Apple Records

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde julho de 2016). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Disambig grey.svg Nota: Para fabricante do iPhone e Mac, veja Apple.
Apple Records
Fundação 1968
Fundador(es) The Beatles
Distribuidor(es) Universal Music Group, Capitol Records
Gênero(s) Rock
Pop
Experimental
Clássico
País de origem Reino Unido
Página oficial www.applerecords.com

Apple Records é um selo fonográfico fundado em 1968 como uma divisão da Apple Corps Ltd[1] pelo grupo de rock britânico The Beatles. Até 1975, as gravadoras EMI e Capitol Records concordaram em distribuir o material publicado pela Apple; enquanto a Apple mantinha os direitos sobre os álbuns de seus artistas contratados, EMI tinha os direitos de propriedade dos álbuns dos Beatles.

Além de servir como um selo Fonográfico dos discos dos Beatles a partir de 1968 passou também a servir como um selo Fonográfico de cada álbum solo de John Lennon, Paul McCartney, George Harrison e Ringo Starr desde 1970, quando os Beatles se separaram, até 1975, quando a separação legal do conjunto foi obtida. O selo também contou com um bom número de artistas, entre eles Badfinger, Yoko Ono, Billy Preston, Ravi Shankar e James Taylor. Devido a adoção de logotipo semelhante, a gravadora esta movendo um processo contra a Apple na justiça britânica.

Veja Também.[editar | editar código-fonte]

Ligações Externas.[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Apple Corps: General Statements». Beatle Money. Arquivado desde o original em 7 de julho de 2011. Consultado em 31 de julho de 2016. 
Ícone de esboço Este artigo sobre uma empresa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.