António Avelar de Pinho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
António Avelar de Pinho
Nascimento
Entroncamento,  Portugal

António Manuel Flor Avelar de Pinho (Entroncamento, 27 de Maio de 1947) foi membro fundador de grupos como Filarmónica Fraude (1967) e Banda do Casaco (1973).

Biografia[editar | editar código-fonte]

O pai era de Cacia e a Mãe de Alpiarça. Entre 1957 e 1965 frequentou o Colégio Militar.

Foi membro fundador do grupo Filarmónica Fraude que gravou discos em 1969. Foi igualmente fundador da Banda Do Casaco uns anos mais tarde. Com o seu colega Nuno Rodrigues escreveu para vários nomes da música nacional como Lara Li, Gabriela Schaaf ouConcha. Em 1977 escreveu e coproduziu o disco do programa "Fungagá da Bicharada".

Em 1980 entrou para o Departamento Nacional de Artistas e Reportório da Valentim de Carvalho onde produziu nomes como Rui Veloso. Abandonou entretanto a Banda do Casaco. Escreveu para outros nomes como as Doce e Herman José e passou a trabalhar na Polygram onde produziu os primeiros discos dos Heróis do Mar e dos Taxi. [1]Foi um dos autores da personagem Avô Cantigas [2].

Foi empresário de artistas famosos como Carlos Paredes ou Rão Kyao[3]. Escreveu para o álbum de estreia de Rita Guerra. Funda a Companhia das letras e produz programas de televisão como o Top Mais.

Com Pedro de Freitas Branco (músico) foi o autor da série juvenil "Os Super 4" com mais de 19 livros publicados, os mais recentes, a partir de 2005, tem sido escritos apenas por Pinho.

No Festival RTP da Canção de 2006 foi o autor da letra de "Bem Mais Além”, a canção com música de José Marinho e que foi interpretada pelos MariaFolia. Em 2007 regressou ao Festival RTP da Canção com os TribUrbana.

Participou na promoção, conjuntamente com Nuno Rodrigues, do álbum "Hoje Há Conquilhas" da Banda do Casaco e da discografia completa do grupo.

Continua a escrever para vários nomes.

Referências