Antônio Barros

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde julho de 2015). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Antônio Barros
Informação geral
Nome completo Antônio Barros Silva
Nascimento 11 de março de 1930
Local de nascimento Queimadas de Campina Grande, PB
País  Brasil
Ocupação(ões) Cantor, compositor, matematico e poeta
Página oficial http://antoniobarrosececeu.com/

Antônio Barros é um cantor, compositor e poeta de música popular brasileira.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nasceu em 11 de março de 1930 na pequena cidade de Queimadas na Paraíba, na época distrito de Campina Grande. Filho de Severino Barros da Silva e Luiza Rodrigues da Silva, estudou no Grupo Escolar José Tavares e a maior parte de sua infância foi vivenciada na zona rural. Quando sobrava tempo para brincar, costumava pegar uma lata vazia de 20 litros, colocava a cabeça dentro, batia do lado de fora com as duas mãos, fazendo ritmo, enquanto cantava para ouvir sua própria voz com efeito reverberado.

Aos dezenove anos de idade foi trabalhar como músico tocando pandeiro na rádio Caturité em Campina Grande-PB. Aos vinte anos, mais ou menos, foi para Recife-PE e na rádio Tamandaré deu continuidade ao seu trabalho como músico pandeirista. Foi nessa mesma época que escreveu sua primeira música e conheceu Jackson do Pandeiro, de quem se tornou um grande amigo, apoiando-o na vida profissional.

A partir daí começou a gravar suas primeiras canções profissionalmente com Jackson do Pandeiro, Genival Lacerda e Zito Borborema. Logo depois foi para o Rio de Janeiro e desenvolveu ainda mais seu ambiente no meio musical, onde passou a gravar também com Luiz Gonzaga, Marinês, Trio Nordestino e tantos outros.

Com a esposa Mary Maciel Ribeiro, a "Cecéu", formou a dupla Antônio Barros e Cecéu.

A dupla "Antônio Barros e Cecéu"[editar | editar código-fonte]

Antonio Barros e Cecéu se encontraram em 1971 e desde então formaram uma parceria no trabalho musical e no amor. Passaram a compor juntos e se tornaram um casal de sucesso. São mais de setecentas obras gravadas por vários intérpretes brasileiros, tais como: Ney Matogrosso, Elba Ramalho, Dominguinhos, Gilberto Gil, Alcione, Ivete Sangalo, Fagner, Gal Costa, MPB-4, Jackson do Pandeiro, Luiz Gonzaga e Marinês.

Algumas de suas músicas mais famosas são: Homem Com H, Por Debaixo Dos Panos, Bate Coração, Procurando Tu, Casamento Da Maria, Sou O Estopim, Amor Com Café, Forró Do Poeirão, Você Ganhou De Mim, Forró Do Xenhenhém, Óia Eu Aqui De Novo, entre outras.

A dupla continua em atividade gravando e apresentando shows.

Discografia[editar | editar código-fonte]

  • Antônio Barros, autor e intérprete

Notas e Referências

  1. «Biografia no Cravo Albin». dicionariompb.com.br. Consultado em 28 de dezembro de 2012 
Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) cantor é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.