António Costa Silva

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
António Costa Silva
Nascimento 1952 (68 anos)
Nova Sintra (Catabola), Angola
Alma mater Instituto Superior Técnico
Ocupação Presidente da Comissão Executiva da Partex Oil and Gas
Profissão professor universitário
gestor

António Costa Silva é um engenheiro, professor universitário e gestor português. É, desde 2003, presidente da Comissão Executiva da Partex Oil and Gas, empresa petrolífera detida até 2019 pela Fundação Gulbenkian.[1][2][3]

Em 2020, foi convidado pelo Governo português para delinear o plano de recuperação económica do país após a crise provocada pela pandemia de covid-19.[4]

Percurso académico e profissional[editar | editar código-fonte]

Licenciou-se em Engenharia de Minas pelo Instituto Superior Técnico, fez o mestrado em Engenharia de Petróleos pelo Imperial College e doutorou-se pelas duas faculdades com uma tese sobre O Desenvolvimento de Modelos Estocásticos aplicados aos Reservatórios Petrolíferos.

Em 1980, iniciou a sua actividade profissional na Sonangol, em Angola. Entre 1984 e 1997, trabalhou na Companhia Portuguesa de Serviços e, de 1998 a 2001, foi diretor executivo da multinacional francesa CGG. De 2001 até à ida para a Partex, em 2003, trabalhou no Instituto Francês do Petróleo, em Paris.

É professor agregado no Instituto Superior Técnico e presidente da Comissão Executiva da empresa petrolífera Partex Oil and Gas.[1][2][3]

Referências

  1. a b «Professor Doutor António Costa e Silva». Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa. Consultado em 31 de maio de 2020 
  2. a b «Costa Silva. Saiba quem é o novo conselheiro de António Costa». Rádio Renascença. 30 de maio de 2020. Consultado em 31 de maio de 2020 
  3. a b Ferreira da Silva, Francisco; Lira, Rosário (18 de abril de 2016). «"Falta uma estratégia, uma visão de futuro para Portugal"» (PDF). Diário Económico. Consultado em 31 de maio de 2020. Cópia arquivada (PDF) em 31 de maio de 2020 
  4. Dinis, David (30 de maio de 2020). «Costa chama independente para negociar plano económico com os seus ministros (e com os partidos)». Expresso. Consultado em 31 de maio de 2020