Aniceto Marinas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Detalhe do Monumento a Velázquez, na entrada principal do Museu do Prado

Aniceto Marinas García (Segóvia, 1866Madrid, 1953) foi um escultor espanhol.

De família humilde, conseguiu uma bolsa de estudos para estudar na Real Academia de Bellas Artes de San Fernando de Madrid, em 1884, e onde foi aluno de Juan Samsó e Jerónimo Suñol. Em 1888, recebeu nova bolsa para prosseguir os estudos na Academia em Roma, onde permaneceu até 1893.

De volta à Espanha,ingressou naReal Academia de Bellas Artes de San Fernando e obteve a cátedra na Escola de Artes e Ofícios de Madrid.

É autor de diversos monumentos públicos de Madrid, Cádiz, León, Zumárraga (Guipúscoa), Ourense, Teruel, Burgos e Segóvia. Suas obras mais significativas se encontram en Madrid: o Monumento a Velázquez, na porta principal do Museu do Prado (1899); o Monumento a Eloy Gonzalo, na Praça de Cascorro (1902); o grupo La Libertad no Monumento a Alfonso XII do Parque del Retiro (1905); e o Monumento ao Sagrado Coração, no Cerro de los Ángeles (1919), que foi destruído durante a Guerra Civil Espanhola e que teve realizado um novo projeto inaugurado em 1965, e no qual Marinas também colaborou.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]