Apolinário (zelador do palácio)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outras pessoas de mesmo nome, veja Apolinário.

Apolinário (em latim: Apollinaris) foi um oficial romano do século IV, ativo durante o reinado do imperador Constâncio II (r. 337–361). Era filho de Apolinário e genro do prefeito pretoriano do Oriente Domiciano. Ele serviu como zelador do palácio (agens palatii) do césar Constâncio Galo e em 353/354, foi enviado por Domiciano à Mesopotâmia para procurar evidências da traição de seu mestre. Quando Domiciano foi assassinado naquele ano, fugiu para Constantinopla, mas foi preso e levado de volta. Ele e seu pai foram exilados e então assassinados.[1]

Referências

  1. Martindale 1971, p. 83-84.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Martindale, J. R.; A. H. M. Jones (1971). «Apollinaris 2». The Prosopography of the Later Roman Empire, Vol. I AD 260-395. Cambridge e Nova Iorque: Cambridge University Press