Antônio de Ligne

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Antônio Maria Joaquim Lamoral, 13.º príncipe de Ligne, príncipe de Épinoy, príncipe de Amblise, grande da Espanha (Antoine Maria Joachim Lamoral, Bruxelas, 8 de março de 1925Castelo de Beloeil, 21 de agosto de 2005). Filho de Eugênio de Ligne, 11.º príncipe de Ligne e de sua esposa, Filipa de Noailles.

Casamento e filhos[editar | editar código-fonte]

Antônio de Ligne casou-se com a Alice, Princesa de Ligne, filha de Félix de Bourbon-Parma, príncipe de Parma, e da grã-duquesa Carlota de Luxemburgo, no dia 17 de agosto de 1950, no Luxemburgo. Eles tiveram sete filhos juntos:

  • Miguel (n. 26 de maio de 1951), que se casou com Eleonora Maria Josefa de Orléans e Bragança.
  • Wauthier de Ligne (n. 10 de julho de 1952), que se casou com a condessa Regina von Renesse.
  • Ana Maria de Ligne (n. 3 de abril de 1954), que se casou com Olivier Mortgat
  • Cristina (n. 11 de agosto de 1955), que se casou com Antônio João de Orléans e Bragança.
  • Sofia de Ligne (n. 23 de abril de 1957), que se casou com o conde Filipe de Nicolay.
  • Antônio de Ligne (n. 28 de dezembro de 1959), que se casou com a condessa Jacqueline de Lannoy.
  • Iolanda de Ligne (n. 16 de junho de 1964), que se casou com Hugo Townsend, filho de Peter Townsend.