Antônio Pinto de Oliveira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura pelo nobre português, visconde de Santo Antônio, veja Pedro António Rebocho Freire de Andrade e Albuquerque.

Antônio Pinto de Oliveira, primeiro barão de Santo Antônio [1](?,? - ?, 28/01/1884), foi um nobre brasileiro, e adepto da medicina homeopata, que exercia em volta de sua propriedade.

Foi casado com Balbina (ou Bárbara) Pereira Nunes, filha do comendador Inácio Pereira Nunes e de sua primeira esposa, Maria Luísa Delfina. Não deixou descendência de seu casamento.

Foi dono das fazendas Santo Elias e Sossego, ambas em Paraíba do Sul, RJ, que foram de seu sogro. Em 15 de agosto de 1882, foi agraciado, por decreto, com o título de barão de Santo Antônio. Esse título teria sido adquirido pelo pagamento de uma taxa de 1:116$000 (mil cento e dezesseis contos de réis), depois de vultosas doações ao Hospital de Beneficência Portuguesa do Rio de Janeiro. Como sua esposa Balbina faleceu em 28/01/1879, antes do título, não chegou a ser baronesa.

No Almanak de 1857, Província, à Página 137, Antonio Pinto de Oliveira é citado como Negociante e Fazendeiro de Café, em 1857, em Paraíba do Sul. Faleceu em 28 de Janeiro de 1884, sem deixar descendentes. Era cunhado do barão de São Carlos e do barão do Rio do Ouro.

Referências

  1. BARATA, Carlos Eduardo de A. e HENRIQUE, Antonio. Dicionário das Famílias Brasileiras, Tomo II, vol 1 e 2. Editora Árvore da Terra, 2001.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.