António Borges da Câmara de Medeiros

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde dezembro de 2012). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
António Borges da Câmara de Medeiros
Nascimento 14 de junho de 1812
Fajã de Baixo
Morte 18 de março de 1879 (66 anos)
Ponta Delgada
Cidadania Portugal
Ocupação político

António Borges da Câmara de Medeiros (Fajã de Baixo, 14 de Junho de 1812Ponta Delgada, 18 de Março de 1879) foi um grande proprietário, negociante e político açoriano. Interessado pelo progresso da agricultura e amador da botânica, dedicou grande parte da sua vida aos problemas da aclimatação nos Açores de plantas exóticas, sendo por sua iniciativa iniciada a plantação do parque botânico de Ponta Delgada, actual Jardim António Borges.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nasceu no Solar do Calço da Furna, na freguesia da Fajã de Baixo. Exerceu o cargo de governador civil do Distrito de Ponta Delgada.

O Jardim António Borges, hoje a mais importante zona verde da cidade de Ponta Delgada, foi adquirido pela Câmara Municipal em 1957 e oficialmente inaugurado como parque público a 11 de Setembro daquele ano. Em 1958 foi colocado naquele parte um busto de António Borges, da autoria do escultor Numídico Bessone. Por deliberação camarária de 18 de Novembro de 1960 foi dado o nome de António Borges à actual Rua de António Borges, na sequência da atribuição, a 17 de Outubro de 1929, do topónimo Beco do Jardim António Borges ao antigo Beco da Lombinha dos Cães.[1]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. José Andrade, A Face Humana da Toponímia de Ponta Delgada, Câmara Municipal de Ponta Delgada, 2001.