Antônio Manuel Correia de Miranda

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Antônio Manuel Correia de Miranda
Nascimento 18 de setembro de 1831
Igarapé-Miri
Morte 20 de agosto de 1897 (65 anos)
Belém
Cidadania Brasil
Ocupação político, militar

Antônio Manuel Correa de Miranda, primeiro e único Barão de Cairari [1] (Igarapé-Miri, 18 de setembro de 1831Belém, 20 de agosto de 1897) foi um militar e político brasileiro.

Biografia[editar | editar código-fonte]

O Barão de Cairari[2] nasceu na rica e opulenta propriedade Santo Antônio, em 18 de setembro de 1831 e era filho do tenente-coronel das antigas milícias Manuel João Correia de Miranda e de Alexandrina Antônia Sousa Miranda. Foi casado com Leopoldina Campos e tiveram quatro filhos, dos quais apenas sobreviveram dois: Antônio Miranda Filho, nascido em Igarapé Miri (PA) em 1855 e falecido em Belém do Pará em 3 de abril de 1911, e Eufrosina Correia de Miranda da Gama e Silva, nascida em 27 de julho de 1863 e falecida em 2 de julho de 1947 no Rio de Janeiro.

Foi comerciante e proprietário de terras. Foi também deputado provincial, vereador da Câmara Municipal de Moju; Juiz de Paz; Guarda Nacional qualificado em 10 de julho de 1851, promovido a tenente da Oitava Companhia do Décimo primeiro Batalhão de Infantaria de "Igarapé-Miry" (grafado atualmente como Igarapé-Miri) em 25 de julho de 1854; a Capitão Comandante da segunda Companhia avulsa em 24 de maio de 1858; a Major comandante de uma seção de batalhão em 1 de maio de 1863; a tenente coronel comandante do 21 Batalhão de Infantaria, por decreto de 20 de outubro de 1869; a Coronel comandante superior por decreto de 31 de dezembreo de 1870, posto este em que foi reformado por decreto de 22 de junho de 1872.

Foi agraciado com o título de Barão de Cairari por Carta Imperial em 8 de agosto de 1888.

Está sepultado no Cemitério de Santa Izabel - Belém - Pará.

Referências bibliográficas[editar | editar código-fonte]

  • Página de A Nobreza Brasileira de A a Z
  • Jornal Independente Igarapé-Miry, Ano II número 10, Igarapé-Miry - Pará, segunda feira, 10 de outubro de 1903
  • NPB - Nobreza de Portugal e Brasil - 3 vols, direcção de Afonso Eduardo Martins Zuquete, Editorial Enciclopédia, 2ª Edição, Lisboa, 1989, Volume 3 página 585
  • Almanak Administrativo, Mercantil e Industrial do Rio de Janeiro 1891 - 1940 - Pg. 150
  • Archivo Nobiliarchico Brasileiro - Organizado pelo Barão de Vasconcellos - Lausanne - Suíça - Primeira Edição - IMPRIMERIE LA CONCORDE - 1917 - página 94

    Notas

  1. Também conhecido como Barão Antônio de Cairari e Antônio Miranda.
  2. Grafado originalmente "Barão de Cairary".