Apeadeiro de Freixo de Numão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Freixo de Numão IPcomboio2.jpg
Antigo edifício da Estação de Freixo de Numão - Mós do Douro, em 2006.
Linha(s) Linha do Douro (PK 162,962)
Coordenadas 41° 08′ 04,72″ N, 7° 12′ 40,23″ O
Concelho Vila Nova de Foz Côa
Serviços Ferroviários Logo CP 2.svgBSicon LSTR red.svgIRBSicon LSTR orange.svgR
Horários em tempo real
Serviços Acesso para pessoas de mobilidade reduzida


Logos IP.png

BSicon KBHFa grey.svgPocinho (Sentido Pocinho)
BSicon HST grey.svgFreixo de Numão
BSicon HST grey.svgVesúvio (Sentido Ermesinde)
BSicon CONTf grey.svg

Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre o apeadeiro (anterior estação) na Linha do Douro. Para o apeadeiro na Linha da Baira Alta, veja Apeadeiro de Freixo. Para a extinta estação na Linha do Sabor, veja Estação de Freixo de Espada à Cinta.

O Apeadeiro de Freixo de Numão, originalmente denominado de Freixo, e posteriormente como Freixo de Numão - Mós do Douro, é uma interface da Linha do Douro, que serve as localidades de Freixo de Numão e Mós, no concelho de Vila Nova de Foz Côa, em Portugal.

História[editar | editar código-fonte]

Este apeadeiro encontra-se no troço entre as Estações de Tua e Pocinho da Linha do Douro, que abriu à exploração no dia 10 de Janeiro de 1887.[1]

Em 1901, o conselho de administração dos Caminhos de Ferro do Estado ordenou a realização de um estudo sobre as ligações rodoviárias às suas estações e apeadeiros, tendo-se apurado que no caso de Freixo, estava em construção um ramal da Estrada Real n.º 34 que iria servir a estação, faltando ainda construir cerca de 12 Km.[2]

No Século XX, a estação teve um grande movimento, devido em parte à proximidade das ligações para Barca d’Alva e para a Linha do Sabor.[3]

Mudanças de denominação[editar | editar código-fonte]

Em 1913, ostentava a categoria de estação, e era denominada de "Freixo".[4] Em 1979, a denominação já tinha sido alterada para Freixo de Numão;[5] no entanto, devido à sua maior proximidade em relação a Mós do Douro, a população desta localidade pediu para alterar o nome da estação,[3] pelo que, em 1984, já se chamava de Freixo de Numão - Mós do Douro.[6] Posteriormente, a Rede Ferroviária Nacional voltou a alterar a denominação para Freixo de Numão.[7]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Troços de linhas férreas portuguesas abertas à exploração desde 1856, e a sua extensão» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 69 (1652). 16 de Outubro de 1956. pp. 528–530. Consultado em 9 de Janeiro de 2017 
  2. SOUSA, José (16 de Março de 1903). «A Viação Ordinária e as linhas do estado» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 16 (366). pp. 81–82. Consultado em 9 de Fevereiro de 2017 
  3. a b VIEGAS, p. 142
  4. «Douro - Barca d'Alva, Pocinho, Tua, Regoa, Porto». Guia Official dos Caminhos de Ferro de Portugal (168). Lisboa: Gazeta dos Caminhos de Ferro. Outubro de 1913. 109 páginas. Consultado em 22 de Maio de 2013 
  5. Caminhos de Ferro Portugueses (21 de Julho de 1980). «Horário de Verão 1980» (PDF). O Comboio em Portugal. 43 páginas. Consultado em 22 de Maio de 2013 
  6. Caminhos de Ferro Portugueses (1 de Junho de 1984). «Horário de Verão 1984» (PDF). O Comboio em Portugal. 45 páginas. Consultado em 22 de Maio de 2013 
  7. «Freixo de Numão - Linha do Douro». Infraestruturas de Portugal. Consultado em 9 de Fevereiro de 2017 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • VIEGAS, Francisco José (1988). Comboios Portugueses. Um Guia Sentimental. Lisboa: Círculo de Editores. 185 páginas 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre o Apeadeiro de Freixo de Numão

Ligações externas[editar | editar código-fonte]



Ícone de esboço Este artigo sobre transporte ferroviário é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.