Lista de transmissoras do Campeonato Brasileiro de Futebol

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ambox question.svg
Esta página ou seção carece de contexto(desde dezembro de 2017).

Este artigo (ou seção) não possui um contexto definido, ou seja, não explica de forma clara e direta o tema que aborda. Se souber algo sobre o assunto edite a página/seção e explique de forma mais clara e objetiva o tema abordado.

Atuais transmissores[editar | editar código-fonte]

País Canal HDTV Ref.
 Brasil Canais abertos:
Rede Globo
Cabo e Satélite:
SporTV, Premiere, Fox Sports Brasil (1 jogo por rodada em VT) [1] e ESPN Brasil (highlights)
Sim

Histórico[editar | editar código-fonte]

1987
  • Com a Copa União idealizada pelo próprio Clube dos 13[nota 1], os direitos televisivos foram vendidos por US$ 3,4 milhões a Rede Globo.
1989
1990
1994
  • O contrato foi negociado por US$ 6 milhões.
1995
  • Direitos de transmissão do campeonato foi negociado por US$ 10,4 milhões.
1996
  • Um novo contrato foi assinado por US$ 15 milhões.
1997
  • Começou a ser restrita os jogos ao vivo em cidades onde são realizadas as partidas (com exceção da fase final).
  • O Clube dos 13 fechou o contrato com a Globo como detentora dos direitos televisivos do Brasileirão por US$ 50 milhões (incluindo as edições de 1998 e 1999), sendo que a própria resolve dividir os direitos com a Band durante esse período.
  • Foi o primeira edição a ser exibida em pay-per-view.
2000
  • Apenas a Globo transmitiu a Copa João Havelange que foi negociado por US$ 50 milhões.
2001
  • O Clube dos 13 define quatro divisões de cotas de transmissão. Grupo 1: Corinthians, São Paulo, Palmeiras, Flamengo e Vasco; Grupo 2: Santos; Grupo 3: Fluminense, Botafogo, Atlético Mineiro, Cruzeiro, Internacional e Grêmio; Grupo 4: Bahia, Goias, Sport, Portuguesa, Coritiba, Atlético Paranaense, Vitória e Bahia.
2002
  • A Globo volta a revender os direiros de transmissão para uma outra emissora. Dessa vez foi a Rede Record que transmitiu até a edição de 2006
2003
  • Foi ampliado o contrato de TV para US$ 130 milhões por ano na primeira edição disputada por pontos corridos.
2004
  • O campeonato passa a ser acompanhado por 120 países.
2005
  • O C13 renova com a Globo para o triênio 2005-2008 por US$ 300 milhões por ano.
2007
  • Após a parceria com a Record, a Band volta a transmitir até a edição de 2010
2009
  • Pela primeira vez, os direitos foram abertos em licitação para a comercialização dos direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro. Todos os veículos de comunicação foram convidados para apresentar propostas para os pacotes de TV aberta, fechada, PPV, internet e transmissão para o exterior. A Globo firmou o maior contrato de TV da história do futebol brasileiro por R$ 1,4 bilhão nas edições de 2009, 2010 e 2011. [carece de fontes?]
2011
  • No dia 23 de fevereiro de 2011, o Corinthians requereu sua desfiliação do Clube dos 13 por não concordar com a forma em que a entidade estava negociando os direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro para os anos de 2012, 2013 e 2014 com os diversos meios de comunicação interessados.[7][8][9] O mesmo caminho foi seguido pelo Botafogo no dia 25 de março do mesmo ano.[10] Anteriormente, o clube, junto com Flamengo, Fluminense e Vasco, já havia anunciado que iria negociar seus direitos de transmissão diretamente, sem mediação do Clube dos 13,[11] posição seguida posteriormente também pelo Coritiba[12], pelo Cruzeiro[13] e pelo Vitória, Santos, Goiás, Sport e Bahia.[14]
2012
  • Embora tenham sido fechamentos os novos acordos individuais dos clubes com a Rede Globo, os valores são incertos. Sabe-se que os clubes foram divididos em quatro grupos: Grupo 1: Flamengo e Corinthians recebendo 84 a 120 milhões de reais; Grupo 2: São Paulo, Palmeiras, Santos e Vasco recebendo 70 a 80 milhões de reais; Grupo 3: Internacional, Grêmio, Cruzeiro, Atlético Mineiro, Fluminense e Botafogo recebendo 45 a 55 milhões de reais; Grupo 4: demais clubes da Primeira Divisão ganham entre 18 e 30 milhões de reais.

[15][16][17]

2013
  • O canal SporTV acertou uma parceria com a Fox e exibirá jogos da Copa Libertadores e da Copa Sul-Americana 2013. Com a liberação das partidas, a Fox Sports ganhou o direito de mostrar partidas do Brasileirão e da Copa do Brasil, cujos direitos pertencem ao canal da Globosat. Assim, as duas emissoras mostrarão as quatro competições.[18][19] Em 2013 Rai Sports Italia começou a transmitir,e tambem transmitir o Campeonato Paulista de Futebol.
2014
  • Em 2014 a Rai Sports deixa de transmitir e repassa os direitos de transmissão para o Fox Sports Itália.

2016

2018

  • A Globo desistiu de renovar os contratos sobre os direitos internacionais do Brasileiro na negociação dos novos contratos em 2016. A emissora ficou com esses direitos e suas vendas apenas até 2018

Notas

  1. Neste ano, a CBF negociou com o Clube dos 13 somente o Módulo Verde do Campeonato Brasileiro (ou então, sem acordo com os clubes e sem um patrocinador, teríamos um campeonato regionalizado), devido a problemas financeiros, sendo as regras estipuladas pela entidade que comanda o futebol e que possui o direito exclusivo da organização.[2][3][4][5][6]

Referências

  1. «SporTV e FoxSports: unidas pelo futebol». www.meioemensagem.com.br. Consultado em 2 de janeiro de 2016 
  2. Folha de S.Paulo (8 de julho de 1987). «Octávio diz que CBF está `quebrada`, Brasileiro 87 pode ser regionalizado - Página 17» 
  3. Jornal do Brasil. «Campeonato começa sob o signo da confusão - página: 27» 
  4. Jornal do Brasil (15 de julho de 1987). «Nabi na presidência desafia Clube dos 13 - Página 32» 
  5. Jornal do Brasil (16 de julho de 1987). «Clube dos 13. A UDR do futebol. - Página 28» 
  6. http://www.rsssfbrasil.com/tablesae/br1987.htm
  7. http://www.gazetaesportiva.net/noticia/2011/02/corinthians/corinthians-rompe-oficialmente-com-o-clube-dos-13.html  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  8. http://www.lancenet.com.br/corinthians/Corinthians-Clube_dos_13_0_432556829.html  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  9. http://www.corinthians.com.br/portal/noticias/2011/02/23/13h56-id11105-clube+dos+13.shtml  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  10. http://globoesporte.globo.com/futebol/times/botafogo/noticia/2011/03/botafogo-pede-desfiliacao-do-clube-dos-13.html  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  11. http://globoesporte.globo.com/futebol/times/corinthians/noticia/2011/02/corinthians-esta-fora-do-clube-dos-13.html  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  12. http://globoesporte.globo.com/futebol/noticia/2011/02/coritiba-segue-cariocas-e-decide-negociar-direitos-de-transmisao.html  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  13. http://globoesporte.globo.com/futebol/noticia/2011/02/clubes-adotam-cautela-respeito-da-licitacao-dos-direitos-do-brasileirao.html  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  14. http://esportes.terra.com.br/futebol/noticias/0,,OI5028538-EI17869,00-Exaliado+do+Clube+dos+Bahia+acerta+com+a+Globo.html  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  15. Revista PLACAR (3 de setembro de 2012). «Globo quer aumentar cota de TV de Corinthians e Flamengo por Campeonato Brasileiro até 2018» 
  16. Lance! (21 de maio de 2013). «PClubes ingleses vão arrecadar juntos quase R$ 3 bilhões em direitos de TV» 
  17. Folha.com (29 de setembro de 2013). «PVC: Pobre futebol rico» 
  18. «SporTV fecha acordo com Fox Sports, transmitirá a Libertadores e cede direitos do Brasileirão». 04/12/2012 
  19. Daniel Castro (11 de dezembro de 2012). «Fox fecha acordo com Globosat: cede Libertadores e ganha Copa». R7.com. Consultado em 31 de janeiro de 2013 
  20. «Só a Globo vai transmitir o Brasileirão 2016. Crise deixa a Band de fora | VEJA.com». VEJA.com. Consultado em 16 de maio de 2016 
  21. «Palmeiras assina contrato com Esporte Interativo até 2024». folha.uol.com.br. Consultado em 7 de fevereiro de 2017