Antero Ferreira d'Ávila

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Antero Ferreira d'Ávila (Encruzilhada do Sul, outubro de 1845Rio de Janeiro, 8 de agosto de 1909) foi um advogado, magistrado, político e jornalista brasileiro.

Fez o ensino básico em Pelotas, os estudos preparatórios no Colégio Gomes em Porto Alegre e seguiu para a Faculdade de Direito de São Paulo, em 1864.[1] Nesse período escreveu Retratos biográficos de acadêmicos contemporâneos e colaborou com o jornal Eco do Sul.[2]

No último ano da faculdade, foi convidado para ser secretário particular do presidente da província, Tavares Bastos, cargo em que ficou até se formar e retornar ao Rio Grande do Sul.[3]

De volta a Porto Alegre, colaborou no jornal A Reforma, mais tarde voltou para Encruzilhada, onde trabalhou como advogado, depois como primeiro juiz do município, promotor público interino, inspetor escolar e vereador.[3]

Por serviços prestados durante a Guerra do Paraguai, foi agraciado cavaleiro da Imperial Ordem de Cristo.[1][4]

Em 1879 eleito deputado à assembléia provincial, transferiu-se de novo à Porto Alegre, onde continuou como advogado.[1] Lá foi também procurador fiscal da fazenda e diretor geral de instrução pública. Em 1881 foi eleito deputado geral, mas não pode assumir, por seu diploma ter sido anulado.[1]

A câmara de Porto Alegre lhe conferiu o título de benemérito, por haver alforriado grande número de escravos a suas custas.[3] Após a Proclamação da República foi eleito intendente do 2° distrito do Rio de Janeiro.[1]

Referências

  1. a b c d e PORTO-ALEGRE, Achylles. Homens Illustres do Rio Grande do Sul. Livraria Selbach, Porto Alegre, 1917.
  2. http://www.dla.furg.br/ecodosul/1867.htm
  3. a b c Biografia na Página do Ministério Público do Rio Grande do Sul[ligação inativa]
  4. Segundo a página do Ministério Público teria sido agraciado comendador
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.