Antigas escritas itálicas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Antigas escritas itálicas
Falado em: Península itálica
Total de falantes: extinta séc. I a.C
Família: Alfabeto fenício
 Alfabeto grego (escrita de Cumas)
  Antigas escritas itálicas
Códigos de língua
ISO 639-1: --
ISO 639-2: ---
Tábua de Masilia - Abecedário - ano 700 a.C - ABGDEVZHΘIKLMNΞOPŚQRSTUXΦΨ, lido da direita para esquerda

As antigas escritas itálicas formam um grupo de alfabetos extintos usadas na península Itálica na antiguidade clássica por várias línguas indo-europeias, principalmente itálicas, e também algumas não indo-europeias ( ex. língua etrusca e língua rética). Esses alfabetos se relacionam a antigas escritas da Anatólia e se derivam da escrita grega da Eubeia(de Cumas, usada no golfo de Nápoles por volta do século VIII a.C. De tais escritas derivaram-se o alfabeto latino e as runas (século II d.C).

Ligações externas[editar | editar código-fonte]