Animangá (editora)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados de Animanga, veja Animanga (desambiguação).

Animangá foi uma loja/editora especializada na divulgação de mangás e animes situada na cidade de São Paulo, Brasil.

Descrição[editar | editar código-fonte]

A Animangá foi uma loja de mangá, animes e tokusatsus do Brasil, tendo publicado diversos títulos nacionais e importados, além de miniaturas, cards, CDs e muito mais.

Era também editora e foi pioneira na publicação de mangás adaptados ao público brasileiro. Destacam-se nas suas edições o mangá Ranma ½ (apenas 29 volumes)[1] traduzido por Cristiane Akune Sato, presidente da ABRADEMI,[2] o Dicionário Romanizado Japonês-Português e Por Dentro do Japão, um livro sobre cultura japonesa. Possuía também uma escola onde ensinava a desenhar mangás, animações japonesas (que contou com um animador japonês chamado Jooji Oka, da empresa Doga Kobo), língua japonesa e Shodö[3].

Manteve-se activa entre 1998 e 2003.


Referências[editar | editar código-fonte]

Notas
  1. «Megacubo». Consultado em 17 de julho de 2009. Arquivado do original em 15 de dezembro de 2009 
  2. «Abrademi - 15 Anos». Abrademi. português. Consultado em 17 de novembro de 2009 
  3. «Site da Animangá (via Web Archive)». Consultado em 29 de janeiro de 2008. Arquivado do original em 29 de janeiro de 2008 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre mangá e anime é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

9kdoekdkek