Anzani 10-cilindros

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Anzani 10
Motor de avião
Anzani 10 no Museu Nacional da Força Aérea dos Estados Unidos
Informações básicas
Tipo Motor radial a pistão de 10 cilindros
Fabricante Anzani
Origem  França
Projetado por A. Anzani
Primeiro teste 1913 (108 anos)
Maiores aplicações Ver texto
Estado Fora de produção
Especificações (Versão de 110 hp)
Diâmetro (cilindro(s)) 105 mm (4,13 in)
Curso 140 mm (5,51 in)
Peso 140 kg (309 lb)
Deslocamento 12,12 l (0,428 ft³)
Trem de válvulas Uma entrada e uma exaustora
Potência 110 hp (82,0 kW)
Sistema de combustível Um carburador simples montado abaixo entre os cilindros, câmara de mistura no cárter.
Sistema de refrigeração Refrigerado a ar
Relação potência / peso 0,36 hp/lb
Notas
Dados de: World Encyclopaedia of Aero Engines[1]

O Anzani 10 foi um motor radial a pistão aeronáutico refrigerado a ar fabricado em 1913 pelo construtor francês Anzani. Este motor equipou várias aeronaves experimentais e depois as versões de produção do Caudron G.3 uma aeronave de reconhecimento aéreo, e também a versão de treino/bombardeiro Caudron G.4, também equipou a primeira produção do Cessna no Cessna Model AA.

Design e desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

Na primeira década do século 20 o construtor Anzani desenvolveu seu motor de três cilindros em "W" vertical de motocicletas, que equipou a aeronave em que Louis Blériot utilizou para cruzar o Canal da Mancha em 1909, com um motor radial simétrico ou em "Y", e a partir deste desenvolveu outro radial de seis cilindros em duas linhas.[1]

Por volta de 1912[2] Anzani apresentou o novo motor, o Anzani 10 de 10 cilindros refrigerado a ar igual a seus motores anteriores, que, como em outros motores Anzani possuía cilindros com tamanhos diferentes. Foi uma das mais potentes versões produzidas com 110 hp (82,0 kW) de 12,1 litros, [1] teve uma versão construída no Reino Unido que atingiu os 125 hp (93,2 kW) de potência[3] e uma versão menor com deslocamento de 8,27 l (0,292 ft³) desenvolvendo 80 hp (59,7 kW).[4]

História Operacional[editar | editar código-fonte]

Um motor Anzani 10 foi testado pelos britânicos no Royal Aircraft Establishment em 1914.[1] Pequenas quantidades de aviões foram montados com o motor, notavelmente o Caudron G.3 e o Caudron G.4. Os primeiros modelos do Cessna Model A foram construídos com o motor Anzani 10.

Aplicações[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d Gunston, Bill (1989). World Encyclopaedia of Aero Engines, pp. 15-6. Wellingborough: Patrick Stephens. ISBN 1-85260-163-9.
  2. "Aeronautical Engines". Flight: 20–1. 4 Janeiro de 1913.
  3. "Notes". Flight: 474. 2 Maio 1914.
  4. "Anzani engines and the new 200 h.p. model". Flight: 748. 5 Julho 1913.
  5. Jackson, Aubrey Joseph (1959). British Civil Aircraft 1919–59. 1. London: Putnam Publishing. OCLC 1301918.
  6. Jackson, Aubrey Joseph (1960). British Civil Aircraft 1919–59. 2. London: Putnam Publishing. OCLC 221677465.
Ícone de esboço Este artigo sobre aviação é um esboço relacionado ao Projeto Aviação. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.