Apeadeiro de Vale de Santarém

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Vale de Santarém
BSicon BAHN.svg
Identificação:[1] 32102 VSM (V.Santarém)
Denominação: Apeadeiro de Vale de Santarém
Classificação: A (apeadeiro)[2]
Linha(s):
Coordenadas:
39° 11′ 18,22″ N, 8° 43′ 25,72″ O
Concelho: bandeiraSantarém
Serviços: Logo CP 2.svgBSicon LSTR orange.svgR
Conexões: Serviço de táxis
Equipamentos: Bilheteiras e/ou máquinas de venda de bilhetes
Sala de espera
Acesso para pessoas de mobilidade reduzida Parque de estacionamento
Website:
Vista de aeronave aproximando-se do Aeródromo de Santarém, sendo visível à esquerda a Linha do Norte; o Apeadeiro de Vale de Santarém situa-se à esquerda deste ponto de vista.

O Apeadeiro de Vale de Santarém, originalmente denominado de Valle de Santarem, é uma interface da Linha do Norte, que serve a localidade de Vale de Santarém, no Distrito de Santarém, em Portugal. Funcionou como ponto de entroncamento com o extinto Ramal de Rio Maior, que entrou ao serviço em 1945.[3]

Decrição[editar | editar código-fonte]

Esta interface tem acesso pela Rua da Estação, em Vale de Santarém.[4]

Aviso de 1878 da Companhia Real, informando o público da paragem de alguns comboios em “Valle de Santarem”.

História[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: História da Linha do Norte

Esta interface situa-se no troço entre Virtudes e a Ponte de Asseca, que entrou ao serviço em 29 de Junho de 1858.[5]

Em 6 de Março de 1890, a Companhia Real dos Caminhos de Ferro Portugueses foi autorizada a instalar um apeadeiro em Vale de Santarém.[6] Em 31 de Maio de 1893, foi anunciada a abertura do concurso para a construção da estação de Vale de Santarém.[7]

Em 1945, entrou ao serviço o Ramal de Rio Maior, que ligava Vale de Santarém a Rio Maior.[3]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. (I.E.T. 50/56) 56.º Aditamento à Instrução de Exploração Técnica N.º 50 : Rede Ferroviária Nacional. IMTT, 2011.10.20
  2. Instrução de exploração técnica nº 2 : Índice dos textos regulamentares em vigor. IMTT, 2012.11.06
  3. a b GALO, Jaime (1 de Janeiro de 1949). «Balanço Ferroviário de 1948» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 40 (1465). p. 6-8. Consultado em 8 de Outubro de 2015 
  4. «Vale de Santarém». Comboios de Portugal. Consultado em 22 de Março de 2018 
  5. TORRES, Carlos Manitto (1 de Julho de 1965). «A evolução das linhas portuguesas e o seu significado ferroviário» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 70 (1681). p. 9-12. Consultado em 21 de Fevereiro de 2014 
  6. NONO, Carlos (1 de Março de 1950). «Efemérides ferroviárias» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 62 (1493). p. 858-859. Consultado em 8 de Outubro de 2015 
  7. NONO, Carlos (1 de Maio de 1949). «Efemérides ferroviárias» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 62 (1473). p. 289-290. Consultado em 8 de Outubro de 2015 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre o Apeadeiro de Vale de Santarém

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma estação, apeadeiro ou paragem ferroviária é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.