Anticristo (filme)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Anticristo
Antichrist
 Dinamarca[1] ·  Suécia[1] ·
 França[1] ·  Alemanha[1] ·
 Itália[1] ·  Polónia[1]
2009 •  cor •  112 min 
Direção Lars von Trier
Roteiro Lars von Trier
Elenco
Género terror · drama
Lançamento Brasil 28 de agosto de 2009[2]
Idioma inglês
Site oficial

Antichrist (bra: Anticristo[3][1]; prt: Anticristo[4], ou Antichrist - Anticristo[5]) é um filme dano-sueco-franco-germano-ítalo-polonês de 2009, dos gêneros terror e drama, escrito e dirigido por Lars von Trier.[1]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Arrasado com a morte acidental do filho único, casal se refugia numa cabana na floresta, onde começam a se questionar sobre a dor do luto, levando a esposa a se desesperar e desencadear uma série de eventos assustadores.[1]

Elenco[editar | editar código-fonte]

Recepção[editar | editar código-fonte]

Crítica[editar | editar código-fonte]

O crítico Roger Ebert deu ao filme 3,5 estrelas de 4, definindo-o como "macabro, explícito e altamente controverso" e comentando: "Von Trier, que sempre foi um provocador, é levado a confrontar e agitar sua audiência mais do que qualquer outro cineasta sério".[6] Em geral a crítica elogiou a execução artística do filme, mas se dividiu quanto ao real mérito da obra. No Rotten Tomatoes, possui um índice de aprovação em 53% com base em 174 avaliações, com uma nota de 5,5/10. O consenso crítico do site diz: "Terrível, explícito e altamente controverso; o filme de arte de horror de Lars von Trier, embora lindamente filmado, não é uma aventura fácil".[7]

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Prêmio/Evento Categoria Recipiente Resultado
Festival de Cannes 2009 Palma de Ouro (melhor filme) Indicado[8]
Prêmio de interpretação feminina Charlotte Gainsbourg Venceu[8]
Prémios do Cinema Europeu[quando?] Melhor diretor Lars von Trier Indicado[carece de fontes?]
Melhor atriz Charlotte Gainsbourg Indicado[carece de fontes?]
Melhor diretor de fotografia Anthony Dod Mantle Venceu[carece de fontes?]

Em uma pesquisa internacional realizada em 2016 pela BBC, Stephanie Zacharek e Andreas Borcholte listaram-no como um dos melhores filmes produzidos desde 2000.[9]

Controvérsia[editar | editar código-fonte]

Seguindo uma estética de filme de terror o filme possui cenas de extrema violência, muito explícitas. Von Trier respondeu a isso numa entrevista: "Simplesmente achei que seria errado não mostrar. Acredito que devemos pôr na tela tudo o que pensamos. Sei que é doloroso ver, mas esse filme tem muito a ver com essas dores.". O diretor também afirmou não acreditar em Deus e que esse filme foi uma forma de passar para Deus tudo o que aprendeu sobre Ele.[10]

Referências

  1. a b c d e f g h i «Anticristo». Brasil: AdoroCinema. Consultado em 23 de novembro de 2019 
  2. «"Anticristo", de Lars von Trier, chega ao Brasil em agosto». Folha de S.Paulo. 15 de julho de 2009. Consultado em 25 de novembro de 2019 
  3. «Anticristo». Brasil: CinePlayers. Consultado em 23 de novembro de 2019 
  4. «Anticristo». Portugal: CineCartaz. Consultado em 23 de novembro de 2019 
  5. «Antichrist - Anticristo». Portugal: SapoMag. Consultado em 23 de novembro de 2019 
  6. «Antichrist». Rotten Tomatoes. Consultado em 8 de junho de 2010. Cópia arquivada em 9 de julho de 2010 
  7. «Antichrist (2009)», Rotten Tomatoes (em inglês), consultado em 18 de outubro de 2020 
  8. a b «62.º Festival de Cannes - 2009». CinePlayers. Consultado em 23 de novembro de 2019 
  9. «The 21st Century's 100 greatest films: Who voted?». www.bbc.com (em inglês). Consultado em 18 de outubro de 2020 
  10. "'Lars Von Trier não Acredita em Deus'"[ligação inativa].
Ícone de esboço Este artigo sobre um filme dinamarquês é um esboço relacionado ao Projeto Entretenimento. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.