Giba (futebolista)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Antônio Gilberto Maniaes)
Ir para: navegação, pesquisa
Giba
Giba010.jpg
Informações pessoais
Nome completo Antonio Gilberto Maniaes
Data de nasc. 7 de março de 1962
Local de nasc. Cordeirópolis, SP, Brasil
Falecido em 24 de junho de 2014 (52 anos)
Local da morte São Paulo, SP, Brasil
Apelido Giba
Informações profissionais
Equipa atual Brasil Paulista
Clubes de juventude
Brasil Juventus de Cordeirópolis
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1981-1982
1982-1984
1984-1986
1989-1993
Brasil Inter de Limeira
Brasil União São João
Brasil Guarani
Brasil Corinthians
00??0000(??)
0010 0000(1)
0072 0000(6)
0210 000(17)
Times/Equipas que treinou
1996–1997
1997–1998
1998–1999
1999–2000
2000–2001
2001–2002
2002–2003
2003–2004
2004–2005
2005–2006
2006
2006–2007
2007
2007
2008
2008
2009
2010
2010
2011
2011
2012
2013–2014
Brasil Paulista
Brasil CSA-AL
Brasil Sãocarlense
Brasil Santos
Brasil Paulista
Brasil Gama
Brasil Guarani
Kuwait Kuwait SC
Brasil Atlético Sorocaba
Brasil Portuguesa
Brasil Santa Cruz
Brasil Remo
Brasil Sport
Brasil São Caetano
Brasil Paulista
Brasil Ipatinga
Brasil Fortaleza
Brasil Rio Branco
Brasil Remo
Brasil Joinville
Brasil Guarani
Brasil Grêmio Barueri
Brasil Paulista

Antonio Gilberto Maniaes, mais conhecido como Giba (Cordeirópolis, 7 de março de 1962São Paulo, 24 de junho de 2014), foi um futebolista e treinador brasileiro.[1]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Jogador[editar | editar código-fonte]

Começou nas categorias menores do Juventus de Cordeirópolis, como volante. Convidado pelo treinador e olheiro Ismael Pereira, o Maé, jogou no dente-de-leite da Internacional de Limeira, onde disputou campeonatos daquela categoria. Depois passou pelo infantil e juvenil do Independente de Limeira. Descoberto pelo treinador Adailton Ladeira em um torneio em Rio Claro, foi para o Guarani de Campinas, onde chegou a ser convocado para a seleção paulista de juniores. Em 1980 voltou ao Independente para se profissionalizar, ainda como volante, mas o treinador Galdino Machado transformou-o em lateral-direito. Em seguida foi contratado pela Internacional de Limeira, em uma transação polemica, quebrando um "tabu" que existia devido à grande rivalidade entre os dois clubes. Daí foi jogar na Usina São João de Araras, hoje União São João, onde se destacou: mesmo jogando na lateral, foi um dos artilheiros da equipe.

Acabou por voltar ao Guarani na condição de profissional e, por sugestão do jornalista Brasil de Oliveira, adotou o apelido de Giba. Em 1986 estava no elenco vice-campeão brasileiro. Nessa mesma época, formou-se em Educação Física pela PUCCAMP. Em fevereiro de 1989, para alegria de seus pais e irmãos, todos corintianos, foi contratado pelo Corinthians. Lá ele ficaria por cinco anos, ajudando na conquista do primeiro título brasileiro do clube, em 1990. Na época de Corinthians, foi convocado para as seleções paulista e brasileira.

Por várias vezes foi homenageado em sua terra natal, tendo sido em 19 de dezembro de 2002 o primeiro a receber a Medalha João Pacífico, que é ortogada pela Câmara Municipal de Cordeirópolis a pessoas que elevam o nome da cidade.[2]

Encerrou a carreira em 1993, após cirurgia de menisco mal sucedida e ter recebido passe livre ao final de seu contrato com o Corinthians.

Treinador[editar | editar código-fonte]

Em 1995 iniciou carreira de treinador no Lousano/Valinhos. Em 1996 conquistou a Copa São Paulo de Juniores pelo Lousano/Paulista, de Jundiaí, justamente contra o Corinthians, e foi aplaudido pela torcida adversária. Depois atuou em equipes como Lousano Paulista Jundiai, Paulista Jundiai, Santos, Kuait Sporting Club, Sport, Santa Cruz, Portuguesa, São Caetano, Remo e CSA, entre outros. Um dos seus principais feitos como treinador foi a conquista do vice-campeonato paulista de 2000, no comando do Santos.

Morte[editar | editar código-fonte]

Giba morreu em 24 de junho de 2014, aos 52 anos, após alguns dias internado. Giba tinha amiloidose[3], uma doença rara que afeta os rins.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Como jogador[editar | editar código-fonte]

Corinthians

Como treinador[editar | editar código-fonte]

Paulista de Jundiaí
CSA-AL

Referências