Veteranos da Primeira Guerra Mundial ainda vivos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A presente lista corresponde aos veteranos da Primeira Guerra Mundial (1914-1918) oficialmente considerados vivos.

De acordo com a Enciclopédia Britânica, o número total de pessoas envolvidas no confronto é estimado em 65.038.810, sendo que morreram aproximadamente 10 milhões de militares.

Por sua vez, o que mais viveu foi o americano - nascido em Porto Rico - Emiliano Mercado del Toro (21 de agosto de 1891 - 24 de janeiro de 2007), que faleceu aos 115 anos e 156 dias e era considerado à data do óbito a pessoa mais velha do mundo.

Em 21 de junho de 2006, morreu em São Paulo aos 106 anos o ítalo-brasileiro Evaristo Dal Maso (1899-2006), que serviu as Forças Italianas.

Franz Künstler (1900-2008), o último veterano austro-húngaro e dos Impérios Centrais, faleceu em 30 de maio de 2008. Neste mesmo ano, faleceram os últimos veteranos conhecidos[1] do Império Alemão e do Reino de Itália — que originalmente formavam com a Áustria-Hungria a Tríplice Aliança —, e também, os últimos da França, do Império Russo — que integravam a vitoriosa Tríplice Entente —, e do Império Turco-Otomano (atual Turquia), que esteve ao lado dos primeiros.

Em 20 de janeiro de 1996, William Frederick "Bill" Stone (1900-1996), que era um dos cinco sobreviventes britânicos, faleceu aos 96 anos de idade. Stone participou, em 11 de novembro de 2008 - ao lado de Henry Allingham[2][3] e Harry Patch-, em Londres, da cerimônia de celebração de 90 anos do fim da guerra.[4]

Em 3 de junho de 2009, faleceu John Campbell Ross (1899-2009), o último veterano da Austrália.

Em 18 de julho de 2009, faleceu aos 113 anos Henry Allingham (1896-2009),[5] que era o veterano mais idoso e, também, considerado o homem mais velho do mundo;[6] na semana seguinte, em 25 de julho, morreu aos 111 anos Harry Patch (1898-2009),[7] que era o último dos soldados que combateram nas trincheiras.

Em 18 de fevereiro de 2010, faleceu John Babcock, que era o último veterano canadense e o mais velho dos sobreviventes.[8][9] [10]

Florence Green foi a última sobrevivente entre os não-combatentes, tendo falecido a 4 de fevereiro de 2012.[11]

Lista[editar | editar código-fonte]

País Nome Data da morte Idade
África do Sul Norman Kark 30 de março de 2000 102 anos
 Alemanha Erich Kästner 1 de janeiro de 2008 107 anos
 Armênia Senekerim Arakelian 9 de setembro de 2000 98 anos
 Áustria-Hungria August Bischof 4 de março de 2006 105 anos
 Austrália John Campbell Ross 3 de junho de 2009 110 anos
 Barbados George Blackman Março de 2003 105/106 anos
 Bélgica Cyriel Barbary 16 de setembro de 2004 105 anos
 Brasil Waldemar Levy Cardoso 13 de maio de 2009 108 anos
 Canadá John Babcock 18 de fevereiro de 2010 109 anos
 Checoslováquia Alois Vocásek 9 de agosto de 2003 107 anos
 China Zhu Guisheng 5 de março de 2002 106 anos
 Dinamarca Lorenz Gram 26 de dezembro de 2004 105 anos
Newfoundland Red Ensign.png Domínio de Terra Nova Wallace Pike 11 de abril de 1999 99 anos
Escócia,  Reino Unido Alfred Anderson 21 de novembro de 2005 109 anos
 Estados Unidos Frank Buckles 27 de fevereiro de 2011 110 anos
 França Pierre Picault 20 de novembro de 2008 109 anos
 Hungria Franz Künstler 27 de maio de 2008 107 anos
Império Otomano Império Otomano Yakup Satar 2 de abril de 2008 110 anos
 Império Russo Mikhail Krichevsky 26 de dezembro de 2008 111 anos
 Índia Robert Francis Ruttledge 12 de janeiro de 2002 103 anos
 Inglaterra,  Reino Unido Florence Green 4 de fevereiro de 2012 110 anos
 Itália Delfino Borroni 26 de outubro de 2008 110 anos
 Japão Matsuda Chiaki 6 de novembro de 1995 99 anos
 Montenegro Danilo Dajković 14 de setembro de 1993 98 anos
 Nova Zelândia Bright Williams 13 de fevereiro de 2003 105 anos
 Polônia Stanisław Wycech 12 de janeiro de 2008 105 anos
 Portugal José Ladeira 5 de maio de 2003 107 anos
 Roménia Gheorghe Pănculescu 9 de janeiro de 2007 103 anos
 Sérvia Aleksa Radovanović 22 de junho de 2004 103 anos
 Tailândia Yod Sangrungruang 9 de outubro de 2003 106 anos

Veteranos de outros confrontos contemporâneos à Primeira Grande Guerra[editar | editar código-fonte]

Em 26 de dezembro de 2008 faleceu aos 111 anos em Donetsk, na Ucrânia, Mikhail Efimovich Krichevsky (1897-2008), o último veterano da Revolução Russa de 1917 e, também, o último do exército russo na Primeira Guerra Mundial.

Em 13 de maio de 2009 faleceu aos 108 anos, no Rio de Janeiro, o último marechal do Exército Brasileiro - Waldemar Levy Cardoso (1900-2009) -, que se envolveu no Tenentismo (revolta dos tenentes contra o governo no início da década de 1920), além de ter participado da Revolução de 1930 e da Segunda Guerra Mundial.

Em janeiro de 2009 faleceu Aarne Arvonen o último veterano sobrevivente da Guerra Civil Finlandesa aos 111 anos.

Em dezembro de 2013 morreu Józef Kowalski o último combatente da Guerra Polaco-Soviética aos 113 anos.[12]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Folha. «Morrem 2 dos últimos veteranos da 1ª Guerra». Consultado em 19 de dezembro de 2008 
  2. Folha. «Sobrevivente mais velho da Primeira Guerra Mundial completa 112 anos». Consultado em 30 de dezembro de 1990  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  3. NetSite. «Veterano da 1ª Guerra Mundial completa 113 anos». Consultado em 6 de junho de 2009 
  4. BBC Brasil. «Cerimônias marcam 90 anos do fim da Primeira Guerra». Consultado em 5 de janeiro de 2009 
  5. Band. «Morre veterano da 1ª Guerra e homem mais velho do mundo». Consultado em 19 de julho de 2009 
  6. Estadão. «Homem mais velho do mundo morre aos 113 anos». Consultado em 19 de julho de 2009 
  7. O Globo. «Morre o último veterano da I Guerra Mundial vivo no Reino Unido». Consultado em 26 de julho de 2009 
  8. G1. «Morre aos 109 anos o último veterano canadense da Primeira Guerra Mundial». Consultado em 19 de fevereiro de 2010 
  9. Notícia da morte de John Babcock em CTV News (em inglês)
  10. Blackmore, David (7 de fevereiro de 2012). «Norfolk First World War Veteran Dies». EDP24. Consultado em 7 de fevereiro de 2012 
  11. Blackmore, David (7 de fevereiro de 2012). «Norfolk First World War Veteran Dies». EDP24. Consultado em 7 de fevereiro de 2012 
  12. Conspiracy, Cotton Boll (11 de dezembro de 2013). «Last survivor of Polish-Soviet War dies at 113». The Cotton Boll Conspiracy. Consultado em 30 de dezembro de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]