Antônio Diógenes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Antônio Diógenes (latim: Antonius Diogenes) foi autor de um romance grego, nascido no século II, segundo alguns estudiosos. Sua idade era desconhecida até mesmo para Fócio, o qual preservou um resumo de seu romance.[1] A obra consistia de vinte e quatro livros, escrita na forma de diálogos sobre viagens e levava o título The incredible wonders beyond Thule (Τα υπερ Θoυλην απιστα).[1][2] Foi enormemente elogiado por Fócio, pela clareza e graça de suas descrições; Fócio declara que Antônio Diógenes foi o primeiro escritor de ficção.[1] Acredita-se que Luciano de Samósata tinha em mente o trabalho de Diógenes, quando escreveu sua famosa paródia Verae Historiae.[1][3]

Referências

  1. a b c d Fócio, Biblioteca, cod. 166.
  2. Porfírio, Life of Pythagoras, 10-13
  3. Greenhill, William Alexander (1867). «Antonius Diogenes». In: William Smith. Dictionary of Greek and Roman Biography and Mythology. 1. Boston: Little, Brown and Company. 1020 páginas  (em inglês)


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.