Antônio Augusto Ferreira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Antônio Augusto Ferreira
Informação geral
Nascimento 16 de maio de 1935
Local de nascimento São Sepé, RS
País  Brasil
Morte 17 de março de 2008 (72 anos)
Local de morte Santa Maria, RS
Ocupação(ões) poeta e letrista

Antônio Augusto Ferreira (São Sepé, 16 de maio de 1935Santa Maria, 17 de março de 2008) foi um poeta e letrista brasileiro.[1]

Era membro da Academia Rio-Grandense de Letras, ocupando a cadeira 28, que tem como patrono o João Belém e tinha como ocupante anterior o teatrólogo, jornalista e escritor Edmundo Cardoso, morto em 2002, e da Academia Santa-Mariense de Letras.[2]

Em 1980, ganhou a Calhandra de Ouro da 10ª Califórnia da Canção Nativa de Uruguaiana com a música Veterano, que foi escrita junto com Ewerton dos Anjos Ferreira, para um sobrinho, vítima de um acidente.[2] A canção foi interpretada por Leopoldo Rassier e Os Serranos.

Em 2001 ganhou o Troféu Negrinho do Pastoreio da poesia campeira do governo do Estado.[2]

Durante 12 anos Tocaio Ferreira, como também era conhecido, conviveu com o mal de Parkinson, mas foi o avanço de um tumor no cérebro a causa de sua morte.[2]

Discografia[editar | editar código-fonte]

  • Entardecer
  • Guitarra (c/ Ewerton dos Anjos)
  • Sanga (c/ Ewerton dos Anjos)
  • Veterano

Referências

  1. «Biografia no Cravo Albin». dicionariompb.com.br. Consultado em 28 de dezembro de 2012 
  2. a b c d «Morre aos 72 anos o compositor Antonio Augusto Ferreira». Zero Hora - Clic RBS. 17 de março de 2008. Consultado em 27 de setembro de 2017 
Ícone de esboço Este artigo sobre um poeta ou uma poetisa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.