Antônio Gonçalves Ferreira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde Agosto de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Constituição brasileira de 1891, página da assinatura de Antônio Gonçalves Ferreira (décima primeira assinatura). Acervo Arquivo Nacional

Antônio Gonçalves Ferreira (Recife, 26 de setembro de 1846Rio de Janeiro, 1930) foi um político brasileiro.

Foi presidente das províncias de Minas Gerais e Pernambuco, bem como senador durante a República Velha.

Formado pela Faculdade de Direito do Recife, começou a vida pública como delegado da capital, sendo promotor público logo em seguida e, finalmente, deputado geral por três legislaturas (a primeira em 1881). Eleito senador em 1897, renunciou ao mandato para exercer o cargo de governador de Pernambuco em abril de 1900.

Foi deputado constituinte por duas vezes, iniciando em 1890, sendo que no segundo mandato renunciou para assumir o Ministério do Interior durante o governo de Prudente de Morais. Foi senador por mais duas legislaturas em 1904 e 1929.


Precedido por
Antônio Teixeira de Sousa Magalhães
Presidente de Minas Gerais
1888 — 1889
Sucedido por
Antônio Teixeira de Sousa Magalhães
Precedido por
Alexandre Cassiano do Nascimento
Ministro da Justiça
e
Negócios Interiores do Brasil

1894 — 1896
Sucedido por
Alberto de Seixas Martins Torres
Precedido por
Sigismundo Gonçalves
Presidente de Pernambuco
1900 — 1904
Sucedido por
Sigismundo Gonçalves


Ícone de esboço Este artigo sobre um político brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.