Antiprotozoário

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Antiprotozoário é uma classe de medicamentos usado para tratar protozooses.

Os protozoários podem possuir pouco em comum entre si (por exemplo, Entamoeba histolytica é menos relacionado com Naegleria fowleri do que com Homo sapiens) e como tal, agentes eficazes contra um agente patogénico pode não eficaz contra outro. No entanto, o metronidazol é selectivo para organismos anaeróbico, e como tal é eficaz contra a maioria desses agentes patogénicos.

Podem ser agrupados por mecanismo[1] ou por organismo.[2] Recentes artigos também propuseram o uso de vírus para tratar infecções causados por protozoário.[3][4]

Muitos são usados também para tratar bactérias ou fungos.

Exemplos[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Cynthia R. L. Webster (15 de junho de 2001). Clinical pharmacology. [S.l.]: Teton NewMedia. pp. 86–. ISBN 978-1-893441-37-8. Consultado em 2 de maio de 2010. 
  2. Anthony J. Trevor; Bertram G. Katzung; Susan B. Masters (11 de dezembro de 2007). Katzung & Trevor's pharmacology: examination & board review. [S.l.]: McGraw-Hill Professional. pp. 435–. ISBN 978-0-07-148869-3. Consultado em 2 de maio de 2010. 
  3. Keen, Eric C (1 de julho de 2013). «Beyond phage therapy: virotherapy of protozoal diseases». Future Microbiology. 8 (7): 821-823. ISSN 1746-0913. doi:10.2217/fmb.13.48 
  4. Hyman, Paul; Robert (5 de janeiro de 2013). «Fleas and smaller fleas: virotherapy for parasite infections». Trends in Microbiology (em inglês). 21 (5): 215-220. ISSN 0966-842X. PMID 23540830. doi:10.1016/j.tim.2013.02.006 
  5. http://www.drugoffice.gov.hk/eps/do/en/consumer/news_informations/dm_20.html#sthash.mgvP3xdD.dpbs
  6. http://www.aviva.co.uk/health-insurance/home-of-health/medical-centre/medical-encyclopedia/entry/antiprotozoal-drugs/