Annona coriacea

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde abril de 2017).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Como ler uma caixa taxonómicaAnnona coriacea
Condessa (um dos nomes populares mais comuns no Nordeste brasileiro) no cerrado de Cascavel

Condessa (um dos nomes populares mais comuns no Nordeste brasileiro) no cerrado de Cascavel
Classificação científica
Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Magnoliopsida
Ordem: Magnoliales
Família: Annonaceae
Género: Annona
Espécie: A. coriacea
Nome binomial
Annona coriacea
Mart.
Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Wikispecies Diretório no Wikispecies

Annona coriacea, vulgarmente chamada ata, fruta-do-conde, condessa, cabeça-de-negro, araticum-do-campo, araticum-dos-lisos, araticum-do-brejo e marolinho,[1] é uma árvore pequena, não pioneira, da família das anonáceas, que ocorre nos cerrados do Brasil.

Etimologia[editar | editar código-fonte]

"Araticum" provém do tupi arati'kum.[2] O nome científico da espécie, Annona coriacea, significa, traduzido do latim, "coriáceas disposições".[3] É uma referência ao aspecto externo do fruto, que se assemelha a couro. O aspecto externo da fruta também gerou o nome "cabeça-de-negro", devido à semelhança com o cabelo enrolado dos negros.

Características[editar | editar código-fonte]

Possui folhas ovadas, coriáceas, flores amarelas e frutos bacáceos múltiplos, grandes, comestíveis e muito saborosos, com sementes tidas como antidiarréicas. Quando está maduro, o fruto abre-se.

Está na lista de espécies ameaçadas do estado de São Paulo, no Brasil.[4]

Referências

  1. FERREIRA, A. B. H. Novo Dicionário da Língua Portuguesa. Segunda edição. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1986. p.300
  2. FERREIRA, A. B. H. Novo Dicionário da Língua Portuguesa. Segunda edição. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1986. p.156
  3. Translate.google.com.br http://translate.google.com.br/  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  4. «Instituto de Botânica de São Paulo: lista da flora ameaçada». Ibot.sp.gov.br 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre árvores, integrado no Projeto Plantas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.