as afiações. Um martelo com uma faceta de náilon causa menos impacto ao paciente, é menos barulhento e, por isso, é recomendado.

Lima para osso[editar | editar código-fonte]

é um material usado pelos dentista, para mexer, retirar ossos

Broca e peça de mão[editar | editar código-fonte]

Remoção do dente[editar | editar código-fonte]

Pinça nguinamau

Remover tecidos moles de defeitos ósseos[editar | editar código-fonte]

Suturar mucosa[editar | editar código-fonte]

Porta agulha[editar | editar código-fonte]

Agulha[editar | editar código-fonte]

Material de sutura[editar | editar código-fonte]

Tesouras[editar | editar código-fonte]

Afastamento de tecidos moles[editar | editar código-fonte]

Manter a boca aberta[editar | editar código-fonte]

Plástico com resistência dura ou maleável, usada justamente para deixar a boca aberta.

Aspiração[editar | editar código-fonte]

Transferir instrumentos estéreis[editar | editar código-fonte]

Prender e manter os campos cirúrgicos em posição[editar | editar código-fonte]

Irrigação[editar | editar código-fonte]

Alavanca dentárias[editar | editar código-fonte]

Tipo meia cana: composta por três peças, uma reta apical que tem como função luxar os dentes posteriores, e dois extratores curvos, utilizados em raízes inferiores, um é usado para a mesial e o outro para a distal do elemento.

Elevadores Seldin: composto por três peças, uma reta triangular número 2 e duas bandeirinhas denominadas de 1L (Left) - para o lado esquerdo e 1R (Right) - para o lado direiro.

Fórceps para extração[editar | editar código-fonte]

§  Fórceps: São instrumentais utilizados na exodontia para remoção de dentes do osso alveolar e suas raízes. São identificados por numerações, cada numeração tem uma indicação especifica: - Fórceps Nº1: Utilizado em incisivos, caninos e, eventualmente, pré molares da arcada superior. - Fórceps Nº150: Mesmo uso do Número 1, diferenciando-se por ser o mais recomendado para extração de pré molar superior. - Fórceps Nº18L: Usado em Molar superior esquerdo. - Fórceps Nº18R: Usado em molar superior direito. - Fórceps Nº65: Utilizado para remoção de raízes residuais ou seccionado cirurgicamente, utiliza-se em qualquer região. - Fórceps nº69: Utilizado para remoção de raiz residual ou extensa destruição coronária. - Fórceps Nº151: Utiliza-se em incisivos, caninos e pré molares inferiores. - Fórceps Nº17: Usado em molares com coroa íntegra. - Fórceps Nº16: Usado em molares inferiores com extensa destruição coronária.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Cirurgia Oral e Maxilofacial Contemporânea; Peterson, Ellis, Hupp, Tucker; Guanabara Koogan; Terceira edição; 2000.