António Borges Coelho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
António Borges Coelho
Nascimento 1928 (89 anos)
Murça,  Portugal
Género literário História, poesia, teatro

António Borges Coelho (Murça, 1928) é um historiador, poeta e teatrólogo português. [1][2]

Catedrático jubilado da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, tem diversos títulos publicados sobre história medieval e começos da Idade Moderna. [3]

Em que pese o valor de seus estudos pioneiros sobre a inquisição portuguesa, a sua principal obra será, porventura, o Portugal na Espanha Árabe, colectânea de textos árabes sobre a ocupação muçulmana daquilo que viria a ser o território de Portugal.

Obras[editar | editar código-fonte]

  • Roseira Verde (1962)
  • Raízes da Expansão Portuguesa (1964)
  • O 25 de Abril e o Problema da Independência Portuguesa
  • A Revolução de 1383 (1965)
  • Ponte Submersa (1969)
  • Portugal na Espanha Árabe (1972-1975)
  • Comunas ou Concelhos? (1973)
  • Fortaleza (1974)
  • No Mar Oceano (1981)
  • Questionar a História (1983)
  • A Inquisição em Évora (1987)
  • Os Nomes das Ruas (1993)
  • Ao Rés da Terra (poesia) (2002)
  • História de Portugal I - Donde Viemos (2010)
  • História de Portugal II - Portugal Medievo (2010)
  • História de Portugal III - Largada das Naus (2011)
  • História de Portugal IV - Na Esfera do Mundo (2013)
  • História de Portugal V - Os Filipes (2015)
  • História de Portugal VI - Da Restauração ao Ouro do Brasil (2017)

Ver Também[editar | editar código-fonte]

Artigos Relacionados[editar | editar código-fonte]

Historiador e Escritor Moçambicano.
Maestro Coral Português
Museu do Neo-Realismo

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.