Anna Kiesenhofer

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Anna Kiesenhofer
Informação pessoal
Nome nativo Anna Kiesenhofer
Nascimento 14 de fevereiro de 1991 (32 anos)[1]
Viena[2]
Estatura 1,65 m[1]
Cidadania  Áustria
Ocupação ciclista desportivo (en) e matemático
Prémios Cyclist of the year (Austria)
Informação equipa
Desporto Ciclismo
Disciplina Estrada
Tipo de corredor Escaladora
Equipas amador
2016 Frigoríficos Costa Brava-Naturalium
Equipas profissionais
2017 Lotto Soudal Ladies
Página oficial
www.anna-kiesenhofer.com
Estatísticas
Anna Kiesenhofer no ProCyclingStats

Anna Kiesenhofer (Viena, 14 de fevereiro de 1991)[1] é uma triatleta, duatleta e ciclista profissional austriaca residente em Catalunha (Espanha). Passou de ser uma humilde atleta austríaca que estudava um doutorado em matemáticas na Universidade de Barcelona a conseguir destacar no ciclismo em 2016[3][2][4] graças à criação da equipa ciclista amador Frigoríficos Costa Brava-Naturalium que aglutinou a diversas ciclistas estabelecidas em Catalunha para que estas pudessem disputar com regularidade as corridas nacionais,[5] em grande parte como ganhou a prova ciclista amador francesa Semaine Cantalienne 2015.[4]

Trajectória desportiva[editar | editar código-fonte]

Na temporada de 2016 foi uma das revelações do calendário espanhol conseguindo ganhar a Copa da Espanha de Ciclismo apesar de não ganhar nenhuma prova[2] onde sua colega de equipa Lorena Llamas (a outra grande revelação da temporada em Espanha) foi sexta.[6] Ademais, disputou os Campeonatos da Áustria onde foi segunda na contrarrelógio mas teve uma queda na prova em estrada. Não obstante, seu melhor resultado e onde começou a ser conhecida internacionalmente foi no Tour Cycliste Féminin International de l'Ardèche[3][2] que já o correu em 2015 com uma equipa mista internacional -graças a sua vitória na corrida amador francesa da Semaine Cantalienne 2015-[4] mas no que desta vez teve que recorrer a um financiamento coletivo para poder participar com dita equipa baixo o nome de International Friends of the Ardeche Cycling Team.[7]

Tour Cycliste Féminin International de l'Ardèche e contrato pelo Lotto Soudal Ladies[editar | editar código-fonte]

Ainda que não saiu como uma das favoritas conseguiu escapar-se na fuga da terceira etapa com final no Mont Ventoux e graças a seus dotes de escaladora conseguiu vencer em dita etapa com quase 4 minutos de vantagem sobre a segunda classificada e deixando ao resto a mais de 4 minutos.[8]

No entanto, ao dia seguinte, foi outra fuga que aproveitou Flávia Oliveira para alçar com a vitória e a liderança deixando a Anna em segundo lugar na classificação geral[9] que não mudou nesses primeiros postos na classificação geral final.[10]

Antes dessa vitória, segundo suas declarações, ia mudar de equipa e poderia ter alinhado por uma equipa espanhola com interesses na Copa da Espanha.[3] No entanto, depois dessa vitória internacional teve muitas mais ofertas e foi contratada pela potente equipa do Lotto Soudal Ladies para a temporada de 2017.[11][12]

Má temporada e retirada indefinida[editar | editar código-fonte]

O que prometia ser uma temporada de adaptação ao máximo nível foi uma temporada decepcionante devido a vários motivos. A suas únicas corridas foram em abril e as profissionais nem sequer acabou-as. Não disputou os Campeonatos da Áustria em junho,[4] na que, apesar de estar em baixa forma poderia aspirar às medalhas. Pouco depois de dito campeonato anunciou em Facebook que sofria amenorreia e osteoporose em áreas de sua coluna lombar e que isso a impedia estar a plena forma, por isso preferia deixar a bicicleta de forma indefinida já que era prejudicial o treinamento de alto rendimento para suas doenças.[13]

Um mês depois deu por acabada sua trajectória como desportista profissional com estas palavras em seu blog pessoal:[14]

A respeito de minha vida pós-ciclismo: Tenho regressado a meu país de origem, Áustria, a realizar meu trabalho como matemática. Estou emocionada de voltar à investigação matemática. Obviamente, sigo fazendo desporto, mas só até um ponto no que não afecta a minha saúde e felicidade. Não voltarei a actualizar este blog, mas deixá-lo-ei em activo como uma lembrança (não muito completo) de meu passado em bicicleta.

Volta à competição internacional com bons resultados[editar | editar código-fonte]

Ainda que em nenhum momento esteve inactiva já que seguiu praticando desporto a menor nível destacando em algumas corridas amador, em 2019 apresentou-se aos campeonatos áustriacos, arrasando em a contrarrelógio e ganhando com solvência a prova em estrada. Isso fez que fora convocada para os Campeonato Europeu contrarrelógio sendo uma das grandes surpresas ao finalizar 5. sem nenhuma preparação especifica a nível internacional.[4]

Palmarés[editar | editar código-fonte]

2016 (como amador)[15]

Resultados em Grandes Voltas e Campeonatos do Mundo[editar | editar código-fonte]

Durante sua corrida desportiva tem conseguido os seguintes postos nas Grandes Voltas femininas e nos Campeonatos do Mundo em estrada:

Corrida 2017 2018 2019 2020
Giro d'Italia
Tour de l'Aude X X X X
Grande Boucle X X X X
Mundial em Estrada 44.ª
Mundial Contrarrelógio 20.ª 18.ª

—: não participa
Ab.: abandono
X: edições não celebradas

Equipas[editar | editar código-fonte]

Notas e referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b c d Site oficial de Anna Kiessenhofer (ed.). «ABOUT ME». Consultado em 11 de março de 2017. Cópia arquivada em 12 de março de 2017 
  2. a b c d Juanfran da Cruz (17 de novembro de 2016). ZikloLand, ed. «Anna Kiesenhofer, destape austriaco: "Sou uma autêntica novata"». Consultado em 12 de março de 2017 
  3. a b c ciclismosobreletras.blogspot.com.es, ed. (22 de agosto de 2016). «Entrevista a Anna Kiesenhofer». Consultado em 12 de março de 2017 
  4. a b c d e cqranking.com (ed.). «KIESENHOFER Anna-All». Consultado em 12 de março de 2017 
  5. Ciclo21, ed. (21 de janeiro de 2016). «Apresentação das femininas do Frigoríficos Costa Brava 2016». Consultado em 5 de março de 2017 
  6. Real Federação Espanhola de Ciclismo (ed.). «COPA ESPANHA ROTA FEMINAS 2016». Consultado em 5 de março de 2017. Cópia arquivada em 6 de março de 2017 
  7. international-friends-of-the-ardeche-cycling-team, ed. (18 de agosto de 2016). «International Friends of the Ardeche Cycling Team». Consultado em 12 de março de 2017 
  8. ciclo21, ed. (3 de setembro de 2016). «3.ª Tour d'Ardeche: Kiesenhofer vontade em Mont Ventoux». Consultado em 12 de março de 2017 
  9. ciclo21, ed. (5 de setembro de 2016). «Tour cycliste féminin de l'Ardèche : A brésilienne F. Oliveira l'emporte au sommet du Mont Lozère» (em francês). Consultado em 19 de março de 2017 
  10. procyclingstats, ed. (6 de setembro de 2016). «2016 » Tour Cycliste Féminin International de l'Ardèche (2.2)». Consultado em 19 de março de 2017 
  11. Site oficial do Lotto Soudal Ladies (ed.). «Welcome Anna Kiesenhofer» (em inglês). Consultado em 19 de março de 2017. Cópia arquivada em 20 de março de 2017 
  12. Biciciclismo, ed. (24 de novembro de 2016). «Anna Kiesenhofer ficha pelo Lotto Soudal Ladies». Consultado em 19 de março de 2017 
  13. Facebook, ed. (27 de junho de 2017). «Anna Kiesenhofer». Consultado em 27 de junho de 2017 
  14. Site de Anna Kiessenhoffer, ed. (27 de junho de 2017). «MY GOODBYE TO CYCLING». Consultado em 21 de julho de 2017. Cópia arquivada em 23 de agosto de 2017 
  15. Estes resultados profissionais os conseguiu como amador mas se indicam dado que são de categoria profissional
  16. Até a 1 de julho

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Anna Kiesenhofer