Antônio Joaquim Pereira da Silva

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Antônio Joaquim Pereira da Silva Academia Brasileira de Letras
Nascimento 9 de novembro de 1876
Araruna,  Paraíba
Morte 11 de janeiro de 1944 (67 anos)
Rio de Janeiro, Bandeira do Distrito Federal (Brasil) (1891–1960).gif Distrito Federal
Nacionalidade  Brasileiro
Ocupação Advogado, jornalista e poeta

Antônio Joaquim Pereira da Silva (Araruna, 9 de novembro de 1876Rio de Janeiro, 11 de janeiro de 1944) foi um advogado, jornalista e poeta brasileiro. Foi também crítico literário nos jornais “A Cidade do Rio” utilizando-se do pseudônimo ‘J. d'Além’, “Gazeta de Notícias”, “Época” e “Jornal do Commercio”.

Obras[editar | editar código-fonte]

  • Voe solis
  • Solitudes
  • Beatitudes
  • Holocausto
  • O pó das sandálias
  • Senhora da melancolia
  • Alta noite
  • Poemas amazônicos

Olivenkranz.png Academia Brasileira de Letras[editar | editar código-fonte]

Eleito em 23 de novembro de 1933, sucessor de Luís Carlos na cadeira 18, tendo tomado posse em 26 de junho de 1934.

Academia Paraibana de Letras[editar | editar código-fonte]

É patrono da cadeira 34 da Academia Paraibana de Letras, que tem como fundador Alcides Carneiro, atualmente ocupada por Humberto Mello.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Luís Carlos da Fonseca Monteiro de Barros
Olivenkranz.png ABL - quinto acadêmico da cadeira 18
1933 — 1944
Sucedido por
Peregrino Júnior


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.