Antonieta Rudge

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Antonieta Rudge
Busto de Antonieta Rudge, em São Paulo
Nascimento 13 de junho de 1885
São Paulo,  São Paulo
Morte 14 de julho de 1974 (89 anos)
São Paulo,  São Paulo
Nacionalidade Brasil brasileira
Cônjuge Charles Miller (?-década de 1920)
Menotti del Picchia (década de 1920-?)
Ocupação Pianista

Antonietta Rudge (São Paulo, 13 de junho de 1885 - São Paulo, 14 de julho de 1974) foi uma das grandes pianistas brasileiras de prestígio internacional.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Foi casada com Charles Miller[1] e, mais tarde, na década de 1920, uniu-se ao poeta modernista Menotti Del Picchia.[1]

Demonstrando interesse pelo estudo de piano com apenas quatro anos de idade, seus pais contrataram o professor francês Gabriel Giraudon para ministrar aulas para a precoce artista. Estreou publicamente aos sete anos no salão da Casa Levy na rua XV de Novembro.

Continuando suas apresentações de menina prodígio, apresentou-se no ano seguinte no Clube Internacional, aos nove anos no Clube Germânia, executando obras de Beethoven. Nessa ocasião já era aluna do professor Luigi Chiaffarelli, introdutor em São Paulo de uma escola de interpretação que haveria de revelar outros pianistas que encantariam o público brasileiro e de vários países do mundo ocidental.

Voltou ao palco aos dez anos, com recita no Clube Internacional, ocasião em que foi muito aplaudida por apresentar composições de dificílima execução. Repetiu o sucesso em 1896 no Salão Steinway ao executar, de cor, doze peças musicais acompanhada em outro piano por seu mestre Chiaffarelli.

Em 1905, quanto contava com apenas vinte anos, iniciou na Europa sua bem sucedida carreira internacional.[1]

Referências

  1. a b c d Veja (18 de Setembro de 2009). «Pianista Antonieta Rudge é homenageada em livro de Laura Iakovsky». Consultado em 3 de Fevereiro de 2013 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Todas as Cores e Sons de um Caminho. IAKOVSKY, Laura. São Paulo, 2011.

Ver também[editar | editar código-fonte]