Amphipoda

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Anfípodas)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Como ler uma infocaixa de taxonomiaAmphipoda
anfípodes
Amphipoda (Gammarus roeselii)
Amphipoda (Gammarus roeselii)
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Arthropoda
Subfilo: Crustacea
Classe: Malacostraca
Subclasse: Eumalacostraca
Superordem: Peracarida
Ordem: Amphipoda
Sub-ordens
Anatomia de um Amphipoda.

Amphipoda é uma ordem de crustáceos caracterizados pela ausência de carapaça, corpo geralmente comprimido lateralmente e presença de três pares de urópodes. É uma das maiores ordens de Malacostraca contendo cerca de 10 mil espécies[1], entre as quais cavadoras, construtoras tubos e livre-natantes. Podem ter cerca de alguns milímetros até incríveis 34 centímetros (alcançados pela espécie Alicella gigantea)[2]. A maioria é encontrada em ambientes marinhos, mas algumas espécies também habitam a água doce e até ambientes terrestres. De forma geral, anfípodas marinhos alimenta-se de detritos ou depósitos bentônicos, matéria em suspensão ou predando pequenos organismos.

Descrição[editar | editar código-fonte]

A cabeça é fusionada ao tórax, e possui dois pares de antenas, um par de olhos compostos sésseis (ausentes em algumas espécies) e peças bucais. O tórax (pereon) possui sete segmentos torácicos livres com dois pares de gnatópodes e cinco pares de pereópodes. O abdomen (pleon) possui seis segmentos divididos entre um pleossomo com três pares de pleópodes, e um urossomo com três pares de urópodes e um telson. As coxas dos pereópodes são bem desenvolvidas e dispostas lateralmente; os Amphipoda possuem brânquias torácicas.

Rostro

Estrutura variável, podendo ser reduzido, ausente, ou estendendo-se acima ou entre os olhos.

Antenas

A antena 1 é composta de um pedúnculo com três artículos e um flagelo com um número variável de artículos; um flagelo acessório se extende da região distal do terceiro artículo peduncular, podendo ser ausente, vestigial ou composto por vários artículos, dependendo da espécie. A antena 2 consiste em um pedúnculo com cinco artículos e um flagelo.

Peças bucais

As estruturas abaixo estão presentes em um par de cada nos anfípodas.

Mandíbula: possui um incisor e uma lacinia mobilis na região apical, uma fileira de espinhos mais abaixo, um molar e um palpo com três artículos.

Maxila 1: dividida em placa interna, placa externa e um palpo com 1 ou mais artículos.

Maxila 2: compostas de 2 placas cerdosas simples.

Maxilípede: geralmente está disposto cobrindo as outras peças bucais. É composto por duas placas (interna e externa) e um palpo geralmente com 4 artículos, podendo ser reduzido ou ausente em algumas espécies.

Gnatópodes

São os dois primeiros pares de patas nos anfípodas, podendo ser simples, quelados, subquelados, meroquelados ou carpoquelados. Possuem 7 artículos que são divididos em coxa, base, ísquio, mero, carpo e própodo. Geralmente destacam-se dos pereópodes por serem apêndices mais robustos (principalmente nos machos), sendo uma característica importante na identificação de várias espécies. Os gnatópodes podem desempenhar diversas funções como: auxílio na alimentação; defesa; competição entre machos; e segurar a fêmea durante o comportamento de pré-cópula.

Pereópodes

Compreendem do terceiro ao sétimo par de patas nos anfípodas, sendo os dois primeiros pares orientados posteriormente, e três ultimos anteriormente. Possuem 7 artículos que são divididos em coxa, base, ísquio, mero, carpo e própodo. Podem desempenhar funções como: locomoção; se agarrar à determinadas estruturas; escavação.

Pleópodes

Estruturas compostas de um pedúnculo com 2 ramos, presentes em três pares, sendo utilizados para dar impulso propulsor ao animal durante a natação. Também são utilizados para gerar correntes d'água em direção à região torácica onde estão localizadas as brânquias, auxiliando na respiração, ou então carreando matéria orgânica para ser utilizada na alimentação.

Urópodes

Presentes em três pares apenas nos anfípodas. A maioria dos urópodes é composto de um pedúnculo com 1 ou 2 ramos (interno e externo). Os ramos podem variar bastante na sua forma, ornamentação ou comprimento dependendo do grupo estudado.

Telson

Localizado no último segmento dos anfípodas, acima do urópode 3, podendo ser inteiro ou fendido (parcial ou inteiramente). O telson é bastante variável entre as espécies e apresenta formas reduzidas, alongadas, robustas ou laminares.

Taxonomia[editar | editar código-fonte]

A ordem Amphipoda inclui as seguintes subordens[3]:

  • Amphilochidea (88 famílias; 680 gêneros; 4,114 espécies)
  • Colomastigidea (2 famílias; 3 gêneros; 55 espécies)
  • Hyperiidea (35 famílias; 76 gêneros; 283 espécies)
  • Hyperiopsidea (3 famílias; 4 gêneros; 13 espécies)
  • Pseudingolfiellidea (1 família; 1 gênero; 4 espécies)
  • Senticaudata[4] (99 famílias; 902 gêneros; 5,572 espécies)

Notas[editar | editar código-fonte]

  1. LOWRY, J.K.; MYERS, A.A. (11 de maio de 2017). «A Phylogeny and Classification of the Amphipoda with the establishment of the new order Ingolfiellida (Crustacea: Peracarida)». Zootaxa (em inglês). 4265 (1). 1 páginas. ISSN 1175-5334. doi:10.11646/zootaxa.4265.1.1 
  2. Jamieson, A.J.; Lacey, N.C.; Lörz, A.N.; Rowden, A.A.; Piertney, S.B. (Agosto, 2013). «The supergiant amphipod Alicella gigantea (Crustacea: Alicellidae) from hadal depths in the Kermadec Trench, SW Pacific Ocean». Deep Sea Research II. Consultado em 13 de Maio de 2018 
  3. Horton, T.; Lowry, J.; De Broyer, C.; Bellan-Santini, D.; Coleman, C. O.; Corbari, L.; Daneliya, M.; Dauvin, J-C.; Fišer, C.; Gasca, R.; Grabowski, M.; Guerra-García, J. M.; Hendrycks, E.; Hughes, L.; Jaume, D.; Jazdzewski, K.; Kim, Y.-H.; King, R.; Krapp-Schickel, T.; LeCroy, S.; Lörz, A.-N.; Mamos, T.; Senna, A. R.; Serejo, C.; Sket, B.; Souza-Filho, J. F.; Tandberg, A.H.; Thomas, J.; Thurston, M.; Vader, W.; Väinölä, R.; Vonk, R.; White, K.; Zeidler, W. (2018). Introduction, World Amphipoda Database. Accessed at http://www.marinespecies.org/amphipoda on 2018-05-13
  4. James K. Lowry & Alan A. Myers: A Phylogeny and Classification of the Senticaudata subord. nov. (Crustacea: Amphipoda). Zootaxa, 3610, 1, S. 1–80, 2013

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Amphipoda
Wikispecies
O Wikispecies tem informações sobre: Amphipoda
  • WoRMS: Amphipoda. In: T. Horton, J. Lowry & C. De Broyer: World Amphipoda Database. Accessed through: World Register of Marine Species (WoRMS), 2013, abgerufen am 3. April 2014.
  • "Die Ordnung der Flohkrebse". In: Fauna Europaea Database. European Commission under the Fifth Framework Programme.
  • McLaughlin, P.A. (1981) Comparative Morphology of Recent Crustacea. San Francisco: W. H. Freeman & Company. 177 pages.