António Damásio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
António Damásio
Medicina
António Damásio
no Fronteiras do Pensamento, em 2013.
Dados gerais
Nome de nascimento António Rosa Damásio
Nacionalidade Portugal português
Nascimento 25 de fevereiro de 1944 (72 anos)
Local Lisboa, Portugal
Cônjuge Hanna Damásio
Atividade
Campo(s) Medicina
Instituições Universidade do Sul da Califórnia
Alma mater Universidade de Lisboa
Tese Perturbações neurológicas da linguagem e de outras funções simbólicas (1974)
Prémio(s) Prémio Golden Brain (1995), Prémio Neuroplasticidade (1997)

António Rosa Damásio GOSE (Lisboa, 25 de fevereiro de 1944) é um médico neurologista, neurocientista português que trabalha no estudo do cérebro e das emoções humanas. É professor de neurociência na Universidade do Sul da Califórnia. Além de ter escrito o grande livro "O Erro de Descartes" que mudou a ideia das pessoas verem a junção "da razão e emoção" na qual por seus estudos ele "aposta" que o sistema límbico (parte do cérebro que controla as emoções e ações básicas) e o neocórtex (parte da razão) estão relacionadas pois trabalham sempre em conjunto. Sua maior frase do famoso livro é "toda e qualquer expressão racional está baseada em emoções".

Carreira[editar | editar código-fonte]

Licenciou-se em Medicina na Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, onde veio também a doutorar-se. Após uma estadia no Centro de Investigação da Afasia de Boston (Estados Unidos), regressou ao Departamento de Neurologia do Hospital de Santa Maria.

A 9 de junho de 1995 foi feito Grande-Oficial da Ordem Militar de Sant'Iago da Espada juntamente com sua mulher Hanna Damásio.[1] Entre os anos de 1996-2005 Damásio trabalhou no hospital da Universidade de Iowa.

Publicou o seu primeiro livro: O Erro de Descartes, Emoção, Razão e o Cérebro Humano assim como O Sentimento de Si (2001), eleito um dos dez livros do ano pelo The New York Times. Também escreveu "Ao encontro de Espinosa". Recebeu, entre muitos outros prémios, o Prémio Pessoa e o Prémio Príncipe das Astúrias de Investigação Científica e Técnica em junho de 2005. Em 2010 editou o seu mais recente livro "O Livro da Consciência"

Estudioso de neurobiologia do comportamento humano e investigador das áreas cerebrais responsáveis pela tomada de decisões e conduta. Observou o comportamento em centenas de doentes com lesões no córtex pré-frontal, permitindo concluir que, embora a capacidade intelectual se mantivesse intacta, esses doentes apresentavam mudanças constantes do comportamento social e incapacidade de estabelecer e respeitar regras sociais.

Os seus estudos debruçam-se sobre a área designada por ciência cognitiva, e têm sido decisivos para o conhecimento das bases cerebrais da linguagem e da memória.[2]

Tem uma escola secundária com o seu nome em Lisboa.

Prémios e distinções[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Portuguesas». Ordens honoríficas de Portugal. Resultado da busca de "António Damásio". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 1 de março de 2013. 
  2. Giulio Angioni, Fare, dire, sentire: l'identico e il diverso nelle culture, Nuoro, Il Maestrale, 2011; Alberto Sobrero, Il cristallo e la fiamma: antropologia fra scienza e letteratura, Roma, Carocci, 2009
  3. Lusa (25 de janeiro de 2007). «Dependência ligada a zona específica do cérebro». Rádio e Televisão de Portugal. 
  4. «Doutores honoris causa pela UA». Universidade de Aveiro. Arquivado desde o original em 28 de julho de 2014. Consultado em 1 de março de 2016. 
  5. Lima, Rosa Pedroso (17 de dezembro de 2010). «Maria do Carmo Fonseca ganha Prémio Pessoa». Expresso. 
  6. «EUA: Português vence prémio internacional de psicologia». Boas Notícias. 6 de dezembro de 2013. 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Edições originais em língua inglesa:

  • O Erro de Descartes, Pan Macmillan, Abril de 1995, (ISBN 0-380-72647-5)
  • The Feeling of What Happens: Body and Emotion in the Making of Consciousness, Harvest Books, Outubro de 2000 (ISBN 0-15-601075-5)
  • Looking for Spinoza: Joy, Sorrow, and the Feeling Brain, Harcourt, Fevereiro de 2003 (ISBN 0-15-100557-5)
  • António Rosa Damásio: Perturbações neurológicas da linguagem e de outras funções simbólicas: contribuição do estudo clínico e laboratorial das afasias, apraxias e outras disfunções da actividade nervosa superior, para o conhecimento da semiologia e da fisiopatologia do sistema nervoso. - Lisboa: A.R.Damásio, 1973. - XVI, 391 p.: il.; 23 cm. - Dissertação de doutoramento em Medicina (Psiquiatria), apresentada à Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, 1974
  • E o Cérebro criou o Homem (2009)
  • O Livro da Consciência (2010)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Wikiquote Citações no Wikiquote
Commons Categoria no Commons
Ícone de esboço Este artigo sobre um cientista é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.