Antônio Carlos Zago

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Antônio Carlos Zago
Antônio Carlos Zago
Antônio Carlos Zago como treinador no Palmeiras em 2010
Informações pessoais
Nome completo Antônio Carlos Zago
Data de nasc. 18 de maio de 1969 (48 anos)
Local de nasc. Presidente Prudente (SP), Brasil
Nacionalidade brasileira
Italiana
Altura 1,84 m
Destro
Informações profissionais
Equipa atual Sem clube
Posição Treinador (ex-zagueiro)
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1986–1988
1990–1992
1992–1993
1993–1995
1996–1997
1997–1998
1998–2002
2002–2004
2004–2005
2005–2006
2007
Ubiratan
São Paulo
Albacete
Palmeiras
Kashiwa Reysol
Corinthians
Roma
Beşiktaş
Santos
Juventude
Santos
 ? 000(?)
70 00(4)
67 00(3)
58 00(5)
24 00(0)
30 00(2)
107 0(2)
56 00(2)
7 000(0)
52 00(3)
8 000(0)
Seleção nacional
1991–2001 Brasil 37 0000(3)
Times/Equipas que treinou
2009–2010
2010
2010
2011
2011
2012
2013
2013–2015
2015–2016
2017
São Caetano
Palmeiras
Grêmio Barueri
Mogi Mirim
Vila Nova
Audax-SP
Roma (assistente)
Shakhtar Donetsk (assistente)
Juventude
Internacional
0000043
0000019
0000006
0000006
0000007
0000051


0000054
0000030
Última atualização: 27 de maio de 2017

Antônio Carlos Zago[1] (Presidente Prudente, 18 de maio de 1969[2]) é um treinador e ex-futebolista brasileiro que atuava como zagueiro. Atualmente está sem clube.

Carreira

Como jogador

No final dos anos 80, teve passagem pelo Ubiratan Esporte Clube, clube da cidade de Dourados-MS[3].

Antônio Carlos defendeu os quatro principais clubes de São Paulo e a Seleção Brasileira, entre 1991 e 2001, disputando 37 partidas e marcando 3 gols.

No exterior viveu o ponto alto da carreira, defendendo a Roma entre 1998 a 2002, ganhando o Schudetto na temporada 2000-2001 ao lado de nomes como Batistuta, Cafu, Totti e Montella.

Voltou ao Brasil somente em 2004 indo defender o Santos, após passagem no futebol turco pelo Besiktas.

Certa vez, desentendeu-se com o volante Jeovânio, em uma partida válida pelo Campeonato Gaúcho de 2006, onde foi acusado de racismo. Na ocasião, Antônio Carlos defendia o Juventude e atuava contra o Grêmio, no Estádio Alfredo Jaconi. Depois do ocorrido, o ex-jogador pediu desculpas a Jeovânio[4], mas foi suspenso por 60 dias e denunciado pelo Ministério Público por incitar o preconceito racial.[5]

Encerrou sua carreira como jogador em 2007, pelo Santos, utilizando a camisa 10, mesmo já estando acertado como diretor técnico do Corinthians.

Como treinador

Ao encerrar a carreira como jogador foi, por curto período, entre 2008 e 2009, diretor técnico do Corinthians. Foi demitido do cargo após escândalo envolvendo atraso de Ronaldo na concentração do clube alvinegro.[6]

Em 2 de junho de 2009, assinou contrato, agora como treinador, com o São Caetano.[7] Em sua passagem pelo clube do Grande ABC, obteve um aproveitamento de 49,6%.

Em 18 de fevereiro de 2010, após a demissão de Muricy Ramalho do Palmeiras (causada justamente por uma derrota frente ao São Caetano de Antônio Carlos), assinou contrato com o Palmeiras, deixando o São Caetano.[8] Dois dias depois, Antônio Carlos fez sua estreia no comando do time alviverde, vencendo o São Paulo por 2 a 0.[9] Exatos três meses depois, no dia 18 de maio, foi demitido após briga com o jogador Robert.[10]

Em 17 de agosto, foi confirmado como novo treinador do Grêmio Prudente. Mas por um curto período. No dia 10 de setembro, após vários resultados ruins e com o time na zona de rebaixamento, acabou demitido.[11]

No dia 03/01/2011, Zago foi anunciado por Rivaldo como novo treinador do Mogi Mirim.

No dia 09/02/2011, Zago deixou o Mogi Mirim e se transferiu para o Vila Nova, para substituir o técnico Hélio dos Anjos, que abandonou o time goiano durante a disputa do estadual.[12]. no final do mesmo ano foi anunciado como treinador do Audax São Paulo[13]

Antônio Carlos Zago, então, decidiu ir até a Europa para atualizar-se em conceitos de tática de futebol. Fez diversos cursos credenciados pela UEFA, incluindo estágios em clubes como Shakhtar Donetsk e Roma, além de trabalhos como auxiliar e analista. Zago obteve três licenças da UEFA para ser técnico de futebol, e assumiu o Esporte Clube Juventude em agosto de 2015. Após um bom trabalho no Juventude, quando levou a equipe a um vice-campeonato gaúcho e ao acesso a Série B em 2016, acertou com o Internacional para a temporada 2017.[14]

Em 28 de maio de 2017, foi demitido do Internacional, após derrota para o Paysandu.[15]

Títulos

Como jogador

São Paulo
Palmeiras
Corinthians
Roma
Besiktas
Santos
Seleção Brasileira

Como treinador

Internacional

Estatística

Atualizado dia 27 de maio de 2017.

Clube Jogos Vitórias Empates Derrotas
São Caetano 43 18 11 14
Palmeiras 19 9 5 5
Grêmio Barueri 6 1 2 3
Mogi Mirim 6 2 1 3
Vila Nova 7 4 0 3
Audax-SP 51 25 9 17
Juventude 54 24 16 14
Internacional 30 14 10 6

Referências

  1. ogol.com.br: Dados pessoais de Antônio Carlos
  2. br.sambafoot.com: Detalhes do treinador
  3. «"Tonhão" ignora Ubiratan em seu perfil do site da FPF». Gazeta, paixão pelo esporte do nosso MS. Consultado em 11 de abril de 2016 
  4. esportes.terra.com.br: Emocionado, Antônio Carlos pede desculpas (6 de março de 2006)
  5. «Folha Online - Esporte - Acusado de racismo, Antonio Carlos é suspenso por 60 dias - 08/03/2006». www1.folha.uol.com.br. Consultado em 22 de novembro de 2016 
  6. esporte.uol.com.br: Após polêmica, Antônio Carlos deixa direção do Corinthians (3 de março de 2009)
  7. esporte.uol.com.br: Agora técnico, Antônio Carlos Zago assume o comando do São Caetano (2 de junho de 2009)
  8. globoesporte.globo.com: Algoz de Muricy Ramalho, Antônio Carlos é o novo técnico do Palmeiras (18 de fevereiro de 2010)
  9. folha.uol.com.br: Vitorioso na estreia, Antônio Carlos diz que conversa mudou Palmeiras (21 de fevereiro de 2010)
  10. globoesporte.com: Antônio Carlos Zago não é mais técnico do Palmeiras (18 de maio de 2010)
  11. globoesporte.com: Prudente troca de técnico mais uma vez: sai Antônio Carlos, entra Rospide (10 de setembro de 2010)
  12. globoesporte.com: Antônio Carlos Zago troca o Mogi Mirim pelo Vila Nova
  13. Futebolinterior (23 de novembro de 2011). «Audax anuncia Antônio Carlos Zago como novo treinador». Consultado em 27 de novembro de 2011 
  14. Site oficial do SC Internacional (12 de dezembro de 2016). «Antônio Carlos Zago assume o comando técnico do Internacional». Consultado em 12 de dezembro de 2016 
  15. Site oficial do SC Internacional (28 de maio de 2017). «Antonio Carlos Zago deixa o Inter». Consultado em 28 de maio de 2017 

Ligações externas

Precedido por
Sérgio Soares
Técnico do São Caetano
2009–2010
Sucedido por
Fernando Diniz
Precedido por
Muricy Ramalho
Técnico do Palmeiras
2010
Sucedido por
Parraga Interino
Precedido por
Toninho Cecílio
Técnico do Grêmio Barueri
2010
Sucedido por
Marcelo Rospide
Precedido por
Roberval Davino
Técnico do Mogi Mirim
2011
Sucedido por
Guto Ferreira
Precedido por
Hélio dos Anjos
Técnico do Vila Nova
2011
Sucedido por
Edmar Vasconcelos Interino
Precedido por
Luís Carlos Martins
Técnico do Audax-SP
2011–2012
Sucedido por
Fernando Diniz
Precedido por
Picoli
Técnico do Juventude
2015–2016
Sucedido por
Paulo César Parente
Precedido por
Lisca
Treinador do Internacional
2017
Sucedido por
Guto Ferreira