Lista de movimentos separatistas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde abril de 2017). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Este artigo pretende listar os países, as regiões e os territórios do mundo onde há estados em disputa de territórios ou movimentos reivindicando a independência, soberania ou autonomia política.

Há também casos como a Irlanda do Norte, em que a reivindicação não é por soberania ou autonomia, mas pela transferência de soberania para outro estado (respectivamente, a República da Irlanda). E também a região dos Flandres, na Bélgica, que reivindica a soberania para os Países Baixos e ainda a Galiza, na Espanha, que reivindica a soberania para Portugal.

A listagem está separada por continente.

Índice

África[editar | editar código-fonte]

Argélia[editar | editar código-fonte]

África do Sul[editar | editar código-fonte]

Angola[editar | editar código-fonte]

Cabinda

Camarões[editar | editar código-fonte]

Camarões do Sul
  • Bakassi
    • Estado Proposto: República Democrática de Bakassi[4]
    • Grupo de pressão: Movimento Bakassi pela Auto-determinação
    • Grupo rebelde: Lutadores da Liberdade de Bakassi

Comores[editar | editar código-fonte]

Egito[editar | editar código-fonte]

Etiópia[editar | editar código-fonte]

Ogaden

França (África)[editar | editar código-fonte]

  • Flag of Réunion.svg Reunião
    • Partido Político: Frente Popular para a Libertação Nacional

Guiné Equatorial[editar | editar código-fonte]

Líbia[editar | editar código-fonte]

Mali[editar | editar código-fonte]

Maurícia[editar | editar código-fonte]

Marrocos[editar | editar código-fonte]

Conflito no Saara Ocidental

Namíbia[editar | editar código-fonte]

Faixa de Caprivi

Níger[editar | editar código-fonte]

Nigéria[editar | editar código-fonte]

Biafra

Reino Unido (África)[editar | editar código-fonte]

República Democrática do Congo[editar | editar código-fonte]

Katanga

Somália[editar | editar código-fonte]

Somalilândia

Senegal[editar | editar código-fonte]

Sudão[editar | editar código-fonte]

Darfur

Sudão do Sul[editar | editar código-fonte]

Tanzânia[editar | editar código-fonte]

Uganda[editar | editar código-fonte]

Zâmbia[editar | editar código-fonte]

Ásia[editar | editar código-fonte]

Azerbaijão[editar | editar código-fonte]

China[editar | editar código-fonte]

Regiões com movimentos separatistas.

Geórgia[editar | editar código-fonte]

Índia[editar | editar código-fonte]

Indonésia[editar | editar código-fonte]

Irã[editar | editar código-fonte]

Iraque[editar | editar código-fonte]

Israel[editar | editar código-fonte]

Território Palestino

Estado da Palestina Palestina

Laos[editar | editar código-fonte]

Hmong Flag.png ChaoFa

Mianmar[editar | editar código-fonte]

Flag of Rakhine.svg Arracão

Flag of Chin State.svg Zo Ásia

Flag of Kachin State.svg Kachin

Flag of the Karen National Union.svg Kawthoolei

Flag of Kayah State.svg Karenni (membro da Organização das Nações e Povos Não Representados)

Kokang

Flag of Mon State (2018).svg Estado Mon

Flag of the Shan State.svg Estados Shan

Wa nationality flag.png Estado Wa

Flag of Bnei Menashe.svg Zale'n-gam

Flag of Zomi Re-unification Organisation.svg Zogam

Palestina[editar | editar código-fonte]

Flag of the State of Judea.png Estado da Judeia

Paquistão[editar | editar código-fonte]

Filipinas[editar | editar código-fonte]

Rússia (parte asiática)[editar | editar código-fonte]

Síria[editar | editar código-fonte]

Sri Lanka[editar | editar código-fonte]

Tajiquistão[editar | editar código-fonte]

Tailândia[editar | editar código-fonte]

Turquia (parte asiática)[editar | editar código-fonte]

Uzbequistão[editar | editar código-fonte]

  • Flag of Karakalpakstan.svg Caracalpaquistão
    • Partido Político: Partido do Renascimento Nacional Livre do Caracalpaquistão

Europa[editar | editar código-fonte]

Vários grupos étnicos na Europa estão buscando maior autonomia ou independência. Na União Europeia, vários desses grupos são membros da Aliança Livre Europeia. Em alguns casos, o grupo pede união com um país vizinho.

Bélgica[editar | editar código-fonte]

Mapa das comunidades línguísticas da Bélgica: flamenga (neerlandófona) ao norte, francófona ao sul e germanófona no extremo leste. Bruxelas é bilíngue (flamenga e francófona).

Bósnia e Herzegovina[editar | editar código-fonte]

Divisão na Bósnia (Srpska em salmão)

Croácia[editar | editar código-fonte]

Chipre[editar | editar código-fonte]

Divisão no Chipre

Dinamarca[editar | editar código-fonte]

Espanha[editar | editar código-fonte]

Regiões com movimentos separatista na Espanha: Galiza (amarelo), Astúrias (azul escuro), Leão (vermelho), Cantábria (marrom), Países Bascos (verde escuro), Aragão (azul claro), Países Catalães (verde claro), Andaluzia (laranja), Ilhas Canárias (rosa); Em cinza, o que restaria da atual Espanha.
Ver artigo principal: Independentismo galego
Ver artigo principal: Nacionalismo andaluz

Finlândia[editar | editar código-fonte]

França (Europa)[editar | editar código-fonte]

Movimentos separatista na França: principais movimentos em preto (País Basco francês, Catalunha Francesa, Córsega, Bretanha), movimentos com participação eleitoral em cinza escuro (Normandia, Occitânia, Alsácia, Savoia), e movimentos pequenos em cinza claro (Lorena, Borgonha, Franco-Condado).
Nações dentro do Estado francês: bretões (1), franceses (2), occitanos (3), lorenos (4), alsácios (5), bascos (6), catalões (7) e córsegos (8).

Itália[editar | editar código-fonte]

Macedônia do Norte[editar | editar código-fonte]

Moldávia[editar | editar código-fonte]

Mapa da Moldávia: Gagaúzia (rosa) e Transnístria (laranja).

Países Baixos (Europa)[editar | editar código-fonte]

Polônia[editar | editar código-fonte]

Portugal[editar | editar código-fonte]

Flag of the Azores Liberation Front.jpg
  • Estado proposto: República dos Açores

Reino Unido (incluindo territórios associados na Europa)[editar | editar código-fonte]

Movimentos separatista nas Ilhas Britânicas: Irlanda Unida (lilás), Cornualha (laranja), Ilha de Man (vermelho), Escócia (azul escuro), Inglaterra (verde), Gales (amarelo), Guernesei (azul claro) e Jérsei (marrom).

República Checa[editar | editar código-fonte]

Rússia (Europa)[editar | editar código-fonte]

Mapa do Cáucaso.

Sérvia[editar | editar código-fonte]

Suécia[editar | editar código-fonte]

Ucrânia[editar | editar código-fonte]

República da Crimeia

América[editar | editar código-fonte]

Argentina[editar | editar código-fonte]

Brasil[editar | editar código-fonte]

Bandeira da Aliança Livre Sulista
De acordo com a Lei de Segurança Nacional atos de pregação contra a integridade territorial e a soberania nacional, atos de tentar desmembrar parte do território nacional para constituir país independente incorre em crime com penalidade de reclusão de 4 a 12 anos.
  • Ceará Ceará
    • Estado proposto: República do Ceará
    • Grupo de Pressão: Bandeira oficial do Grupo Ceará meu país.png Movimento Ceará meu país
    • Status: Em desenvolvimento. O movimento têm o objetivo de obter a independência do estado do Ceará do restante do Brasil.
  • Minas Gerais Minas Gerais
    • Estado proposto: República das Minas Gerais
    • Grupo de Pressão: Movimento pela Independência de Minas Gerais
    • Status: Afirmam que Minas Gerais tem direito de ser independente pois foi a região que começou com a independência.
  • Mato Grosso do Sul Mato Grosso do Sul
    • Estado proposto: República Democrática de Maracaju
        • Grupo de Pressão:** Mato Grosso do Sul é o meu país
  • Rio Grande do Sul Rio Grande do Sul
    • Estado proposto: Flag of Piratini Republic.svg República Rio-grandense
    • Grupos de Pressão: Movimento República Rio-grandense (MRR); Movimento Pampa Livre; Movimento Rio Grande Livre; e Movimento pela Independência do Pampa (MIP).
    • Status: Os movimentos têm o objetivo de obter a independência do Rio Grande do Sul por meio de um plebiscito.[25]
  • Pernambuco Pernambuco
    • Estado proposto: República de Pernambuco
    • Grupo de Pressão: Flag of New Holland.svg Movimento República de Pernambuco
    • Status: O movimento reclama o direito à soberania do então Estado de Pernambuco sob a principal alegação de que o seu povo possui uma consciência patriótica distinta da nação brasileira e unicamente ligada a seu estado. Questionam também a atual formação econômica e a organização do modelo federativo do Brasil que segundo a visão do movimento resulta em um padrão de neocolonialismo interno, onde uma região central (Sudeste, Sul e Distrito Federal) é particularmente privilegiada em detrimento e atraso no desenvolvimento das regiões periféricas como o próprio Estado de Pernambuco. Outro importante fator ressaltado pelo grupo é a busca pioneira por autonomia que está presente em diversos momentos da história do estado que sempre possuiu uma forte tendência separatista.
    • Grupo de Pressão: Flag Pernambucan Revolt of 1817.svg GEAPI - Grupo de Estudo e Avaliação Pernambuco Independente
    • Status: Afirma que o atual estado de Pernambuco possui uma tendência natural ao separatismo, visto que no passado o estado reivindicou diversas vezes sua separação em episódios conhecidos, como a Revolução Pernambucana, a Revolução Praieira e a Confederação do Equador. Os seguidores ainda argumentam que diferentemente da maior parte dos brasileiros de outros estados, o povo pernambucano trata seus símbolos estaduais, cultura, costumes e história como seus verdadeiros elementos unificadores.[26]
  • Brazil Region Nordeste.svg Região Nordeste do Brasil
    • Estado proposto: NordesteBandeira2.png Estados Unidos do Nordeste
    • Grupo de Pressão: GESNI - Grupo de Estudos Nordeste Independente
    • Status: Afirma que as políticas econômicas adotadas pelo Brasil visam proteger as empresas do Sudeste e prejudicar o consumo dos nordestinos.
  • São Paulo São Paulo
    • Estado proposto: Bandeira Separatista de São Paulo.png República de São Paulo
    • Grupo de Pressão: Movimento São Paulo Independente
    • Status: Afirma que São Paulo poderia ser viável como um estado independente.
    • Grupo de Pressão: Movimento República de São Paulo
    • Status: Ativo, realiza caminhada sempre em 9 de Julho, data magna do Estado de São Paulo, aniversário da Revolução de 1932.
    • Grupo de Pressão: Movimento Liberdade Paulista
    • Status: Ativo, realiza passeatas, com atualização de conteúdo em seu site e sede oficial.
    • Grupo de Pressão: São Paulo Livre
    • Status: Ativo, realiza campanhas para que o estado seja desmembrado da unidade federativa, se tornando uma nação independente.
    • Grupo de Pressão: São Paulo para os Paulistas
    • Status: Ativo, Defende o conceito de "Cultura" como 'valores e costumes' e Nação como um agrupamento com peculiaridades e episódios históricos. Trabalha pela auto-estima do paulista, para que ele entenda que ele que é a vítima no Brasil, e passe a se defender, sua História e Identidade.
  • Rio de Janeiro Rio de Janeiro
    • Estado proposto: República do Rio de Janeiro
    • Grupo de Pressão: Movimento O Rio é o Meu País.
  • Região Norte do Brasil
    • Estado proposto: República dos Povos Amazônia.
    • Grupo de pressão: Movimento Amazônia Independente
    • Status: Ativo. Reivindica o direito à Autodeterminação para o povo amazônida para constituir-se em república independente e soberana perante à comunidade internacional. Atualmente pretende associar-se à Organização das Nações e Povos Não Representados (UNPO). Atua promovendo a cultura, a identidade e o nacionalismo amazônidas e conscientizando sobre a necessidade de separação.[27]
  • Pará Pará
    • Estado proposto: República do Grão-Pará
  • Espírito Santo (estado) Espírito Santo
    • Estado proposto: República do Espírito Santo
    • Grupo de Pressão: Espírito Santo é Meu País
  • Roraima Roraima
    • Estado proposto: República de Roraima
    • Grupo de Pressão: Roraima é o Meu País

Canadá[editar | editar código-fonte]

Flag of Cascadia.svg Colúmbia Britânica + Noroeste Pacífico

  • Estado Proposto: Cascádia
  • Grupo de pressão: Movimento Independentista da Cascádia

Chile[editar | editar código-fonte]

Dinamarca (dependências na América)[editar | editar código-fonte]

Estados Unidos (América do Norte)[editar | editar código-fonte]

  • Flag of Maine.svg Maine
    • Estado Proposto: Republica de Maine
    • Grupo de Pressão: Free Maine
  • Flag of New York.svg Estado de Nova Iorque
    • Grupos de Pressão: Joseph Sawiki (Western Long Island), Randy Kuhl (Upstate)
    • Estado Proposto: Independent Long Island
  • Texas Texas
    • Estado Proposto: República do Texas
    • Grupo de Pressão: Movimento Nacionalista do Texas, Texas Nationalist Movement (TNM)

México[editar | editar código-fonte]

Peru[editar | editar código-fonte]

Reino Unido (dependência na América)[editar | editar código-fonte]

São Cristóvão e Nevis[editar | editar código-fonte]

Trinidad e Tobago[editar | editar código-fonte]

Oceania[editar | editar código-fonte]

Austrália[editar | editar código-fonte]

Chile[editar | editar código-fonte]

Fiji[editar | editar código-fonte]

França (dependência na Oceania)[editar | editar código-fonte]

Kiribati[editar | editar código-fonte]

Nova Zelândia[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Independência da Ilha Sul


Papua-Nova Guiné[editar | editar código-fonte]

Estados Unidos (Oceânia)[editar | editar código-fonte]

Vanuatu[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Shatz, Adam (6 de agosto de 2003). «The other intifada» (PDF). Boston Globe Online. Berberworld.com. Consultado em 10 de abril de 2009. Cópia arquivada (PDF) em 16 de janeiro de 2006 
  2. Groenewald, Yolandi (12 de outubro de 2008). «'Ek is wit en trots daarop'». Mail & Guardian 
  3. «Front for the Liberation of the Enclave of Cabinda». GlobalSecurity.org 
  4. Gilbert da Costa (7 de julho de 2006). «Bakassi Region Residents Protest Handover of Region to Cameroon». VOA (em inglês). Voice of America. Consultado em 10 de janeiro de 2019 
  5. Ndi Eugene Ndi (7 de agosto de 2013). «Anglophone Cameroon separatists to declare independence on August 14?». NewsWatch Cameroon 
  6. Mbunwe, Chris (27 de novembro de 2005). «Southern Cameroons National Council plans street protests to have activists freed». The Post News 
  7. Mohamed, Abdallah (24 de maio de 2005). «MPA - Mouvement Populaire Anjouanais». MweziNet 
  8. «World Directory of Minorities and Indigenous Peoples - Comoros: Overview». UNHCR. 2007 
  9. Elsasser, Sebastian (1 de abril de 2014). The Coptic Question in the Mubarak Era (em inglês). [S.l.]: Oxford University Press. ISBN 9780199368402 
  10. Shulewitz, Malka Hillel (27 de outubro de 2000). Forgotten Millions: The Modern Jewish Exodus from Arab Lands (em inglês). [S.l.]: A&C Black. ISBN 9780826447647 
  11. Minahan, James (2002). Encyclopedia of the Stateless Nations: S-Z. [S.l.]: Greenwood Publishing Group. p. 472. ISBN 0-313-32384-4 
  12. «Caprivi Liberation Front». Federation of American Scientists. 17 de dezembro de 1999 
  13. Forrest, Joshua B. (2003). Subnationalism in Africa: Ethnicity, Alliances, and Politics. [S.l.]: Lynne Rienner Publishers. p. 188. ISBN 1-58826-227-8 
  14. «Special Inquiry into the Bas Congo events of February and March 2008» (PDF). Office of the United Nations High Commissioner for Human Rights. Maio de 2008. Consultado em 10 de maio de 2009. Arquivado do original (PDF) em 30 de abril de 2009 
  15. «United Republic of Kivu». Federation of Free States of Africa 
  16. Iain Dalton (19 de novembro de 2008). «Democratic republic of Congo: Civil war erupts once again». The Socialist (UK) 
  17. «Mouvement des Forces Démocratiques du le Casamance (MFDC)». GlobalSecurity.org. Consultado em 11 de abril de 2009 
  18. «Contagion of discontent: Muslim extremism spreads down east Africa coastline». The Economist. 3 de novembro de 2012 
  19. «Assessment for Lozi in Zambia». Minorities at Risk. Arquivado do original em 3 de junho de 2010  |wayb= e |arquivodata= redundantes (ajuda); |wayb= e |arquivourl= redundantes (ajuda)
  20. Martins Carvalho, Patrícia (10 de outubro de 2017). «Andaluzia quer ser uma nação e englobar... o Alentejo e o Algarve». www.noticiasaominuto.com. Notícias ao Minuto. Consultado em 10 de janeiro de 2019 
  21. Malhado, Alexandre R. (9 de outubro de 2017). «Grupo quer Andaluzia independente (com Alentejo e Algarve incluídos)». www.sabado.pt. Sabado. Consultado em 10 de janeiro de 2019 
  22. Macário, José (9 de outubro de 2017). «Andaluzia também quer independência. E anexar Alentejo e Algarve». O Jornal Económico. Consultado em 10 de janeiro de 2019 
  23. «Na Andaluzia também se fala de independência. Proposta inclui Alentejo e Algarve». www.tsf.pt. TSF. 9 de outubro de 2017. Consultado em 10 de janeiro de 2019 
  24. a b «Mapuche Nation». Mapuche Nation 
  25. «MOVIMENTO PELA INDEPENDÊNCIA DO PAMPA». MOVIMENTO PELA INDEPENDÊNCIA DO PAMPA. Consultado em 10 de abril de 2009 
  26. Grupo de Estudos e Avaliação Pernambuco Independente. «Esclarecendo dúvidas e convicções». Consultado em 26 de agosto de 2014 
  27. «Movimento Amazônia Independente». Movimento Amazônia Independente. Consultado em 21 de dezembro de 2018 
  28. «Curiouser And Curiouser». www.cbsnews.com (em inglês). CBS News. 2 de setembro de 2008. Consultado em 10 de janeiro de 2019 
  29. Vt. Independence Party to meet in Montpelier Arquivado em 1 de agosto de 2013, no Wayback Machine., WCAX-TV News, September 12, 2012.
  30. Vermont Independence Party convention, Seven Days newspaper, September 2012.
  31. Hutt River Independent - a edição é datada de "abril de 2005", porém o site foi atualizado pela última vez em maio de 2004.
  32. «'Catalunha chilena': Ilha de Páscoa quer independência do Chile». oglobo.globo.com. O Globo. 11 de outubro de 2017. Consultado em 10 de janeiro de 2019 
  33. Lissardy, Gerardo (11 de outubro de 2017). «De Quebec ao sul do Brasil: o referendo pela independência da Catalunha pode impulsionar movimentos nas Américas?». BBC News Brasil 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]